Fechar
Publicidade

Domingo, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Barack Obama fará a primeira aparição presencial para Joe Biden

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


21/10/2020 | 11:41


O ex-presidente dos EUA Barack Obama retorna à Filadélfia nesta quarta-feira, 21, para sua primeira aparição presencial em evento de campanha para o candidato democrata para a Casa Branca, Joe Biden. Em 2016, o homem conhecido como um dos oradores mais fortes do Partido Democrata fez a apresentação final de Hillary Clinton no mesmo lugar - em um comício para milhares na noite anterior ao dia da eleição.

Agora, com a campanha em meio a uma ascendente da pandemia do coronavírus, Obama falará para uma multidão muito menor em um comício drive-in, onde os apoiadores o ouvirão pelo rádio dentro de seus carros.

O formato reflete o desafio que os democratas enfrentam para aumentar o entusiasmo e obter a votação em um ano em que evitaram grandes comícios em favor de pequenos eventos socialmente distantes, traçando um contraste com o presidente Donald Trump e os republicanos sobre o coronavírus.

Embora Obama seja geralmente uma das maiores atrações do partido e oradores mais atraentes, esse impacto pode ser reduzido pelo formato. Mas os democratas dizem que, como um dos homens que melhor conhece Biden, tanto como ex-parceiro na Casa Branca quanto pessoalmente, Obama continua sendo um dos maiores ativos do partido na reta final da campanha. "Especialmente na Filadélfia, ele é a atração final e ainda um grande porta-estandarte para os democratas", disse o ex-prefeito da Filadélfia Michael Nutter.

A visita de Obama à Filadélfia ressalta a importância da Pensilvânia, o Estado decisivo que o próprio Biden mais visitou nesta campanha. Se Trump perder o Estado, seu caminho para vencer a reeleição se estreitará significativamente.

E Nutter disse que a aparição de Obama na Filadélfia ajudaria a impulsionar a posição da campanha junto aos eleitores que ficaram de fora da última eleição presidencial, bem como aos eleitores nos subúrbios da Filadélfia que apoiaram Obama em 2008 e 2012, mas mudaram para Trump em 2016.

"Acho que ele ajuda a lembrar às pessoas o que está em jogo, o que significa ser presidente, como as coisas poderiam ser", disse Nutter.

Aparições virtuais

Obama já ajudou a campanha de Biden com a adaptação à mudança para eventos virtuais, concentrando grande parte de seu trabalho em fazer com que os americanos mais jovens votem.

Ele apareceu na Twitch, plataforma de streaming de videogame, enviou uma mensagem de registro de voto no Snapchat e gravou um vídeo para a Shade Room, uma página do Instagram de propriedade de negros e empresa de mídia com 21 milhões de seguidores.

"O presidente Obama tem aparecido durante a pandemia em plataformas não tradicionais para alcançar eleitores indecisos e mobilizar eleitores mais jovens que não consomem a mídia política ao longo do dia", disse o ex-secretário de imprensa de Obama Ben LaBolt. "Ele tem a habilidade singular de credenciar como o vice-presidente Biden abordaria o trabalho no Salão Oval."

Obama apareceu em dois podcasts veiculados por alguns de seus ex-assessores e emprestou seu nome a textos e e-mails encorajando seus apoiadores a se registrar para votar e doar dinheiro para a campanha.

Ele também atraiu muito dinheiro para a campanha - apareceu em dois eventos virtuais de arrecadação de fundos com a senadora Kamala Harris neste mês e em alguns outros antes disso.

Obama também tem atuado na defesa dos democratas, levantando dinheiro para os democratas da Câmara e aparecendo em anúncios para alguns dos principais candidatos do partido, como Sara Gideon, concorrendo ao Senado no Maine, e para candidatos vulneráveis, como o senador de Michigan Gary Peters. E ele filmou uma série de vídeos digitais para o Comitê Nacional Democrata enfatizando a necessidade dos eleitores fazerem planos para votar.

