Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Microsoft anuncia treinamento digital para atender 5,5 mi de brasileiros até 2023



20/10/2020 | 12:17


A Microsoft anunciou nesta terça-feira, 20, um conjunto de iniciativas voltadas ao desenvolvimento econômico e à geração de emprego no Brasil. Entre os novos esforços, está a criação de um treinamento digital gratuito para atender 5,5 milhões de brasileiros até 2023 e a disponibilização de ferramentas de inteligência artificial para buscas no Sistema Nacional de Emprego. Além disso, a empresa afirmou que está expandindo sua infraestrutura de nuvem no País.

O anúncio foi feito durante o evento Microsoft Mais Brasil, realizado virtualmente. A ocasião contou com a participação do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, e do secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos da Costa.

"Precisamos acelerar nossa capacidade de formar profissionais na área de tecnologia, já que existe uma demanda crescente nessa área no Brasil. Isso inclui atrair mais jovens para a área de exatas, especialmente mulheres", disse Tânia Cosentino, presidente da Microsoft Brasil, durante o evento.

As ferramentas de treinamento digital da Microsoft farão parte da plataforma de ensino remoto Escola do Trabalhador 4.0, desenvolvida pelo Ministério da Economia em parceria com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Segundo a empresa, a plataforma vai oferecer mais de 20 tipos de cursos a candidatos de emprego, em áreas que vão desde a alfabetização digital até computação em nuvem e inteligência artificial.

Com o objetivo de otimizar a busca por oportunidades no País, a Microsoft também afirmou que está doando ferramentas de inteligência artificial para o Sistema Nacional de Emprego. "As ferramentas da Microsoft vão permitir que cada candidato consiga encontrar a sua empresa ideal e, do outro lado, as empresas poderão encontrar os melhores candidatos", disse o secretário Carlos da Costa.

No evento, a empresa anunciou a expansão da sua infraestrutura de nuvem com uma nova região de datacenter no Rio de Janeiro. A Microsoft lançou sua primeira região de datacenter em 2014, no Estado de São Paulo - a nuvem global da Microsoft tem hoje 65 regiões.

Sustentabilidade

Os planos de desenvolvimento econômico da Microsoft para o Brasil também incluem sustentabilidade: a companhia disse ter o compromisso de ser carbono negativa até 2030. Também afirmou que fará a transição total do fornecimento de energia de seus datacenters para fontes renováveis até 2025. "Queremos reforçar nossa parceria com o País para ajudar na retomada econômica sustentável", disse Cosentino.

Outro anúncio da empresa foi o plano de usar inteligência artificial para ajudar na proteção da floresta amazônica contra desmatamentos e queimadas. A ideia é associar a tecnologia a indicadores como estradas ilegais abertas em regiões florestais e dados de imagens de satélite, para prever zonas de desmatamento mais prováveis. A iniciativa será implementada durante a próxima estação de seca em 2021.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Microsoft anuncia treinamento digital para atender 5,5 mi de brasileiros até 2023


20/10/2020 | 12:17


A Microsoft anunciou nesta terça-feira, 20, um conjunto de iniciativas voltadas ao desenvolvimento econômico e à geração de emprego no Brasil. Entre os novos esforços, está a criação de um treinamento digital gratuito para atender 5,5 milhões de brasileiros até 2023 e a disponibilização de ferramentas de inteligência artificial para buscas no Sistema Nacional de Emprego. Além disso, a empresa afirmou que está expandindo sua infraestrutura de nuvem no País.

O anúncio foi feito durante o evento Microsoft Mais Brasil, realizado virtualmente. A ocasião contou com a participação do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, e do secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos da Costa.

"Precisamos acelerar nossa capacidade de formar profissionais na área de tecnologia, já que existe uma demanda crescente nessa área no Brasil. Isso inclui atrair mais jovens para a área de exatas, especialmente mulheres", disse Tânia Cosentino, presidente da Microsoft Brasil, durante o evento.

As ferramentas de treinamento digital da Microsoft farão parte da plataforma de ensino remoto Escola do Trabalhador 4.0, desenvolvida pelo Ministério da Economia em parceria com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Segundo a empresa, a plataforma vai oferecer mais de 20 tipos de cursos a candidatos de emprego, em áreas que vão desde a alfabetização digital até computação em nuvem e inteligência artificial.

Com o objetivo de otimizar a busca por oportunidades no País, a Microsoft também afirmou que está doando ferramentas de inteligência artificial para o Sistema Nacional de Emprego. "As ferramentas da Microsoft vão permitir que cada candidato consiga encontrar a sua empresa ideal e, do outro lado, as empresas poderão encontrar os melhores candidatos", disse o secretário Carlos da Costa.

No evento, a empresa anunciou a expansão da sua infraestrutura de nuvem com uma nova região de datacenter no Rio de Janeiro. A Microsoft lançou sua primeira região de datacenter em 2014, no Estado de São Paulo - a nuvem global da Microsoft tem hoje 65 regiões.

Sustentabilidade

Os planos de desenvolvimento econômico da Microsoft para o Brasil também incluem sustentabilidade: a companhia disse ter o compromisso de ser carbono negativa até 2030. Também afirmou que fará a transição total do fornecimento de energia de seus datacenters para fontes renováveis até 2025. "Queremos reforçar nossa parceria com o País para ajudar na retomada econômica sustentável", disse Cosentino.

Outro anúncio da empresa foi o plano de usar inteligência artificial para ajudar na proteção da floresta amazônica contra desmatamentos e queimadas. A ideia é associar a tecnologia a indicadores como estradas ilegais abertas em regiões florestais e dados de imagens de satélite, para prever zonas de desmatamento mais prováveis. A iniciativa será implementada durante a próxima estação de seca em 2021.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;