Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 25 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Trump insinua que vacina poderia existir não fossem interesses políticos

Carolyn Kaster/Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


19/10/2020 | 17:53


Em comício no Arizona, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, insinuou nesta segunda-feira, 19, que a vacina contra o coronavírus poderia estar pronta, mas que "interesses políticos" visando as eleições poderiam ter interferido na entrega. Trump disse que "não tem culpa" na questão. Anteriormente, o presidente já havia questionado os critérios da Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês) para avaliar potenciais vacinas.

Trump afirmou que salvou "milhões de vidas durante a pandemia", e prometeu que a terapia que o salvou quando contraiu a doença estaria "disponível de graça a todos". Arizona é considerado um dos chamados Estados-pêndulo ("swing-state"), sendo importante para a configuração do colégio eleitoral, e de acordo com o FiveThirtyEight, o candidato democrata Joe Biden lidera por 3,8% nas pesquisas no Estado.

Trump desacreditou as projeções, e fez diversas alusões à segunda emenda, indicando que Biden teria interesses em acabar com o direito às armas previsto na legislação.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Trump insinua que vacina poderia existir não fossem interesses políticos


19/10/2020 | 17:53


Em comício no Arizona, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, insinuou nesta segunda-feira, 19, que a vacina contra o coronavírus poderia estar pronta, mas que "interesses políticos" visando as eleições poderiam ter interferido na entrega. Trump disse que "não tem culpa" na questão. Anteriormente, o presidente já havia questionado os critérios da Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês) para avaliar potenciais vacinas.

Trump afirmou que salvou "milhões de vidas durante a pandemia", e prometeu que a terapia que o salvou quando contraiu a doença estaria "disponível de graça a todos". Arizona é considerado um dos chamados Estados-pêndulo ("swing-state"), sendo importante para a configuração do colégio eleitoral, e de acordo com o FiveThirtyEight, o candidato democrata Joe Biden lidera por 3,8% nas pesquisas no Estado.

Trump desacreditou as projeções, e fez diversas alusões à segunda emenda, indicando que Biden teria interesses em acabar com o direito às armas previsto na legislação.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;