Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Emily em Paris: conheça os cenários da série na capital francesa

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Maria Beatriz Vaccari
Do Rota de Férias

19/10/2020 | 20:48


Em meio a elogios e críticas (relacionadas, principalmente, ao estereótipo dos personagens franceses), a série “Emily em Paris” se tornou uma das produções mais assistidas da Netflix nas últimas semanas. Opiniões à parte, os episódios são um prato cheio para quem quer viajar sem sair do sofá. Ao longo dos capítulos da primeira temporada, a protagonista explora as belezas da capital francesa e passa por algumas das atrações mais bonitas da cidade.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

Confira alguns lugares incríveis que são usados como cenário em “Emily em Paris”.

Principais cenários da série “Emily em Paris” 

O apartamento de Emily

Divulgação/Stephanie Branchu/Netflix

No primeiro episódio, Emily chega a Paris e é levada a seu novo apartamento, um “chambre de bonne” (tipo de moradia que era usada para abrigar trabalhadoras domésticas na Cidade Luz. Com o tempo, esses alojamentos foram transformados em pequenos estúdios – o de Emily  é um pouco maior e mais sofisticado, na verdade, que a maioria dos chambre de bonne). O prédio fica na região da Place de l’Estrapade, praça que aparece em várias cenas da série.

O local também está pertinho de algumas das atrações mais famosas de Paris, como o Panteão. O monumento em estilo neoclássico serve de pano de fundo para uma cena em que Emily liga para o namorado.

O restaurante de Gabriel

Divulgação/Roger Do Minh/Netflix

Gabriel, o vizinho bonitão que vive ajudando Emily a se adaptar aos costumes de Paris, trabalha como chef em um restaurante. O local fica praticamente em frente ao prédio da protagonista, também na Place de l’Estrapade.

Apesar de retratar um estabelecimento fictício, chamado Lex Deux Compère, o simpático restaurante com toldo vermelho existe na vida real. A diferença é que ele se chama Terra Nera e funciona como um bistrô especializado em gastronomia italiana.

Os jardins incríveis

Divulgação/Carole Bethuel/Netflix

As áreas verdes da Cidade Luz marcam presença em diversas ocasiões ao longo da série. Em uma cena do segundo episódio, por exemplo, Emily aparece fazendo exercícios físicos no Jardim de Luxemburgo, lindíssimo parque público com mais de 20 hectares.

Além disso, nos primeiros dias de trabalho, a americana faz uma série de investidas para se entrosar com os colegas. Apesar das tentativas, ela não é convidada para almoçar com os outros funcionários e decide comer sozinha em um banco no Jardin du Palais Royal. É ali, em um dos cenários mais bonitos da cidade, que ela se torna amiga de Mindy.

As vistas mais lindas de Paris

Divulgação/Carole Bethuel/Netflix

No segundo episódio, Emily é convidada para a festa de lançamento de um perfume. O evento é realizado no Café de L’homme,  rooftop que fica na cobertura do Museu do Homem, na região do Trocadero. Além de ser bastante glamouroso, o local é conhecido por oferecer algumas das vistas mais deslumbrantes de Paris– em alguns momentos, a Torre Eiffel rouba a cena e transforma os atores Lily Collins e William Abadie em meros coadjuvantes.

Por falar em vistas incríveis, é preciso destacar a beleza das tomadas aéreas que funcionam como transições de cenas durante toda a série. Os takes ajudam a reforçar ainda mais a beleza de atrações como o Arco do Triunfo e o Rio Sena – no episódio 10, Emily até faz um passeio de barco por lá com o personagem Mathieu Cadault.

O comercial de perfume 

Divulgação/Netflix

Depois de curtir a festa de lançamento do perfume, a protagonista participa da gravação de um comercial para promover a fragrância. O cenário escolhido é a Ponte Alexandre III, que corta o Rio Sena e é um dos pontos turísticos mais badalados da Cidade Luz. As filmagens mostram alguns dos detalhes mais lindos da atração, como os charmosos postes de luz pretos e os adornos dourados que conferem um visual riquíssimo ao local.

O Café de Flore

Divulgação/Carole Bethuel/Netflix

O famoso Café de Flore também aprece na série. É lá que Emily conhece o esnobe Thomas, que fala a respeito de como o local era frequentado por grandes personalidades, como os escritores e filósofos Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir.

A herança histórica do café é realmente um atrativo bacana. Entretanto, é preciso destacar que ele não é tão “descolado”, como diz a série. Atualmente, é point de turistas e oferece um menu com preços bem inflacionados.

