Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Virgilio: não acredito em reforma tributária que resolva problemas neste governo



24/09/2020 | 11:28


O prefeito de Manaus, Arthur Virgilio (PSDB) disse nesta quinta-feira (24) não acreditar em uma reforma tributária que "resolva o problema" no atual governo. "Vejo uma disputa entre Congresso e o presidente. O governo tem que resolver se quer fazer uma reforma tributária ou fazer uma política econômica para a reeleição do presidente Jair Bolsonaro", declarou, em evento virtual da Confederação Nacional da Indústria (CNI)".

O prefeito disse ainda que Bolsonaro está "alheio" às discussões e a equipe econômica mantém uma conversa de "une e desune" com o Congresso Nacional. "O ministro da Economia Paulo Guedes perde peso e densidade a cada instante, é criticado pelo presidente a cada instante. Vejo um presidente alheio e um Congresso que não está sendo consequente com a questão fiscal", criticou.

Virgílio citou o discurso de Bolsonaro na Organização das Nações Unidas, na terça-feira, 22, e disse ter tido "vergonha" por citações, como culpar índios por incêndios florestais. "Depois do que o presidente fez na ONU, se me perguntassem onde eu nasci eu responderia "I was born in Argentina", declarou.

O prefeito defendeu a manutenção da Zona Franca de Manaus e disse que, ao empregar muitas pessoas na região, o polo "mantém a Floresta Amazônica de pé".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Virgilio: não acredito em reforma tributária que resolva problemas neste governo


24/09/2020 | 11:28


O prefeito de Manaus, Arthur Virgilio (PSDB) disse nesta quinta-feira (24) não acreditar em uma reforma tributária que "resolva o problema" no atual governo. "Vejo uma disputa entre Congresso e o presidente. O governo tem que resolver se quer fazer uma reforma tributária ou fazer uma política econômica para a reeleição do presidente Jair Bolsonaro", declarou, em evento virtual da Confederação Nacional da Indústria (CNI)".

O prefeito disse ainda que Bolsonaro está "alheio" às discussões e a equipe econômica mantém uma conversa de "une e desune" com o Congresso Nacional. "O ministro da Economia Paulo Guedes perde peso e densidade a cada instante, é criticado pelo presidente a cada instante. Vejo um presidente alheio e um Congresso que não está sendo consequente com a questão fiscal", criticou.

Virgílio citou o discurso de Bolsonaro na Organização das Nações Unidas, na terça-feira, 22, e disse ter tido "vergonha" por citações, como culpar índios por incêndios florestais. "Depois do que o presidente fez na ONU, se me perguntassem onde eu nasci eu responderia "I was born in Argentina", declarou.

O prefeito defendeu a manutenção da Zona Franca de Manaus e disse que, ao empregar muitas pessoas na região, o polo "mantém a Floresta Amazônica de pé".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;