Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 25 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

FMI: região da Ásia e Pacífico deve sofrer contração econômica de 2,2% em 2020



22/10/2020 | 07:18


A região da Ásia e do Pacífico vai sofrer este ano uma contração econômica mais severa do que se pensava inicialmente, uma vez que vários mercados emergentes locais apresentaram forte desaceleração em meio ao combate da pandemia do novo coronavírus, segundo avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI). Em relatório econômico regional, o FMI prevê agora que o Produto Interno Bruto (PIB) da Ásia e do Pacífico terá queda de 2,2% em 2020. Em junho, a previsão do Fundo era de retração de 1,6%.

O FMI disse que a revisão se deve a "uma contração mais intensa, principalmente na Índia, nas Filipinas e na Malásia. Por outro lado, o fundo revisou para cima sua projeção de crescimento da China este ano, de 1% para 1,9%, em função de uma recuperação maior do que se esperava no segundo trimestre. Para 2021, o FMI elevou sua previsão de expansão econômica da Ásia e do Pacífico, de 6,6% para 6,9%.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

FMI: região da Ásia e Pacífico deve sofrer contração econômica de 2,2% em 2020


22/10/2020 | 07:18


A região da Ásia e do Pacífico vai sofrer este ano uma contração econômica mais severa do que se pensava inicialmente, uma vez que vários mercados emergentes locais apresentaram forte desaceleração em meio ao combate da pandemia do novo coronavírus, segundo avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI). Em relatório econômico regional, o FMI prevê agora que o Produto Interno Bruto (PIB) da Ásia e do Pacífico terá queda de 2,2% em 2020. Em junho, a previsão do Fundo era de retração de 1,6%.

O FMI disse que a revisão se deve a "uma contração mais intensa, principalmente na Índia, nas Filipinas e na Malásia. Por outro lado, o fundo revisou para cima sua projeção de crescimento da China este ano, de 1% para 1,9%, em função de uma recuperação maior do que se esperava no segundo trimestre. Para 2021, o FMI elevou sua previsão de expansão econômica da Ásia e do Pacífico, de 6,6% para 6,9%.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;