Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 27 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

Por WhatsApp, usuários agora podem pedir checagem de informações falsas

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Da Redação
Do 33Giga

04/11/2020 | 19:48


A Agência Lupa, especializada em checar fatos, lança nesta quinta-feira (22) um canal no WhatsApp para verificar conteúdos e esclarecer informações falsas. Na prática, os usuários do aplicativo podem mandar sugestões de notícias que serão analisadas pela equipe da empresa. Sempre que o material for checável, os jornalistas da agência produzirão um conteúdo e a dúvida será respondida por meio do perfil automatizado dentro do app.

Leia mais:
“A pandemia iniciou novos tipos de fake news”, diz fundador do E-Farsas
Boatos: os maiores absurdos que se espalharam pela internet

Fake news: você realmente sabe identificar notícias falsas?

Para interagir com a Agência Lupa no WhatsApp, basta mandar um “olá” para o número +55 (21) 99193-3751. Ao receber a mensagem, o perfil envia um menu, pelo qual o leitor escolhe mandar uma sugestão ou receber as últimas verificações produzidas pela equipe. Caso queira que a empresa verifique um conteúdo suspeito específico, o usuário deve escolher a opção 1 e, após o robô confirmar o recebimento, enviar a dúvida.

Se o conteúdo já tiver sido verificado, o leitor receberá tal informação. Caso a equipe ainda não tenha checado a dúvida, ela será apurada e uma nova verificação será produzida sobre o assunto.

As sugestões podem ser enviadas por texto, foto, vídeo, áudio ou link. Vale lembrar que a Agência Lupa não checa opinião, humor, projeções futuras ou fatos para os quais não existam dados públicos disponíveis, de acordo com a metodologia auditada anualmente pela International Fact-Checking Network (IFCN), a rede que reúne checadores de todo o mundo.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Por WhatsApp, usuários agora podem pedir checagem de informações falsas

Da Redação
Do 33Giga

04/11/2020 | 19:48


A Agência Lupa, especializada em checar fatos, lança nesta quinta-feira (22) um canal no WhatsApp para verificar conteúdos e esclarecer informações falsas. Na prática, os usuários do aplicativo podem mandar sugestões de notícias que serão analisadas pela equipe da empresa. Sempre que o material for checável, os jornalistas da agência produzirão um conteúdo e a dúvida será respondida por meio do perfil automatizado dentro do app.

Leia mais:
“A pandemia iniciou novos tipos de fake news”, diz fundador do E-Farsas
Boatos: os maiores absurdos que se espalharam pela internet

Fake news: você realmente sabe identificar notícias falsas?

Para interagir com a Agência Lupa no WhatsApp, basta mandar um “olá” para o número +55 (21) 99193-3751. Ao receber a mensagem, o perfil envia um menu, pelo qual o leitor escolhe mandar uma sugestão ou receber as últimas verificações produzidas pela equipe. Caso queira que a empresa verifique um conteúdo suspeito específico, o usuário deve escolher a opção 1 e, após o robô confirmar o recebimento, enviar a dúvida.

Se o conteúdo já tiver sido verificado, o leitor receberá tal informação. Caso a equipe ainda não tenha checado a dúvida, ela será apurada e uma nova verificação será produzida sobre o assunto.

As sugestões podem ser enviadas por texto, foto, vídeo, áudio ou link. Vale lembrar que a Agência Lupa não checa opinião, humor, projeções futuras ou fatos para os quais não existam dados públicos disponíveis, de acordo com a metodologia auditada anualmente pela International Fact-Checking Network (IFCN), a rede que reúne checadores de todo o mundo.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;