Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Polícia demora para investigar morte de menina no São Lucas


Bruno Ribeiro
Do Diário do Grande ABC

08/04/2006 | 09:26


Após cinco dias da morte da estudante Letícia Grazielli Bernardo, 9 anos, a polícia de Diadema ainda não instaurou inquérito para apurar possível neglicência do Hospital São Lucas. Os pais da garota acusam o hospital particular de omissão de socorro durante o atendimento médico após uma queda dentro de casa. O boletim de ocorrência sobre o caso, aberto pelo avô de Letícia às 8h da segunda-feira no 3º Distrito Policial da cidade, só foi encaminhado para o 4º DP (mais próximo da casa da estudante), no fim da tarde de sexta-feira, quando as investigações ainda não tinham começado.

Na segunda-feira deve ficar pronto o exame necroscópico do IML (Instituto Médico-Legal) que irá apontar a causa mortis da menina.

Paralelo à investigação policial, sexta-feira o CRM (Conselho Regional de Medicina) anunciou que instaurou sindicância para avaliar a conduta médica dos profissionais envolvidos no atendimento que resultou na morte de Letícia. O processo correrá em sigilo, e pode demorar até seis meses. Se o CRM identificar alguma irregularidades na atitude dos médicos, instaurará inquéritos contra eles. Se verificar algo irregular nos equipamentos ou estrutura do hospital, o diretor-clínico do São Lucas será indiciado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;