Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Por dentro do universo interativo da Ciência

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Plataforma gratuita reúne atividades, jogos e figuras conhecidas para quem tem prazer em aprender


Tauana Marin
Do Diário do Grande ABC

04/10/2020 | 16:32


Os mistérios do universo fascinam a mente humana. Descobertas, planetas e foguetes fazem parte desse cenário. Estudos sobre a astronomia (ciência natural que trata do universo sideral e dos corpos celestes) sempre revelam detalhes prontos para ampliar informações que pesquisadores já reuniram ao longo de séculos. Pensando justamente em percorrer os caminhos da galáxia e divertir a garotada em casa que a Netflix lança hoje a Estação N – A Feira de Ciências.

Gratuita, a plataforma interativa virtual reúne 12 astros em 3D e 360 graus, cada um representando um título original do serviço. Em cada planeta, as crianças e toda a família serão recebidas por uma pessoa muito especial: influenciadores e talentos. Além das boas-vindas à Estação N, as celebridades falarão sobre a série ou filme de cada planeta e comandarão uma experiência para todos brincarem e aprenderem juntos. Fazem parte do time nomes como Larissa Manoela e Felipe Castanhari.

É possível acessar a nova ferramenta de entretenimento pelo site www.estacaon.com.br, por meio de computador e dispositivos móveis compatíveis com os sistemas operacionais Android e iOS. Entre as atividades propostas estão oficina de foguetes, aprender sobre as fases da Lua, fabricar areia movediça em casa, um fóssil humano ou o próprio vulcão. Para quem gosta de jogar, há opções como escalada, corrida e pintura.

Um dos planetas, chamado de A Caminho da Lua (leia mais abaixo) é inspirado no filme que será lançado pela Netflix dia 23, e tem como protagonista Fei Fei, que é apaixonada pela ciência. Ela constrói uma nave espacial e parte para a Lua determinada a comprovar a existência de uma deusa lendária. Chegando lá, ela acaba assumindo uma missão e descobre uma região habitada por criaturas fantásticas.

Em Julie and the Phantoms (série musical), e agora nome do outro planeta também, os ‘navegantes’ podem realizar atividades bastante musicais, com a ajuda da atriz Larissa Manoela, cujo objetivo é fazer todos dançarem como se fossem esqueletos coloridos.

Planetário da região exibe astros e reúne informações sobre o espaço

Quem gosta de estudar o universo pode visitar o Planetário Johannes Kepler, da Sabina Escola Parque do Conhecimento, em Santo André. Para se ter ideia, o local foi certificado em 2018 com o Selo de Qualidade de Conteúdo da SAB (Sociedade Astronômica Brasileira), por divulgar conteúdos astronômicos com valor científico. Além das constelações é possível avistar no local os planetas, e colher informações específicas sobre cada astro.

Vênus, por exemplo, é o planeta mais quente do Sistema Solar, com a temperatura marcando em torno de 480ºC. Ou seja, em Vênus a existência humana não passa nem perto do possível.

Os planetas jovianos (gigantes e gasosos) como Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, possuem anéis. Porém, apenas Saturno se destaca, já que as chamadas ‘joias espaciais’ dos outros são quase imperceptíveis se comparadas às dele. O Planetário da Sabina encontra-se, neste momento, fechado, por causa da pandemia do novo coronavírus. No site (www2.santoandre.sp.gov.br/hotsites/sabina) há informações atualizadas e interessados em visitar o local podem acompanhar pela internet.

Sistema é composto por oito planetas
O Sistema Solar é composto por oito planetas – Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. Os quatro mais próximos do Sol são pequenos e formados por rochas, já os demais são maiores e formados por gases.

Além de serem arredondados, são classificados em rochosos e gasosos. Os de primeiro tipo, incluindo aqui Mercúrio, Vênus, Marte e a Terra, possuem tamanhos menores, têm poucas ou nenhuma lua, não são acompanhados de anéis e contam com densidade de aproximadamente cinco gramas por centímetro cúbico. Já os gasosos, entre eles Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, são maiores, possuem anéis ao redor e várias luas e a baixa densidade é de, aproximadamente, um grama por centímetro cúbico.

Os planetas foram formados pelo restante da matéria interestelar que existia na nebulosa (nuvens de poeira e gases como hidrogênio e hélio) que deu origem ao Sol. Tratam-se de astros que orbitam a estrela maior e que surgiram há cerca de 4,6 bilhões de anos – todos, possivelmente, ao mesmo tempo.

