Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Discurso para tentar impulsionar Pretinho


Raphael Rocha

30/09/2020 | 00:01


Este Diário já mostrou que a largada da campanha eleitoral do presidente da Câmara de Diadema, Pretinho do Água Santa (DEM), preocupou o núcleo duro do governo do prefeito Lauro Michels (PV), fiador do projeto do democrata. As primeiras sondagens ligaram o sinal de alerta na cúpula, até porque começou a se disseminar no governo um clima de incertezas sobre a viabilidade de Pretinho. Para tentar conter essa onda negativa, foi organizado um grande ato pró-Pretinho na Praça PEC, no Jardim União. Discursos emocionados buscaram engajar os apoiadores do governo – a assessoria do democrata informou que 500 pessoas estavam presentes. Pretinho chorou ao citar que espalham mentiras sobre ele. Lauro defendeu o aliado. “Pela primeira vez vi o Pretinho chorando. Trabalhamos juntos há oito anos, mas o conheço há mais de 20. Esse monte de mentira está mexendo com ele, mexendo com o brio dele, com a família. Precisamos combater as mentiras”, disparou o verde.

BASTIDORES

Dinheiro na mão
Esta coluna mostrou ontem que o patrimônio declarado do empresário Saul Klein (PSD), vice na chapa liderada por Fabio Palacio (PSD) à Prefeitura de São Caetano, ultrapassava a casa dos R$ 60 milhões e que permeavam as discussões políticas. Em Santo André, outra declaração de bens movimentou os bastidores. A vereadora Elian Santana (DEM), que tentará a reeleição, informou ter bens no total de R$ 3 milhões. O valor nem é tão grande, mas o comentário é pelo fato de a democrata ser alvo de operação conduzida pela PF (Polícia Federal) sobre suspeitas de fraudes na concessão de aposentadorias, em esquema que funcionaria em seu gabinete. Elian chegou a ser presa e ficou afastada do mandato, porém, retornou por ordem judicial.

Desistência
Karl Steinhauser (PMN) retirou sua candidatura à Prefeitura de Santo André, alegando problemas de saúde. Curiosamente, no fim de semana, ele havia recebido mensagens de apoio de dois integrantes da família Tortorello, de São Caetano – Marquinho Tortorello (Avante), filho de Luiz Olinto Tortorello e candidato a vereador, e Thiago Tortorello (PRTB), sobrinho do cacique e prefeiturável. Karl, porém, verá seu filho, Hairã Steinhauser (PMN), buscando uma cadeira de vereador.


Susto
Candidato a vereador pelo PSDB de São Bernardo, suplente do partido e que exerceu a vereança em parte da atual legislatura, Samuel Alves precisou passar por cirurgia de emergência no fim de semana para retirada de um cisto na região craniana. Samuel sentiu-se mal em uma atividade de pré-campanha na sexta-feira e, conforme relatos de quem estava no ato, perdeu a consciência por alguns minutos. De acordo com o diretório do PSDB em São Bernardo, ele já recebeu alta médica e se recupera em sua casa.

Decisão
Mais um episódio no vaivém do PTB e PT em São Bernardo será visto hoje. A coordenação da campanha do ex-prefeito Luiz Marinho (PT) decidiu bancar a permanência da advogada Ana Paula Lupino (PTB) como vice, a despeito de a direção nacional petebista, liderada pelo ex-deputado Roberto Jefferson, anular a convenção que havia homologado a aliança. Haverá ajuizamento de ação contra a deliberação de Jefferson com base na Lei de Eleições, uma vez que a determinação do cacique petebista pode ser considerada extemporânea. Para hoje está marcada uma live de Marinho com Ana Paula para bancar a dobrada.

BO
O vereador Manoel Lopes (DEM), de Mauá, registrou BO (boletim de ocorrência) depois que seu número de celular foi clonado na semana passada. Depois da invasão, mensagens disparadas do celular do parlamentar pediam à sua lista de contato valores em dinheiro, para serem depositados em contas que não pertencem ao democrata.

