Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 25 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

'Julgamento político', diz governador afastado de SC sobre impeachment



24/10/2020 | 20:02


O governador afastado de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), disse que o julgamento do processo de impeachment na Assembleia Legislativa foi político, e que acredita na absolvição no julgamento final do Tribunal Especial formado por desembargadores e deputados. Ele teve seu afastamento decretado na madrugada deste sábado, 24.

"Eu me dediquei muito à gestão pública e talvez não tenha me dedicado tanto à gestão política", afirmou aos jornalistas em coletiva de imprensa realizada na tarde deste sábado na Casa D'Agronômica, residência oficial.

Moisés foi afastado do cargo por seis votos a quatro enquanto responderá ao processo que investiga crime de responsabilidade no reajuste salarial dos procuradores de Santa Catarina.

Para ser condenado a perda do cargo são necessários sete votos, dois terços do Tribunal Misto de Julgamento, que é formado por cinco deputados e cinco desembargadores.

A vice-governadora Daniela Reinehr, que é alinhada ao governo e às pautas de Bolsonaro, acabou absolvida com o voto de minerva do presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, Ricardo Roesler.

Moisés será afastado até o julgamento final do processo. Nesse período, terá o salário reduzido em um terço.

Na próxima segunda, um segundo Tribunal de Impeachment será formado no processo que apura a compra de respiradores da China.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

'Julgamento político', diz governador afastado de SC sobre impeachment


24/10/2020 | 20:02


O governador afastado de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), disse que o julgamento do processo de impeachment na Assembleia Legislativa foi político, e que acredita na absolvição no julgamento final do Tribunal Especial formado por desembargadores e deputados. Ele teve seu afastamento decretado na madrugada deste sábado, 24.

"Eu me dediquei muito à gestão pública e talvez não tenha me dedicado tanto à gestão política", afirmou aos jornalistas em coletiva de imprensa realizada na tarde deste sábado na Casa D'Agronômica, residência oficial.

Moisés foi afastado do cargo por seis votos a quatro enquanto responderá ao processo que investiga crime de responsabilidade no reajuste salarial dos procuradores de Santa Catarina.

Para ser condenado a perda do cargo são necessários sete votos, dois terços do Tribunal Misto de Julgamento, que é formado por cinco deputados e cinco desembargadores.

A vice-governadora Daniela Reinehr, que é alinhada ao governo e às pautas de Bolsonaro, acabou absolvida com o voto de minerva do presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, Ricardo Roesler.

Moisés será afastado até o julgamento final do processo. Nesse período, terá o salário reduzido em um terço.

Na próxima segunda, um segundo Tribunal de Impeachment será formado no processo que apura a compra de respiradores da China.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;