PLANETA ÁGUA
A Terra se encontra em faixa chamada pelos astrônomos de zona habitável. Esta é uma das razões de o planeta abrigar vida como conhecemos, já que nessa região a água pode ser encontrada em estado líquido na superfície. O planeta possui características físicas e químicas que favorecem a biosfera diversificada, sendo o único do tipo no sistema solar.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Por dentro do universo interativo da Ciência

Plataforma gratuita reúne atividades, jogos e figuras conhecidas para quem tem prazer em aprender

Tauana Marin
Do Diário do Grande ABC

04/10/2020 | 16:32


Os mistérios do universo fascinam a mente humana. Descobertas, planetas e foguetes fazem parte desse cenário. Estudos sobre a astronomia (ciência natural que trata do universo sideral e dos corpos celestes) sempre revelam detalhes prontos para ampliar informações que pesquisadores já reuniram ao longo de séculos. Pensando justamente em percorrer os caminhos da galáxia e divertir a garotada em casa que a Netflix lança hoje a Estação N – A Feira de Ciências.

Gratuita, a plataforma interativa virtual reúne 12 astros em 3D e 360 graus, cada um representando um título original do serviço. Em cada planeta, as crianças e toda a família serão recebidas por uma pessoa muito especial: influenciadores e talentos. Além das boas-vindas à Estação N, as celebridades falarão sobre a série ou filme de cada planeta e comandarão uma experiência para todos brincarem e aprenderem juntos. Fazem parte do time nomes como Larissa Manoela e Felipe Castanhari.

É possível acessar a nova ferramenta de entretenimento pelo site www.estacaon.com.br, por meio de computador e dispositivos móveis compatíveis com os sistemas operacionais Android e iOS. Entre as atividades propostas estão oficina de foguetes, aprender sobre as fases da Lua, fabricar areia movediça em casa, um fóssil humano ou o próprio vulcão. Para quem gosta de jogar, há opções como escalada, corrida e pintura.

Um dos planetas, chamado de A Caminho da Lua (leia mais abaixo) é inspirado no filme que será lançado pela Netflix dia 23, e tem como protagonista Fei Fei, que é apaixonada pela ciência. Ela constrói uma nave espacial e parte para a Lua determinada a comprovar a existência de uma deusa lendária. Chegando lá, ela acaba assumindo uma missão e descobre uma região habitada por criaturas fantásticas.

Em Julie and the Phantoms (série musical), e agora nome do outro planeta também, os ‘navegantes’ podem realizar atividades bastante musicais, com a ajuda da atriz Larissa Manoela, cujo objetivo é fazer todos dançarem como se fossem esqueletos coloridos.

Planetário da região exibe astros e reúne informações sobre o espaço

Quem gosta de estudar o universo pode visitar o Planetário Johannes Kepler, da Sabina Escola Parque do Conhecimento, em Santo André. Para se ter ideia, o local foi certificado em 2018 com o Selo de Qualidade de Conteúdo da SAB (Sociedade Astronômica Brasileira), por divulgar conteúdos astronômicos com valor científico. Além das constelações é possível avistar no local os planetas, e colher informações específicas sobre cada astro.

Vênus, por exemplo, é o planeta mais quente do Sistema Solar, com a temperatura marcando em torno de 480ºC. Ou seja, em Vênus a existência humana não passa nem perto do possível.

Os planetas jovianos (gigantes e gasosos) como Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, possuem anéis. Porém, apenas Saturno se destaca, já que as chamadas ‘joias espaciais’ dos outros são quase imperceptíveis se comparadas às dele. O Planetário da Sabina encontra-se, neste momento, fechado, por causa da pandemia do novo coronavírus. No site (www2.santoandre.sp.gov.br/hotsites/sabina) há informações atualizadas e interessados em visitar o local podem acompanhar pela internet.

Sistema é composto por oito planetas
O Sistema Solar é composto por oito planetas – Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. Os quatro mais próximos do Sol são pequenos e formados por rochas, já os demais são maiores e formados por gases.

Além de serem arredondados, são classificados em rochosos e gasosos. Os de primeiro tipo, incluindo aqui Mercúrio, Vênus, Marte e a Terra, possuem tamanhos menores, têm poucas ou nenhuma lua, não são acompanhados de anéis e contam com densidade de aproximadamente cinco gramas por centímetro cúbico. Já os gasosos, entre eles Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, são maiores, possuem anéis ao redor e várias luas e a baixa densidade é de, aproximadamente, um grama por centímetro cúbico.

Os planetas foram formados pelo restante da matéria interestelar que existia na nebulosa (nuvens de poeira e gases como hidrogênio e hélio) que deu origem ao Sol. Tratam-se de astros que orbitam a estrela maior e que surgiram há cerca de 4,6 bilhões de anos – todos, possivelmente, ao mesmo tempo.

PLANETA ÁGUA
A Terra se encontra em faixa chamada pelos astrônomos de zona habitável. Esta é uma das razões de o planeta abrigar vida como conhecemos, já que nessa região a água pode ser encontrada em estado líquido na superfície. O planeta possui características físicas e químicas que favorecem a biosfera diversificada, sendo o único do tipo no sistema solar.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;