Fechar
Publicidade

Domingo, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Setor externo tem superávit de US$ 3,721 bi em agosto, revela Banco Central



23/09/2020 | 10:21


Após o superávit de US$ 1,628 bilhão em julho, o resultado das transações correntes ficou positivo em agosto deste ano, em US$ 3,721 bilhões, informou nesta quarta-feira o Banco Central (BC). Este é o melhor resultado para meses de agosto na série histórica do BC, iniciada em 1995.

Os dados refletem os efeitos da pandemia do novo coronavírus, que a partir de março se intensificou no Brasil, reduzindo o volume de importações de produtos. A autarquia projetava para o mês passado superávit de US$ 2,2 bilhões na conta corrente.

A balança comercial registrou saldo positivo de US$ 5,960 bilhões em agosto, enquanto a conta de serviços ficou negativa em US$ 1,346 bilhão. A conta de renda primária também ficou deficitária, em US$ 1,188 bilhão. No caso da conta financeira, o resultado ficou positivo em US$ 3,964 bilhões.

No acumulado do ano até agosto, o rombo nas contas externas soma US$ 8,539 bilhões. A estimativa atual do BC é de déficit em conta corrente de US$ 13,9 bilhões em 2020. Este cálculo, no entanto, será atualizado amanhã por meio do Relatório Trimestral de Inflação (RTI).

Nos 12 meses até agosto deste ano, o saldo das transações correntes está negativo em US$ 25,446 bilhões, o que representa 1,64% do Produto Interno Bruto (PIB). Este é o menor porcentual desde junho de 2018 (1,49%).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Setor externo tem superávit de US$ 3,721 bi em agosto, revela Banco Central


23/09/2020 | 10:21


Após o superávit de US$ 1,628 bilhão em julho, o resultado das transações correntes ficou positivo em agosto deste ano, em US$ 3,721 bilhões, informou nesta quarta-feira o Banco Central (BC). Este é o melhor resultado para meses de agosto na série histórica do BC, iniciada em 1995.

Os dados refletem os efeitos da pandemia do novo coronavírus, que a partir de março se intensificou no Brasil, reduzindo o volume de importações de produtos. A autarquia projetava para o mês passado superávit de US$ 2,2 bilhões na conta corrente.

A balança comercial registrou saldo positivo de US$ 5,960 bilhões em agosto, enquanto a conta de serviços ficou negativa em US$ 1,346 bilhão. A conta de renda primária também ficou deficitária, em US$ 1,188 bilhão. No caso da conta financeira, o resultado ficou positivo em US$ 3,964 bilhões.

No acumulado do ano até agosto, o rombo nas contas externas soma US$ 8,539 bilhões. A estimativa atual do BC é de déficit em conta corrente de US$ 13,9 bilhões em 2020. Este cálculo, no entanto, será atualizado amanhã por meio do Relatório Trimestral de Inflação (RTI).

Nos 12 meses até agosto deste ano, o saldo das transações correntes está negativo em US$ 25,446 bilhões, o que representa 1,64% do Produto Interno Bruto (PIB). Este é o menor porcentual desde junho de 2018 (1,49%).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;