Fechar
Publicidade

Sábado, 16 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Feriado termina com 154 motos apreendidas no Grande ABC

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Operações da PM e das GCMs dispersaram festas irregulares com até 1.000 pessoas


Aline Melo
DO Diário do Grande ABC

14/10/2020 | 00:01


O feriado de 12 de outubro terminou com 154 motos apreendidas no Grande ABC. Segundo dados divulgados pela PM (Polícia Militar) e pelas prefeituras da região (São Caetano e Rio Grande da Serra não responderam), foram 25 ocorrências de pancadões, festas irregulares realizadas na rua. Em algumas delas, foi registrada a presença de mais de 1.000 pessoas, a despeito da recomendação das autoridades sanitárias para que se evite aglomeração, devido ao risco de contaminação pelo coronavírus.

A maior apreensão de motos foi realizada em Diadema, na noite de domingo. Em uma operação conjunta entre a PM e a GCM (Guarda Civil Municipal) no morro do Samba, bairro Serraria, foram apreendidas 107 motos (por falta de documentação do veículo e/ou do condutor). De acordo com a Prefeitura, havia aglomeração de “milhares de pessoas, causando prejuízo ao sossego público”.

Em São Bernardo, a Operação Noite Tranquila, realizada pela Ronda Ostensiva da GCM, dispersou cerca de 1.000 pessoas por perturbação ao sossego, com som alto e aglomeração, na madrugada de sábado para domingo, por volta da 1h . A ação, que ocorreu entre as ruas Almeida Leme e Minas Gerais, no Parque São Bernardo, teve a apreensão de 19 motos e 26 autuações de trânsito preenchidas. Segundo a administração municipal, ninguém foi ferido.

Ainda de acordo com a Prefeitura de São Bernardo, após a dispersão, a guarda permaneceu no local, por meio de rondas. Neste planejamento preventivo, foi flagrado início de aglomeração de pessoas, motos e carros com som alto, além do consumo de bebidas alcoólicas, por volta das 23h do domingo. “Ao avistarem as equipes, os presentes arremessaram pedras, sendo que uma delas chegou a atingir um guarda no rosto. Foi necessário o uso de munição química para cessar os ataques e dispersar o público”, destacou, em nota, a administração.

Em Mauá, durante todo o fim de semana e o feriado, a GCM fez 22 atendimentos de perturbação ao sossego em residências e comércios, sendo quatro delas como intervenções de pancadões, uma no Jardim Itapark, duas no Jardim Oratório e a última no Jardim Cerqueira Leite. “Foram feitas 70 orientações, sem condução ao DP (Distrito Policial) e apreensão de cinco veículos.”

A GCM de Santo André recebeu, nos três dias, 49 denúncias, sendo 30 ocorrências de periclitação de vida/saúde (nomenclatura própria para ocorrências com aglomerações de pessoas durante a pandemia) e 19 ocorrências de desordem/perturbação do sossego, os famosos pancadões. Não houve apreensão de veículos. Em Ribeirão Pires não foram registradas denúncias de festas irregulares.

De acordo com a PM, em toda a região, foi realizada nos três dias a Operação Aparecida, com a presença da corporação em 260 pontos das sete cidades. Foram presas em flagrante cinco pessoas. Um quilo de droga, 145 motos e cinco carros foram apreendidos. Também foram feitas 14 ações em bailes e nenhuma arma foi apreendida. “A quantidade de ocorrências foi de acordo com o que a gente já esperava. Graças a Deus tivemos sucesso na ostensividade”, afirmou o coronel Renato Nery Machado, comandante do CPAM/6 (Comando de Policiamento de Área Metropolitana 6), responsável pela região. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Feriado termina com 154 motos apreendidas no Grande ABC

Operações da PM e das GCMs dispersaram festas irregulares com até 1.000 pessoas

Aline Melo
DO Diário do Grande ABC

14/10/2020 | 00:01


O feriado de 12 de outubro terminou com 154 motos apreendidas no Grande ABC. Segundo dados divulgados pela PM (Polícia Militar) e pelas prefeituras da região (São Caetano e Rio Grande da Serra não responderam), foram 25 ocorrências de pancadões, festas irregulares realizadas na rua. Em algumas delas, foi registrada a presença de mais de 1.000 pessoas, a despeito da recomendação das autoridades sanitárias para que se evite aglomeração, devido ao risco de contaminação pelo coronavírus.

A maior apreensão de motos foi realizada em Diadema, na noite de domingo. Em uma operação conjunta entre a PM e a GCM (Guarda Civil Municipal) no morro do Samba, bairro Serraria, foram apreendidas 107 motos (por falta de documentação do veículo e/ou do condutor). De acordo com a Prefeitura, havia aglomeração de “milhares de pessoas, causando prejuízo ao sossego público”.

Em São Bernardo, a Operação Noite Tranquila, realizada pela Ronda Ostensiva da GCM, dispersou cerca de 1.000 pessoas por perturbação ao sossego, com som alto e aglomeração, na madrugada de sábado para domingo, por volta da 1h . A ação, que ocorreu entre as ruas Almeida Leme e Minas Gerais, no Parque São Bernardo, teve a apreensão de 19 motos e 26 autuações de trânsito preenchidas. Segundo a administração municipal, ninguém foi ferido.

Ainda de acordo com a Prefeitura de São Bernardo, após a dispersão, a guarda permaneceu no local, por meio de rondas. Neste planejamento preventivo, foi flagrado início de aglomeração de pessoas, motos e carros com som alto, além do consumo de bebidas alcoólicas, por volta das 23h do domingo. “Ao avistarem as equipes, os presentes arremessaram pedras, sendo que uma delas chegou a atingir um guarda no rosto. Foi necessário o uso de munição química para cessar os ataques e dispersar o público”, destacou, em nota, a administração.

Em Mauá, durante todo o fim de semana e o feriado, a GCM fez 22 atendimentos de perturbação ao sossego em residências e comércios, sendo quatro delas como intervenções de pancadões, uma no Jardim Itapark, duas no Jardim Oratório e a última no Jardim Cerqueira Leite. “Foram feitas 70 orientações, sem condução ao DP (Distrito Policial) e apreensão de cinco veículos.”

A GCM de Santo André recebeu, nos três dias, 49 denúncias, sendo 30 ocorrências de periclitação de vida/saúde (nomenclatura própria para ocorrências com aglomerações de pessoas durante a pandemia) e 19 ocorrências de desordem/perturbação do sossego, os famosos pancadões. Não houve apreensão de veículos. Em Ribeirão Pires não foram registradas denúncias de festas irregulares.

De acordo com a PM, em toda a região, foi realizada nos três dias a Operação Aparecida, com a presença da corporação em 260 pontos das sete cidades. Foram presas em flagrante cinco pessoas. Um quilo de droga, 145 motos e cinco carros foram apreendidos. Também foram feitas 14 ações em bailes e nenhuma arma foi apreendida. “A quantidade de ocorrências foi de acordo com o que a gente já esperava. Graças a Deus tivemos sucesso na ostensividade”, afirmou o coronel Renato Nery Machado, comandante do CPAM/6 (Comando de Policiamento de Área Metropolitana 6), responsável pela região. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;