"Ele está fazendo o suficiente por nossa campanha", disse Biden a repórteres antes de embarcar em um voo em New Castle, Delaware, na semana passada. "Ele estará na trilha e está indo bem", completou. (Com agências internacionais).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Barack Obama fará a primeira aparição presencial para Joe Biden


21/10/2020 | 11:41


O ex-presidente dos EUA Barack Obama retorna à Filadélfia nesta quarta-feira, 21, para sua primeira aparição presencial em evento de campanha para o candidato democrata para a Casa Branca, Joe Biden. Em 2016, o homem conhecido como um dos oradores mais fortes do Partido Democrata fez a apresentação final de Hillary Clinton no mesmo lugar - em um comício para milhares na noite anterior ao dia da eleição.

Agora, com a campanha em meio a uma ascendente da pandemia do coronavírus, Obama falará para uma multidão muito menor em um comício drive-in, onde os apoiadores o ouvirão pelo rádio dentro de seus carros.

O formato reflete o desafio que os democratas enfrentam para aumentar o entusiasmo e obter a votação em um ano em que evitaram grandes comícios em favor de pequenos eventos socialmente distantes, traçando um contraste com o presidente Donald Trump e os republicanos sobre o coronavírus.

Embora Obama seja geralmente uma das maiores atrações do partido e oradores mais atraentes, esse impacto pode ser reduzido pelo formato. Mas os democratas dizem que, como um dos homens que melhor conhece Biden, tanto como ex-parceiro na Casa Branca quanto pessoalmente, Obama continua sendo um dos maiores ativos do partido na reta final da campanha. "Especialmente na Filadélfia, ele é a atração final e ainda um grande porta-estandarte para os democratas", disse o ex-prefeito da Filadélfia Michael Nutter.

A visita de Obama à Filadélfia ressalta a importância da Pensilvânia, o Estado decisivo que o próprio Biden mais visitou nesta campanha. Se Trump perder o Estado, seu caminho para vencer a reeleição se estreitará significativamente.

E Nutter disse que a aparição de Obama na Filadélfia ajudaria a impulsionar a posição da campanha junto aos eleitores que ficaram de fora da última eleição presidencial, bem como aos eleitores nos subúrbios da Filadélfia que apoiaram Obama em 2008 e 2012, mas mudaram para Trump em 2016.

"Acho que ele ajuda a lembrar às pessoas o que está em jogo, o que significa ser presidente, como as coisas poderiam ser", disse Nutter.

Aparições virtuais

Obama já ajudou a campanha de Biden com a adaptação à mudança para eventos virtuais, concentrando grande parte de seu trabalho em fazer com que os americanos mais jovens votem.

Ele apareceu na Twitch, plataforma de streaming de videogame, enviou uma mensagem de registro de voto no Snapchat e gravou um vídeo para a Shade Room, uma página do Instagram de propriedade de negros e empresa de mídia com 21 milhões de seguidores.

"O presidente Obama tem aparecido durante a pandemia em plataformas não tradicionais para alcançar eleitores indecisos e mobilizar eleitores mais jovens que não consomem a mídia política ao longo do dia", disse o ex-secretário de imprensa de Obama Ben LaBolt. "Ele tem a habilidade singular de credenciar como o vice-presidente Biden abordaria o trabalho no Salão Oval."

Obama apareceu em dois podcasts veiculados por alguns de seus ex-assessores e emprestou seu nome a textos e e-mails encorajando seus apoiadores a se registrar para votar e doar dinheiro para a campanha.

Ele também atraiu muito dinheiro para a campanha - apareceu em dois eventos virtuais de arrecadação de fundos com a senadora Kamala Harris neste mês e em alguns outros antes disso.

Obama também tem atuado na defesa dos democratas, levantando dinheiro para os democratas da Câmara e aparecendo em anúncios para alguns dos principais candidatos do partido, como Sara Gideon, concorrendo ao Senado no Maine, e para candidatos vulneráveis, como o senador de Michigan Gary Peters. E ele filmou uma série de vídeos digitais para o Comitê Nacional Democrata enfatizando a necessidade dos eleitores fazerem planos para votar.

"Ele está fazendo o suficiente por nossa campanha", disse Biden a repórteres antes de embarcar em um voo em New Castle, Delaware, na semana passada. "Ele estará na trilha e está indo bem", completou. (Com agências internacionais).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;