Fechar
Publicidade

Domingo, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Grêmio pede anulação do jogo contra o São Paulo e afastamento de Gaciba na CBF



20/10/2020 | 14:26


Após questionar a arbitragem do empate sem gols entre Grêmio e São Paulo, no sábado, a diretoria do time gaúcho ingressou no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta terça-feira com um pedido de impugnação da partida, válida pela 17ª rodada do Brasileirão. O clube pediu também o afastamento do presidente da Comissão da CBF, Leonardo Gaciba.

Na prática, o Grêmio quer a anulação da partida por julgar que foi prejudicado pela arbitragem. Para o time gaúcho, houve interferência decisiva na partida em quatro lances importantes: dois supostos pênaltis, não marcados; e duas expulsões, não concretizadas. O pedido foi encaminhado ao presidente do STJD, Otávio Noronha.

O Grêmio argumenta que houve reunião entre representante do São Paulo e da CBF na semana anterior ao jogo. Segundo o clube gaúcho, houve alteração no quadro de integrantes da arbitragem da partida após esta reunião. E que a mudança teria acontecido faltando poucas horas para o início do jogo.

Na Medida Inominada, em que pede a anulação da partida, o Grêmio faz dois questionamentos à CBF: "Qual foi/é a justificativa técnica para a alteração do árbitro do VAR?" e "Qual foi/é o embasamento nas normas e regulamentos pertinentes apto a justificar a alteração da equipe de arbitragem a partir de pedido unilateral de apenas 1 (um) dos clubes disputantes da partida faltando algumas horas para o início do jogo?"

No mesmo documento, o time de Porto Alegre pede à CBF para liberar arquivos de áudio da equipe de arbitragem durante o jogo, solicita informações sobre a reunião com integrantes do São Paulo e também sobre um possível pedido do rival para mudar a arbitragem.

Por fim, o clube pede o afastamento de Gaciba "caso o mesmo tenha participado da reunião com os representantes do São Paulo e até que os fatos sejam totalmente esclarecidos".

Gaciba virou o centro das atenções nos últimos dias porque admitiu, em entrevista ao canal SporTV, que o VAR foi utilizado de forma equivocada na derrota do São Paulo para o Atlético-MG, no início de setembro. Foram estas declarações que teriam levado o time paulista a pedir reunião na CBF e solicitar a troca de arbitragem para o duelo com o Grêmio.

Assim como fez o Grêmio nesta terça, o São Paulo pediu a anulação da partida contra o Atlético-MG, na segunda-feira, também com o ingresso de uma Medida Inominada na CBF.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Grêmio pede anulação do jogo contra o São Paulo e afastamento de Gaciba na CBF


20/10/2020 | 14:26


Após questionar a arbitragem do empate sem gols entre Grêmio e São Paulo, no sábado, a diretoria do time gaúcho ingressou no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta terça-feira com um pedido de impugnação da partida, válida pela 17ª rodada do Brasileirão. O clube pediu também o afastamento do presidente da Comissão da CBF, Leonardo Gaciba.

Na prática, o Grêmio quer a anulação da partida por julgar que foi prejudicado pela arbitragem. Para o time gaúcho, houve interferência decisiva na partida em quatro lances importantes: dois supostos pênaltis, não marcados; e duas expulsões, não concretizadas. O pedido foi encaminhado ao presidente do STJD, Otávio Noronha.

O Grêmio argumenta que houve reunião entre representante do São Paulo e da CBF na semana anterior ao jogo. Segundo o clube gaúcho, houve alteração no quadro de integrantes da arbitragem da partida após esta reunião. E que a mudança teria acontecido faltando poucas horas para o início do jogo.

Na Medida Inominada, em que pede a anulação da partida, o Grêmio faz dois questionamentos à CBF: "Qual foi/é a justificativa técnica para a alteração do árbitro do VAR?" e "Qual foi/é o embasamento nas normas e regulamentos pertinentes apto a justificar a alteração da equipe de arbitragem a partir de pedido unilateral de apenas 1 (um) dos clubes disputantes da partida faltando algumas horas para o início do jogo?"

No mesmo documento, o time de Porto Alegre pede à CBF para liberar arquivos de áudio da equipe de arbitragem durante o jogo, solicita informações sobre a reunião com integrantes do São Paulo e também sobre um possível pedido do rival para mudar a arbitragem.

Por fim, o clube pede o afastamento de Gaciba "caso o mesmo tenha participado da reunião com os representantes do São Paulo e até que os fatos sejam totalmente esclarecidos".

Gaciba virou o centro das atenções nos últimos dias porque admitiu, em entrevista ao canal SporTV, que o VAR foi utilizado de forma equivocada na derrota do São Paulo para o Atlético-MG, no início de setembro. Foram estas declarações que teriam levado o time paulista a pedir reunião na CBF e solicitar a troca de arbitragem para o duelo com o Grêmio.

Assim como fez o Grêmio nesta terça, o São Paulo pediu a anulação da partida contra o Atlético-MG, na segunda-feira, também com o ingresso de uma Medida Inominada na CBF.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;