Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 25 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Antonio Fagundes fala sobre onda de demissões da TV Globo: - Arriscando sua história



24/10/2020 | 10:11


A TV Globo deixou de renovar o contrato de profissionais que trabalharam na emissora por anos. Em entrevista à revista Veja, Antonio Fagundes afirmou que já imaginava que o rompimento com a emissora poderia acontecer a qualquer momento:

- Sabia que alguma hora poderia acontecer. Todos esses anos de casa foram bons para mim e, claro, para a empresa também. Logo que entrei na Globo, passei um período contratado por obra, por minha opção. Queria ter liberdade de fazer só o que me interessasse. Com o tempo me rendi, até porque tinha conquistado certa independência na escolha dos trabalhos. Só que a empresa mudou sua forma operacional. Entendo que não é específico comigo, que não fui mandado embora poque não sirvo mais. Até porque já estão querendo me contratar para o remake da novela Pantanal, no ano que vem. Mesmo assim, escuto muito: Você deu 44 anos da sua vida para eles. Não, não dei nada para ninguém. Foi uma troca.

O ator contou também que a Globo está arriscando ao demitir rostos conhecidos:

- A TV Globo está se desfazendo de seu patrimônio e arriscando sua história. Comparando, é como se um museu que durante décadas expôs a Monalisa de repente resolvesse se desfazer justamente dela. Pode ser bom, do ponto de vista administrativo e financeiro, mas corre-se um grande risco.

E continuou:

- A Globo não é uma fábrica de sapatos, trabalha com arte, emoção e fidelidade. Durante cinquenta anos, o público assistiu a essas pessoas nessa emissora e tem um carinho especial por elas. É como se a empresa propusesse esquecer todo o passado e começar o futuro. Pode dar certo, mas também pode não dar.

Por fim, Fagundes revelou que já recebeu outras propostas para trabalhar:

- Posso dizer que está acontecendo sondagens e propostas, e estou muito bem e livre para aceitar o que quiser. São convites não só de outras emissoras, mas de plataformas de streaming e para fazer cinema. Tenho a intenção ainda de produzir longas-metragens.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Antonio Fagundes fala sobre onda de demissões da TV Globo: - Arriscando sua história


24/10/2020 | 10:11


A TV Globo deixou de renovar o contrato de profissionais que trabalharam na emissora por anos. Em entrevista à revista Veja, Antonio Fagundes afirmou que já imaginava que o rompimento com a emissora poderia acontecer a qualquer momento:

- Sabia que alguma hora poderia acontecer. Todos esses anos de casa foram bons para mim e, claro, para a empresa também. Logo que entrei na Globo, passei um período contratado por obra, por minha opção. Queria ter liberdade de fazer só o que me interessasse. Com o tempo me rendi, até porque tinha conquistado certa independência na escolha dos trabalhos. Só que a empresa mudou sua forma operacional. Entendo que não é específico comigo, que não fui mandado embora poque não sirvo mais. Até porque já estão querendo me contratar para o remake da novela Pantanal, no ano que vem. Mesmo assim, escuto muito: Você deu 44 anos da sua vida para eles. Não, não dei nada para ninguém. Foi uma troca.

O ator contou também que a Globo está arriscando ao demitir rostos conhecidos:

- A TV Globo está se desfazendo de seu patrimônio e arriscando sua história. Comparando, é como se um museu que durante décadas expôs a Monalisa de repente resolvesse se desfazer justamente dela. Pode ser bom, do ponto de vista administrativo e financeiro, mas corre-se um grande risco.

E continuou:

- A Globo não é uma fábrica de sapatos, trabalha com arte, emoção e fidelidade. Durante cinquenta anos, o público assistiu a essas pessoas nessa emissora e tem um carinho especial por elas. É como se a empresa propusesse esquecer todo o passado e começar o futuro. Pode dar certo, mas também pode não dar.

Por fim, Fagundes revelou que já recebeu outras propostas para trabalhar:

- Posso dizer que está acontecendo sondagens e propostas, e estou muito bem e livre para aceitar o que quiser. São convites não só de outras emissoras, mas de plataformas de streaming e para fazer cinema. Tenho a intenção ainda de produzir longas-metragens.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;