Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Câmara dos Deputados aprova socorro financeiro de R$ 1,6 bi para o esporte



22/09/2020 | 21:51


A Câmara dos Deputados aprovou o socorro financeiro de R$ 1,6 bilhão à área do esporte devido à pandemia do novo coronavírus. O texto, já aprovado pelo Senado, segue agora para sanção do presidente Jair Bolsonaro.

O projeto concede auxílio emergencial de três parcelas mensais de R$ 600, nas mesmas regras dos demais beneficiários desse programa. O prazo poderá ser prorrogado - agora o governo prevê, em geral, mais três parcelas desse auxílio, no valor de R$ 300.

Para receber o valor é preciso ser maior de 18 anos de idade, salvo no caso de atletas ou paratletas com idade mínima de 14 anos vinculados a uma entidade de prática esportiva ou a uma entidade nacional de administração do desporto.

O beneficiário precisa também ter atuado de forma profissional ou não profissional na área esportiva nos 24 meses imediatamente anteriores à data de publicação da lei. O beneficiário não pode estar empregado e não ser titular de benefício previdenciário ou assistencial, como Bolsa Família, entre outras regras.

A proposta considera como profissionais autônomos da educação física aqueles vinculados a uma entidade esportiva, técnicos, preparadores físicos, fisioterapeutas e outros trabalhadores do setor. O texto foi relatado pelo deputado Alexandre Frota (PSDB-SP).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Câmara dos Deputados aprova socorro financeiro de R$ 1,6 bi para o esporte


22/09/2020 | 21:51


A Câmara dos Deputados aprovou o socorro financeiro de R$ 1,6 bilhão à área do esporte devido à pandemia do novo coronavírus. O texto, já aprovado pelo Senado, segue agora para sanção do presidente Jair Bolsonaro.

O projeto concede auxílio emergencial de três parcelas mensais de R$ 600, nas mesmas regras dos demais beneficiários desse programa. O prazo poderá ser prorrogado - agora o governo prevê, em geral, mais três parcelas desse auxílio, no valor de R$ 300.

Para receber o valor é preciso ser maior de 18 anos de idade, salvo no caso de atletas ou paratletas com idade mínima de 14 anos vinculados a uma entidade de prática esportiva ou a uma entidade nacional de administração do desporto.

O beneficiário precisa também ter atuado de forma profissional ou não profissional na área esportiva nos 24 meses imediatamente anteriores à data de publicação da lei. O beneficiário não pode estar empregado e não ser titular de benefício previdenciário ou assistencial, como Bolsa Família, entre outras regras.

A proposta considera como profissionais autônomos da educação física aqueles vinculados a uma entidade esportiva, técnicos, preparadores físicos, fisioterapeutas e outros trabalhadores do setor. O texto foi relatado pelo deputado Alexandre Frota (PSDB-SP).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;