Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 26 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Ponte Preta embarca para Maceió com desfalques e muitas novidades



22/10/2020 | 18:21


A Ponte Preta realizou, nesta quinta-feira, o último treinamento em Campinas antes de embarcar para Maceió, onde enfrenta o CRB, no sábado, às 16 horas, no estádio Rei Pelé, pela penúltima rodada do primeiro turno da Série B do Campeonato Brasileiro.

Como deixou subentendido na entrevista após a goleada sofrida para a Chapecoense, por 5 a 0, no estádio Moisés Lucarelli, na última terça-feira, o técnico Marcelo Oliveira vai realizar várias mudanças no time titular. Umas forçadas e outras por opção própria.

O lateral-direito Apodi, por exemplo, ficou em Campinas após sentir um desconforto muscular. O goleiro Ygor Vinhas, o volante Luis Oyama e o atacante Wanderley também não viajaram com a delegação por questões físicas.

Por outro lado, Marcelo Oliveira ganhou várias opções. Contratados recentemente, o lateral-direito Léo Pereira, o zagueiro Ruan Renato e o volante Barreto foram para Alagoas. Só o último ainda não apareceu no BID da CBF, mas isso deve acontecer até sexta-feira.

Já os zagueiros Rayan e Wellington Carvalho, além do lateral-esquerdo Guilherme Lazaroni, foram liberados pelo departamento médico. Outro que volta a ficar à disposição do técnico é o atacante Matheus Peixoto, que cumpriu suspensão automática.

Diante de tantas novidades, não será surpresa se a Ponte Preta entrar em campo com um time totalmente diferente do último jogo. Apenas o goleiro Ivan e o meia João Paulo têm presenças certas entre os titulares.

A Ponte Preta está na quarta colocação da Série B, com os mesmos 27 pontos do quinto colocado Juventude, na frente apenas por causa do número de vitórias (8 contra 7). Agora tem a obrigação de se reabilitar, pois o time não sofria um vexame tão grande em casa desde 1995, quando perdeu para o XV de Piracicaba por 6 a 0.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ponte Preta embarca para Maceió com desfalques e muitas novidades


22/10/2020 | 18:21


A Ponte Preta realizou, nesta quinta-feira, o último treinamento em Campinas antes de embarcar para Maceió, onde enfrenta o CRB, no sábado, às 16 horas, no estádio Rei Pelé, pela penúltima rodada do primeiro turno da Série B do Campeonato Brasileiro.

Como deixou subentendido na entrevista após a goleada sofrida para a Chapecoense, por 5 a 0, no estádio Moisés Lucarelli, na última terça-feira, o técnico Marcelo Oliveira vai realizar várias mudanças no time titular. Umas forçadas e outras por opção própria.

O lateral-direito Apodi, por exemplo, ficou em Campinas após sentir um desconforto muscular. O goleiro Ygor Vinhas, o volante Luis Oyama e o atacante Wanderley também não viajaram com a delegação por questões físicas.

Por outro lado, Marcelo Oliveira ganhou várias opções. Contratados recentemente, o lateral-direito Léo Pereira, o zagueiro Ruan Renato e o volante Barreto foram para Alagoas. Só o último ainda não apareceu no BID da CBF, mas isso deve acontecer até sexta-feira.

Já os zagueiros Rayan e Wellington Carvalho, além do lateral-esquerdo Guilherme Lazaroni, foram liberados pelo departamento médico. Outro que volta a ficar à disposição do técnico é o atacante Matheus Peixoto, que cumpriu suspensão automática.

Diante de tantas novidades, não será surpresa se a Ponte Preta entrar em campo com um time totalmente diferente do último jogo. Apenas o goleiro Ivan e o meia João Paulo têm presenças certas entre os titulares.

A Ponte Preta está na quarta colocação da Série B, com os mesmos 27 pontos do quinto colocado Juventude, na frente apenas por causa do número de vitórias (8 contra 7). Agora tem a obrigação de se reabilitar, pois o time não sofria um vexame tão grande em casa desde 1995, quando perdeu para o XV de Piracicaba por 6 a 0.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;