Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Ricardo Catalá diz que não se sente pressionado no cargo de técnico do Guarani



30/09/2020 | 15:36


A torcida do Guarani precisou de apenas seis jogos na Série B do Campeonato Brasileiro para perder a paciência com Ricardo Catalá. Mesmo diante das críticas, o treinador garante que não se sente ameaçado no cargo. "Preocupa a ausência do resultado. Tivemos oportunidades de vencer muitas dessas partidas. Eu me sinto zero ameaçado. Estou tranquilo para assumir qualquer pressão", garantiu.

Contratado para o lugar de Thiago Carpini depois de ter sido eleito, ao lado de Vanderlei Luxemburgo, o melhor treinador do Campeonato Paulista comandando o Mirassol, Ricardo Catalá está deixando a desejar neste início de trabalho.

Sob seu comando, o Guarani teve uma vitória, uma derrota e quatro empates. O que mais vem incomodando, porém, é o baixo rendimento do time. Ricardo Catalá assumiu a responsabilidade. "Desde que eu cheguei o momento é de preocupação. A ausência de resultado sempre é preocupante. A culpa é toda minha", afirmou o treinador.

Na zona de rebaixamento com 10 pontos, o Guarani enfrenta o América-MG, neste sábado, às 11 horas, no estádio Independência, em Belo Horizoznte. Três dias depois, o time faz o tradicional dérbi de Campinas (SP) contra a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ricardo Catalá diz que não se sente pressionado no cargo de técnico do Guarani


30/09/2020 | 15:36


A torcida do Guarani precisou de apenas seis jogos na Série B do Campeonato Brasileiro para perder a paciência com Ricardo Catalá. Mesmo diante das críticas, o treinador garante que não se sente ameaçado no cargo. "Preocupa a ausência do resultado. Tivemos oportunidades de vencer muitas dessas partidas. Eu me sinto zero ameaçado. Estou tranquilo para assumir qualquer pressão", garantiu.

Contratado para o lugar de Thiago Carpini depois de ter sido eleito, ao lado de Vanderlei Luxemburgo, o melhor treinador do Campeonato Paulista comandando o Mirassol, Ricardo Catalá está deixando a desejar neste início de trabalho.

Sob seu comando, o Guarani teve uma vitória, uma derrota e quatro empates. O que mais vem incomodando, porém, é o baixo rendimento do time. Ricardo Catalá assumiu a responsabilidade. "Desde que eu cheguei o momento é de preocupação. A ausência de resultado sempre é preocupante. A culpa é toda minha", afirmou o treinador.

Na zona de rebaixamento com 10 pontos, o Guarani enfrenta o América-MG, neste sábado, às 11 horas, no estádio Independência, em Belo Horizoznte. Três dias depois, o time faz o tradicional dérbi de Campinas (SP) contra a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;