Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Meta de inflação da zona do euro 'está distante', reconhece presidente do BCE



28/09/2020 | 12:56


A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, reconheceu que a inflação na zona do euro está "bem distante" da meta de próximo, mas abaixo de 2%. No entanto, ela garantiu que a autoridade monetária não está "complacente" com essa situação. "Estamos sempre prontos para entregar nosso mandato", assegurou, durante sessão no Parlamento Europeu nesta segunda-feira.

Lagarde avaliou que as medidas de crédito implementadas pela instituição foram bem-sucedidas no objetivo de relaxar as condições financeiras e estabilizar os mercados. Segundo ela, o Programa de Compras de Emergência de Pandemia (PEPP) não teve efeitos negativos significativos. "O PEPP é extremamente eficiente e útil", disse.

A dirigente afirmou ainda que não está preocupada com divergências de opiniões entre membros do BCE. Para ela, é importante que haja discordâncias para que possa haver um consenso.

Câmbio

Christine Lagarde reiterou o argumento de que não é papel da instituição estabelecer uma meta para a taxa de câmbio. Ainda assim, ela ressaltou que os movimentos no euro têm impactos na inflação. "A pandemia provocou oscilações nos mercados globais, inclusive no câmbio", explicou.

Lagarde revelou ainda que o BCE pretende concluir a revisão estratégica da política monetária em setembro de 2021. Segundo ela, juros baixos por muito tempo têm impacto significativo na economia, mas, até agora, a experiência com taxas negativas tem sido positiva.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Meta de inflação da zona do euro 'está distante', reconhece presidente do BCE


28/09/2020 | 12:56


A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, reconheceu que a inflação na zona do euro está "bem distante" da meta de próximo, mas abaixo de 2%. No entanto, ela garantiu que a autoridade monetária não está "complacente" com essa situação. "Estamos sempre prontos para entregar nosso mandato", assegurou, durante sessão no Parlamento Europeu nesta segunda-feira.

Lagarde avaliou que as medidas de crédito implementadas pela instituição foram bem-sucedidas no objetivo de relaxar as condições financeiras e estabilizar os mercados. Segundo ela, o Programa de Compras de Emergência de Pandemia (PEPP) não teve efeitos negativos significativos. "O PEPP é extremamente eficiente e útil", disse.

A dirigente afirmou ainda que não está preocupada com divergências de opiniões entre membros do BCE. Para ela, é importante que haja discordâncias para que possa haver um consenso.

Câmbio

Christine Lagarde reiterou o argumento de que não é papel da instituição estabelecer uma meta para a taxa de câmbio. Ainda assim, ela ressaltou que os movimentos no euro têm impactos na inflação. "A pandemia provocou oscilações nos mercados globais, inclusive no câmbio", explicou.

Lagarde revelou ainda que o BCE pretende concluir a revisão estratégica da política monetária em setembro de 2021. Segundo ela, juros baixos por muito tempo têm impacto significativo na economia, mas, até agora, a experiência com taxas negativas tem sido positiva.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;