A exposição diferentona

Divulgação/Stephanie Branchu/Netflix

No quinto episódio, o casal Camille e Gabriel convida Emily para conhecer o Atelier des Lumières. O local exibe obras de diferentes artistas por meio de imagens projetadas em paredes. Graças a essa perspectiva diferenciada, os visitantes conseguem apreciar os trabalhos de forma mais imersiva.

Na série, o trio acompanha uma exposição dedicada ao trabalho do pintor Vincent Van Gogh, que não está mais em cartaz no local. Atualmente, é possível participar de experiências inspiradas nos trabalhos de nomes como Claude Monet, Pierre-Auguste Renoir e Marc Chagall.

Os passeios com Mindy e Camille

Divulgação/Carole Bethuel/Netflix

O capítulo cinco de Emily em Paris mostra Mindy e a protagonista da série se aventurando em um passeio noturno por Paris. As filmagens exibem a dupla em diversos pontos do bairro Montmartre – o local ficou mundialmente famoso após o lançamento do filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”, em 2001.

Em determinado momento, Mindy diz a Emily que a Rue De L’abreuvoir é a rua mais bonita da cidade. É nessa hora que a protagonista tem a ideia de usar o bairro para promover o produto de um de seus clientes, uma fabricante de camas.

No mesmo episódio, Emily e Camille, a namorada do vizinho bonitão, aparecem juntas no local da campanha de marketing. Ali, elas tiram fotos e conversam enquanto a Basílica de Sacré-Coeur é exibida ao fundo.

O encontro na Ópera

Divulgação/Carole Bethuel/Netflix

No episódio seis, após passar por maus bocados no mundo da moda, Emily decide ir atrás do excêntrico fashionista Pierre Cadault. A americana planeja um encontro na elegante Ópera Garnier. A casa de concertos, que ostenta uma belíssima arquitetura em estilo neobarroco, foi construída a mando do Imperador Napoleão III e é um dos lugares mais luxuosos de Paris.

LEIA MAIS: FILMES QUE VÃO TE DEIXAR COM VONTADE DE VIAJAR
QUANTO CUSTA VIAJAR PARA PARIS E COMO ECONOMIZAR

Fotos da França: 50 cenários deslumbrantes

Na galeria, veja uma seleção de lugares para conhecer na França:



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Emily em Paris: conheça os cenários da série na capital francesa

Maria Beatriz Vaccari
Do Rota de Férias

19/10/2020 | 20:48


Em meio a elogios e críticas (relacionadas, principalmente, ao estereótipo dos personagens franceses), a série “Emily em Paris” se tornou uma das produções mais assistidas da Netflix nas últimas semanas. Opiniões à parte, os episódios são um prato cheio para quem quer viajar sem sair do sofá. Ao longo dos capítulos da primeira temporada, a protagonista explora as belezas da capital francesa e passa por algumas das atrações mais bonitas da cidade.

Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas de viagem? Assine nossa newsletter neste link.

Confira alguns lugares incríveis que são usados como cenário em “Emily em Paris”.

Principais cenários da série “Emily em Paris” 

O apartamento de Emily

Divulgação/Stephanie Branchu/Netflix

No primeiro episódio, Emily chega a Paris e é levada a seu novo apartamento, um “chambre de bonne” (tipo de moradia que era usada para abrigar trabalhadoras domésticas na Cidade Luz. Com o tempo, esses alojamentos foram transformados em pequenos estúdios – o de Emily  é um pouco maior e mais sofisticado, na verdade, que a maioria dos chambre de bonne). O prédio fica na região da Place de l’Estrapade, praça que aparece em várias cenas da série.

O local também está pertinho de algumas das atrações mais famosas de Paris, como o Panteão. O monumento em estilo neoclássico serve de pano de fundo para uma cena em que Emily liga para o namorado.

O restaurante de Gabriel

Divulgação/Roger Do Minh/Netflix

Gabriel, o vizinho bonitão que vive ajudando Emily a se adaptar aos costumes de Paris, trabalha como chef em um restaurante. O local fica praticamente em frente ao prédio da protagonista, também na Place de l’Estrapade.

Apesar de retratar um estabelecimento fictício, chamado Lex Deux Compère, o simpático restaurante com toldo vermelho existe na vida real. A diferença é que ele se chama Terra Nera e funciona como um bistrô especializado em gastronomia italiana.

Os jardins incríveis

Divulgação/Carole Bethuel/Netflix

As áreas verdes da Cidade Luz marcam presença em diversas ocasiões ao longo da série. Em uma cena do segundo episódio, por exemplo, Emily aparece fazendo exercícios físicos no Jardim de Luxemburgo, lindíssimo parque público com mais de 20 hectares.

