Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Caetano empata com o XV em Piracicaba

Rodrigo Corsi/Divulgação FPF Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Times não saem do 0 a 0 na partida de ida da semifinal da Série A-2


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

23/09/2020 | 19:15


O São Caetano visitou o XV de Piracicaba na tarde desta quarta-feira, 23, e ficou no empate por 0 a 0, no confronto de ida da semifinal do Campeonato Paulista da Série A-2. A partida realizada no Estádio Barão de Serra Negra teve poucas oportunidades de ambos os lados e, desta maneira, nenhuma das equipes carrega vantagem para o duelo de volta, quarta-feira, dia 30, às 16h30, no Anacleto Campanella.

A estratégia são-caetanense parecia bem definida: impedir qualquer investida do adversário e lutar para tentar fazer pelo menos um gol. E a primeira parte do objetivo foi cumprida, por vezes com faltas mais duras, que irritaram muito a equipe da casa. Já a segunda parte foi dificultada por uma jornada de pouca inspiração dos meio-campistas do Azulão. Tanto que as melhores oportunidades foram em duas cobranças de falta de Alex Reinaldo, uma defendida pelo goleiro Mota e outra que passou rente à trave. Além disso, o time do Grande ABC reclamou de penalidade não marcada de Douglas Marques sobre Emerson Santos; nem o juiz Adriano Assis Miranda tampouco o árbitro de vídeo viram.

Na segunda etapa, o XV de Piracicaba bem que tentou impor uma pressão, mas a marcação do São Caetano levou a melhor. O jogo foi paralisado por diversas vezes em razão de problemas musculares de atletas azulinos, casos de Sandoval, Domingos e Alex Reinaldo, que tiveram de ser substituídos respectivamente por Gustavo, Guilherme Amorim e Acácio. Nervosos com possível cai-cai são-caetanense e da demora a cada reposição do goleiro Luiz Daniel ou cobrança de lateral, os jogadores quinzistas reclamaram muito e, em contrapartida, criaram poucas chances efetivas de gol. Assim, o empate persistiu.

"Fizemos grande jogo. Jogar contra o XV aqui é muito difícil. É colocar os pés no chão. Não acabou nada ainda. É recuperar o mais rápido possível para estar à disposição na próxima semana", declarou o zagueiro Domingos. "Nosso time procurou o jogo desde o início, o São Caetano veio para parar o jogo, ganhar tempo, fizeram um jogo feio nesse sentido. Se eles fizerem isso lá na casa deles, a gente vai para ganhar, vamos subir o XV lá na casa deles.", rebateu o atacante Raphael Macena.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Caetano empata com o XV em Piracicaba

Times não saem do 0 a 0 na partida de ida da semifinal da Série A-2

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

23/09/2020 | 19:15


O São Caetano visitou o XV de Piracicaba na tarde desta quarta-feira, 23, e ficou no empate por 0 a 0, no confronto de ida da semifinal do Campeonato Paulista da Série A-2. A partida realizada no Estádio Barão de Serra Negra teve poucas oportunidades de ambos os lados e, desta maneira, nenhuma das equipes carrega vantagem para o duelo de volta, quarta-feira, dia 30, às 16h30, no Anacleto Campanella.

A estratégia são-caetanense parecia bem definida: impedir qualquer investida do adversário e lutar para tentar fazer pelo menos um gol. E a primeira parte do objetivo foi cumprida, por vezes com faltas mais duras, que irritaram muito a equipe da casa. Já a segunda parte foi dificultada por uma jornada de pouca inspiração dos meio-campistas do Azulão. Tanto que as melhores oportunidades foram em duas cobranças de falta de Alex Reinaldo, uma defendida pelo goleiro Mota e outra que passou rente à trave. Além disso, o time do Grande ABC reclamou de penalidade não marcada de Douglas Marques sobre Emerson Santos; nem o juiz Adriano Assis Miranda tampouco o árbitro de vídeo viram.

Na segunda etapa, o XV de Piracicaba bem que tentou impor uma pressão, mas a marcação do São Caetano levou a melhor. O jogo foi paralisado por diversas vezes em razão de problemas musculares de atletas azulinos, casos de Sandoval, Domingos e Alex Reinaldo, que tiveram de ser substituídos respectivamente por Gustavo, Guilherme Amorim e Acácio. Nervosos com possível cai-cai são-caetanense e da demora a cada reposição do goleiro Luiz Daniel ou cobrança de lateral, os jogadores quinzistas reclamaram muito e, em contrapartida, criaram poucas chances efetivas de gol. Assim, o empate persistiu.

"Fizemos grande jogo. Jogar contra o XV aqui é muito difícil. É colocar os pés no chão. Não acabou nada ainda. É recuperar o mais rápido possível para estar à disposição na próxima semana", declarou o zagueiro Domingos. "Nosso time procurou o jogo desde o início, o São Caetano veio para parar o jogo, ganhar tempo, fizeram um jogo feio nesse sentido. Se eles fizerem isso lá na casa deles, a gente vai para ganhar, vamos subir o XV lá na casa deles.", rebateu o atacante Raphael Macena.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;