Fechar
Publicidade

Domingo, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Coronavac será a vacina do Brasil, diz Doria, agradecendo à Anvisa



24/10/2020 | 17:19


O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), publicou, na tarde deste sábado, 24, no Twitter um agradecimento à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pela liberação de importação da Coronavac. "A Coronavac será a vacina do Brasil", escreveu o governador tucano.

A discussão sobre o imunizante chinês esquentou o embate entre o governo de São Paulo e o Palácio do Planalto nesta semana e provocou uma "saia justa" entre o presidente da República, Jair Bolsonaro, e um de seus ministros.

Na quarta-feira, Bolsonaro desautorizou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a importar a vacina chinesa, decisão anunciada um dia antes.

No fim da tarde de sexta-feira, 23, a importação de seis milhões de doses do imunizante produzida pelo laboratório chinês Sinovac, a pedido do Instituto Butantan em caráter excepcional, foi autorizada pela Anvisa.

O Butantan deve receber a tecnologia chinesa para produção da vacina em larga escala no País.

No Twitter, o governador paulista escreveu neste sábado: "Agradeço a postura coerente e autônoma da Anvisa, ao liberar compra inicial de 6 milhões de doses da Coronavac. Reforçamos a importância da liberação de insumos para a produção das outras 40 milhões de doses. A Coronavac será produzida em SP, no Butantan. Será a vacina do Brasil."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Coronavac será a vacina do Brasil, diz Doria, agradecendo à Anvisa


24/10/2020 | 17:19


O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), publicou, na tarde deste sábado, 24, no Twitter um agradecimento à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pela liberação de importação da Coronavac. "A Coronavac será a vacina do Brasil", escreveu o governador tucano.

A discussão sobre o imunizante chinês esquentou o embate entre o governo de São Paulo e o Palácio do Planalto nesta semana e provocou uma "saia justa" entre o presidente da República, Jair Bolsonaro, e um de seus ministros.

Na quarta-feira, Bolsonaro desautorizou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a importar a vacina chinesa, decisão anunciada um dia antes.

No fim da tarde de sexta-feira, 23, a importação de seis milhões de doses do imunizante produzida pelo laboratório chinês Sinovac, a pedido do Instituto Butantan em caráter excepcional, foi autorizada pela Anvisa.

O Butantan deve receber a tecnologia chinesa para produção da vacina em larga escala no País.

No Twitter, o governador paulista escreveu neste sábado: "Agradeço a postura coerente e autônoma da Anvisa, ao liberar compra inicial de 6 milhões de doses da Coronavac. Reforçamos a importância da liberação de insumos para a produção das outras 40 milhões de doses. A Coronavac será produzida em SP, no Butantan. Será a vacina do Brasil."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;