Além disso, nos primeiros dias de trabalho, a americana faz uma série de investidas para se entrosar com os colegas. Apesar das tentativas, ela não é convidada para almoçar com os outros funcionários e decide comer sozinha em um banco no Jardin du Palais Royal. É ali, em um dos cenários mais bonitos da cidade, que ela se torna amiga de Mindy.

As vistas mais lindas de Paris

Divulgação/Carole Bethuel/Netflix

No segundo episódio, Emily é convidada para a festa de lançamento de um perfume. O evento é realizado no Café de L’homme,  rooftop que fica na cobertura do Museu do Homem, na região do Trocadero. Além de ser bastante glamouroso, o local é conhecido por oferecer algumas das vistas mais deslumbrantes de Paris– em alguns momentos, a Torre Eiffel rouba a cena e transforma os atores Lily Collins e William Abadie em meros coadjuvantes.

Por falar em vistas incríveis, é preciso destacar a beleza das tomadas aéreas que funcionam como transições de cenas durante toda a série. Os takes ajudam a reforçar ainda mais a beleza de atrações como o Arco do Triunfo e o Rio Sena – no episódio 10, Emily até faz um passeio de barco por lá com o personagem Mathieu Cadault.

O comercial de perfume 

Divulgação/Netflix

Depois de curtir a festa de lançamento do perfume, a protagonista participa da gravação de um comercial para promover a fragrância. O cenário escolhido é a Ponte Alexandre III, que corta o Rio Sena e é um dos pontos turísticos mais badalados da Cidade Luz. As filmagens mostram alguns dos detalhes mais lindos da atração, como os charmosos postes de luz pretos e os adornos dourados que conferem um visual riquíssimo ao local.

O Café de Flore

Divulgação/Carole Bethuel/Netflix

O famoso Café de Flore também aprece na série. É lá que Emily conhece o esnobe Thomas, que fala a respeito de como o local era frequentado por grandes personalidades, como os escritores e filósofos Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir.

A herança histórica do café é realmente um atrativo bacana. Entretanto, é preciso destacar que ele não é tão “descolado”, como diz a série. Atualmente, é point de turistas e oferece um menu com preços bem inflacionados.

A exposição diferentona

Divulgação/Stephanie Branchu/Netflix

No quinto episódio, o casal Camille e Gabriel convida Emily para conhecer o Atelier des Lumières. O local exibe obras de diferentes artistas por meio de imagens projetadas em paredes. Graças a essa perspectiva diferenciada, os visitantes conseguem apreciar os trabalhos de forma mais imersiva.

Na série, o trio acompanha uma exposição dedicada ao trabalho do pintor Vincent Van Gogh, que não está mais em cartaz no local. Atualmente, é possível participar de experiências inspiradas nos trabalhos de nomes como Claude Monet, Pierre-Auguste Renoir e Marc Chagall.

Os passeios com Mindy e Camille

Divulgação/Carole Bethuel/Netflix

O capítulo cinco de Emily em Paris mostra Mindy e a protagonista da série se aventurando em um passeio noturno por Paris. As filmagens exibem a dupla em diversos pontos do bairro Montmartre – o local ficou mundialmente famoso após o lançamento do filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”, em 2001.

Em determinado momento, Mindy diz a Emily que a Rue De L’abreuvoir é a rua mais bonita da cidade. É nessa hora que a protagonista tem a ideia de usar o bairro para promover o produto de um de seus clientes, uma fabricante de camas.

No mesmo episódio, Emily e Camille, a namorada do vizinho bonitão, aparecem juntas no local da campanha de marketing. Ali, elas tiram fotos e conversam enquanto a Basílica de Sacré-Coeur é exibida ao fundo.

O encontro na Ópera

Divulgação/Carole Bethuel/Netflix

No episódio seis, após passar por maus bocados no mundo da moda, Emily decide ir atrás do excêntrico fashionista Pierre Cadault. A americana planeja um encontro na elegante Ópera Garnier. A casa de concertos, que ostenta uma belíssima arquitetura em estilo neobarroco, foi construída a mando do Imperador Napoleão III e é um dos lugares mais luxuosos de Paris.

LEIA MAIS: FILMES QUE VÃO TE DEIXAR COM VONTADE DE VIAJAR
QUANTO CUSTA VIAJAR PARA PARIS E COMO ECONOMIZAR

Fotos da França: 50 cenários deslumbrantes

Na galeria, veja uma seleção de lugares para conhecer na França:

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;