Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Após goleada, Odair vê Fluminense forte: 'Grupo com personalidade, trabalha duro'



29/09/2020 | 09:44


O Fluminense se recuperou da eliminação na Copa do Brasil para o Atlético Goianiense, na última quinta-feira, com uma goleada por 4 a 0 sobre o Coritiba, na noite de segunda, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, pelo Campeonato Brasileiro. O resultado, para o técnico Odair Hellmann, muito criticado pelos torcedores, mostra que o time é forte e pronto para mostrar uma reação rápida.

"Sempre muito difícil você digerir depois de um jogo no qual foi eliminado na Copa do Brasil. Ficou todo mundo muito chateado, dolorido com tudo isso. Não só o torcedor como todos nós aqui dentro, que vivemos o dia a dia, nos entregamos ao máximo para conseguir trazer melhores resultados para o torcedor, para o clube. Quando acontece um revés desse, importante que no próximo jogo a equipe tenha uma reação forte, como nós tivemos. Não é fácil ter, mas o grupo é de personalidade, vem trabalhando duro", elogiou o treinador.

Odair sabe que não adianta mais ficar remoendo a eliminação na Copa do Brasil. "Não merecíamos o que aconteceu, mas não podemos olhar para trás, voltar atrás e consertar o que não conseguimos na Copa do Brasil. Temos como melhorar para frente. Agora tem o Campeonato Brasileiro e precisamos focar que cada jogo para nós é decisão, é final. Trabalhar, melhorar a performance no dia a dia para que tudo se reflita dentro do campo e a gente se mantenha nessa faixa da tabela, entre os primeiros. Campeonato é longo, competitivo, mas se entrarmos com essa postura com certeza vamos conseguir fazer um campeonato muito bom", prosseguiu.

O técnico entende os protestos da torcida, que foi na porta do estádio para mostrar sua insatisfação com o próprio Odair, com o presidente Mario Bittencourt e com o diretor de futebol Paulo Angioni. "Clube grande, gigante como o Fluminense, certamente quando eliminado há cobranças, contrariedades. Desde que tenham respeito e não passem do limite, são aceitáveis. Acontecem, faz parte do futebol. A pressão não pode entrar no fator interno. E nem o fator interno, no caso nós, não deixarmos de avaliar, de se perguntar, fazer uma autoanálise, saber o que melhorar, tomar decisões que sejam importantes para que o grupo se fortaleça e dê as respostas que o torcedor quer, que nós queremos", completou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Após goleada, Odair vê Fluminense forte: 'Grupo com personalidade, trabalha duro'


29/09/2020 | 09:44


O Fluminense se recuperou da eliminação na Copa do Brasil para o Atlético Goianiense, na última quinta-feira, com uma goleada por 4 a 0 sobre o Coritiba, na noite de segunda, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, pelo Campeonato Brasileiro. O resultado, para o técnico Odair Hellmann, muito criticado pelos torcedores, mostra que o time é forte e pronto para mostrar uma reação rápida.

"Sempre muito difícil você digerir depois de um jogo no qual foi eliminado na Copa do Brasil. Ficou todo mundo muito chateado, dolorido com tudo isso. Não só o torcedor como todos nós aqui dentro, que vivemos o dia a dia, nos entregamos ao máximo para conseguir trazer melhores resultados para o torcedor, para o clube. Quando acontece um revés desse, importante que no próximo jogo a equipe tenha uma reação forte, como nós tivemos. Não é fácil ter, mas o grupo é de personalidade, vem trabalhando duro", elogiou o treinador.

Odair sabe que não adianta mais ficar remoendo a eliminação na Copa do Brasil. "Não merecíamos o que aconteceu, mas não podemos olhar para trás, voltar atrás e consertar o que não conseguimos na Copa do Brasil. Temos como melhorar para frente. Agora tem o Campeonato Brasileiro e precisamos focar que cada jogo para nós é decisão, é final. Trabalhar, melhorar a performance no dia a dia para que tudo se reflita dentro do campo e a gente se mantenha nessa faixa da tabela, entre os primeiros. Campeonato é longo, competitivo, mas se entrarmos com essa postura com certeza vamos conseguir fazer um campeonato muito bom", prosseguiu.

O técnico entende os protestos da torcida, que foi na porta do estádio para mostrar sua insatisfação com o próprio Odair, com o presidente Mario Bittencourt e com o diretor de futebol Paulo Angioni. "Clube grande, gigante como o Fluminense, certamente quando eliminado há cobranças, contrariedades. Desde que tenham respeito e não passem do limite, são aceitáveis. Acontecem, faz parte do futebol. A pressão não pode entrar no fator interno. E nem o fator interno, no caso nós, não deixarmos de avaliar, de se perguntar, fazer uma autoanálise, saber o que melhorar, tomar decisões que sejam importantes para que o grupo se fortaleça e dê as respostas que o torcedor quer, que nós queremos", completou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;