Confusão à vista
A confusão envolvendo a candidata a vereadora de São Bernardo Amira Laila (Cidadania), que teve sua foto de urna trocada por um pote de Nutella no pedido de registro enviado à Justiça Eleitoral ainda rende. Isso porque alguns dirigentes do partido na cidade sugeriram incluir Amira no conselho de ética da legenda pelas críticas que ela fez sobre o episódio. A turma do deixa disso entrou em ação para evitar que a crise, ainda em brasa, pegue fogo completamente. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Discurso para tentar impulsionar Pretinho

Raphael Rocha

30/09/2020 | 00:01


Este Diário já mostrou que a largada da campanha eleitoral do presidente da Câmara de Diadema, Pretinho do Água Santa (DEM), preocupou o núcleo duro do governo do prefeito Lauro Michels (PV), fiador do projeto do democrata. As primeiras sondagens ligaram o sinal de alerta na cúpula, até porque começou a se disseminar no governo um clima de incertezas sobre a viabilidade de Pretinho. Para tentar conter essa onda negativa, foi organizado um grande ato pró-Pretinho na Praça PEC, no Jardim União. Discursos emocionados buscaram engajar os apoiadores do governo – a assessoria do democrata informou que 500 pessoas estavam presentes. Pretinho chorou ao citar que espalham mentiras sobre ele. Lauro defendeu o aliado. “Pela primeira vez vi o Pretinho chorando. Trabalhamos juntos há oito anos, mas o conheço há mais de 20. Esse monte de mentira está mexendo com ele, mexendo com o brio dele, com a família. Precisamos combater as mentiras”, disparou o verde.

BASTIDORES

Dinheiro na mão
Esta coluna mostrou ontem que o patrimônio declarado do empresário Saul Klein (PSD), vice na chapa liderada por Fabio Palacio (PSD) à Prefeitura de São Caetano, ultrapassava a casa dos R$ 60 milhões e que permeavam as discussões políticas. Em Santo André, outra declaração de bens movimentou os bastidores. A vereadora Elian Santana (DEM), que tentará a reeleição, informou ter bens no total de R$ 3 milhões. O valor nem é tão grande, mas o comentário é pelo fato de a democrata ser alvo de operação conduzida pela PF (Polícia Federal) sobre suspeitas de fraudes na concessão de aposentadorias, em esquema que funcionaria em seu gabinete. Elian chegou a ser presa e ficou afastada do mandato, porém, retornou por ordem judicial.

Desistência
Karl Steinhauser (PMN) retirou sua candidatura à Prefeitura de Santo André, alegando problemas de saúde. Curiosamente, no fim de semana, ele havia recebido mensagens de apoio de dois integrantes da família Tortorello, de São Caetano – Marquinho Tortorello (Avante), filho de Luiz Olinto Tortorello e candidato a vereador, e Thiago Tortorello (PRTB), sobrinho do cacique e prefeiturável. Karl, porém, verá seu filho, Hairã Steinhauser (PMN), buscando uma cadeira de vereador.


Susto
Candidato a vereador pelo PSDB de São Bernardo, suplente do partido e que exerceu a vereança em parte da atual legislatura, Samuel Alves precisou passar por cirurgia de emergência no fim de semana para retirada de um cisto na região craniana. Samuel sentiu-se mal em uma atividade de pré-campanha na sexta-feira e, conforme relatos de quem estava no ato, perdeu a consciência por alguns minutos. De acordo com o diretório do PSDB em São Bernardo, ele já recebeu alta médica e se recupera em sua casa.

Decisão
Mais um episódio no vaivém do PTB e PT em São Bernardo será visto hoje. A coordenação da campanha do ex-prefeito Luiz Marinho (PT) decidiu bancar a permanência da advogada Ana Paula Lupino (PTB) como vice, a despeito de a direção nacional petebista, liderada pelo ex-deputado Roberto Jefferson, anular a convenção que havia homologado a aliança. Haverá ajuizamento de ação contra a deliberação de Jefferson com base na Lei de Eleições, uma vez que a determinação do cacique petebista pode ser considerada extemporânea. Para hoje está marcada uma live de Marinho com Ana Paula para bancar a dobrada.

BO
O vereador Manoel Lopes (DEM), de Mauá, registrou BO (boletim de ocorrência) depois que seu número de celular foi clonado na semana passada. Depois da invasão, mensagens disparadas do celular do parlamentar pediam à sua lista de contato valores em dinheiro, para serem depositados em contas que não pertencem ao democrata.

Confusão à vista
A confusão envolvendo a candidata a vereadora de São Bernardo Amira Laila (Cidadania), que teve sua foto de urna trocada por um pote de Nutella no pedido de registro enviado à Justiça Eleitoral ainda rende. Isso porque alguns dirigentes do partido na cidade sugeriram incluir Amira no conselho de ética da legenda pelas críticas que ela fez sobre o episódio. A turma do deixa disso entrou em ação para evitar que a crise, ainda em brasa, pegue fogo completamente. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;