Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Aneel aprova reajuste médio de 4,82% nas tarifas da EDP São Paulo



20/10/2020 | 10:39


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 20 um reajuste médio de 4,82% nas tarifas da EDP São Paulo. Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 6,52%, e para a baixa tensão, de 3,92%.

As novas tarifas vigoram a partir de sexta-feira, 23. A EDP São Paulo atende a 1,97 milhão de unidades consumidoras no Alto do Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte do Estado. A operação de empréstimo que socorreu o setor elétrico, de R$ 14,8 bilhões, contribuiu para reduzir o impacto do reajuste em 13 pontos porcentuais.

Nesta terça, a Aneel também aprovou um reajuste médio de 0,27% nas tarifas da CEB. Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 2,14%, e para a baixa tensão, haverá queda de 0,49%. As novas tarifas vigoram a partir de quinta-feira, 22. A CEB atende a 1,1 milhão de unidades consumidoras no Distrito Federal. A operação de empréstimo que socorreu o setor elétrico, de R$ 14,8 bilhões, contribuiu para reduzir o impacto do reajuste em 10 pontos porcentuais.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Aneel aprova reajuste médio de 4,82% nas tarifas da EDP São Paulo


20/10/2020 | 10:39


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 20 um reajuste médio de 4,82% nas tarifas da EDP São Paulo. Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 6,52%, e para a baixa tensão, de 3,92%.

As novas tarifas vigoram a partir de sexta-feira, 23. A EDP São Paulo atende a 1,97 milhão de unidades consumidoras no Alto do Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte do Estado. A operação de empréstimo que socorreu o setor elétrico, de R$ 14,8 bilhões, contribuiu para reduzir o impacto do reajuste em 13 pontos porcentuais.

Nesta terça, a Aneel também aprovou um reajuste médio de 0,27% nas tarifas da CEB. Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 2,14%, e para a baixa tensão, haverá queda de 0,49%. As novas tarifas vigoram a partir de quinta-feira, 22. A CEB atende a 1,1 milhão de unidades consumidoras no Distrito Federal. A operação de empréstimo que socorreu o setor elétrico, de R$ 14,8 bilhões, contribuiu para reduzir o impacto do reajuste em 10 pontos porcentuais.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;