Fechar
Publicidade

Domingo, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Brasil contabiliza média móvel de 748 óbitos por dia devido à covid-19



21/09/2020 | 21:07


O Brasil registrou nesta segunda-feira, 21, uma média móvel de 748 óbitos causados pelo novo coronavírus, com um total de 137.350 mortes desde o início da pandemia. Nas últimas 24 horas, foram contabilizadas mais 455 pessoas que morreram devido à doença, segundo levantamento feito por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL. Lembrando que o valor da média móvel considera as variações da contagem diária ao longo de sete dias a fim de eliminar distorções entre um número alto no meio de semana e baixo no fim de semana.

Desde às 20h de domingo, o País contabilizou 15.821 novos casos confirmados de infecção e, com isso, o número de brasileiros já contaminados chegou a 4.560.083. O Ministério da Saúde informou nesta segunda-feira que 3.887.199 pessoas estão recuperadas e 533.597 seguem em acompanhamento.

A contagem de casos e mortes feita pela Universidade Johns Hopkins mostra que o Brasil é o terceiro país mais afetado pela pandemia no mundo em número de infectados. Estão à frente os Estados Unidos em primeiro lugar, com 6,8 milhões de casos, e a Índia em segundo, com 5,4 milhões. Em relação aos óbitos, porém, o País fica na vice-liderança.

Nesta segunda-feira, o Estado de São Paulo informou que registra 33.984 óbitos e 937.332 casos confirmados do novo coronavírus. Do total de diagnósticos positivos, 803.994 se recuperaram da covid-19, sendo que 103.141 foram internadas e tiveram alta hospitalar.

Após cinco semanas de queda consecutiva na média diária de mortes por covid-19, o Estado viu esse cenário ser interrompido. Conforme dados apurados pelo Estadão, a média diária de óbitos na última semana epidemiológica no Estado de São Paulo foi de 194, aumento de 8% em relação à semana anterior. Mas, na comparação com os últimos 14 dias, ainda há ligeira queda, de 1%.

Consórcio da imprensa

O balanço de óbitos e casos feito pelos seis veículos de comunicação desde o dia 8 de junho é uma iniciativa inédita em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia. De forma colaborativa, as informações necessárias são coletadas junto às secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal. O projeto se manteve após o governo recuar e continuar divulgando os registros.

De acordo com o Ministério da Saúde, 13.439 novos casos de covid-19 e 377 óbitos foram registrados nas últimas 24 horas, o que eleva os números totais para 4.558.068 e 137.272, respectivamente. Os valores diferem daqueles compilados pelo consórcio de veículos de imprensa por causa do horário de coleta dos dados.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasil contabiliza média móvel de 748 óbitos por dia devido à covid-19


21/09/2020 | 21:07


O Brasil registrou nesta segunda-feira, 21, uma média móvel de 748 óbitos causados pelo novo coronavírus, com um total de 137.350 mortes desde o início da pandemia. Nas últimas 24 horas, foram contabilizadas mais 455 pessoas que morreram devido à doença, segundo levantamento feito por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL. Lembrando que o valor da média móvel considera as variações da contagem diária ao longo de sete dias a fim de eliminar distorções entre um número alto no meio de semana e baixo no fim de semana.

Desde às 20h de domingo, o País contabilizou 15.821 novos casos confirmados de infecção e, com isso, o número de brasileiros já contaminados chegou a 4.560.083. O Ministério da Saúde informou nesta segunda-feira que 3.887.199 pessoas estão recuperadas e 533.597 seguem em acompanhamento.

A contagem de casos e mortes feita pela Universidade Johns Hopkins mostra que o Brasil é o terceiro país mais afetado pela pandemia no mundo em número de infectados. Estão à frente os Estados Unidos em primeiro lugar, com 6,8 milhões de casos, e a Índia em segundo, com 5,4 milhões. Em relação aos óbitos, porém, o País fica na vice-liderança.

Nesta segunda-feira, o Estado de São Paulo informou que registra 33.984 óbitos e 937.332 casos confirmados do novo coronavírus. Do total de diagnósticos positivos, 803.994 se recuperaram da covid-19, sendo que 103.141 foram internadas e tiveram alta hospitalar.

Após cinco semanas de queda consecutiva na média diária de mortes por covid-19, o Estado viu esse cenário ser interrompido. Conforme dados apurados pelo Estadão, a média diária de óbitos na última semana epidemiológica no Estado de São Paulo foi de 194, aumento de 8% em relação à semana anterior. Mas, na comparação com os últimos 14 dias, ainda há ligeira queda, de 1%.

Consórcio da imprensa

O balanço de óbitos e casos feito pelos seis veículos de comunicação desde o dia 8 de junho é uma iniciativa inédita em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia. De forma colaborativa, as informações necessárias são coletadas junto às secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal. O projeto se manteve após o governo recuar e continuar divulgando os registros.

De acordo com o Ministério da Saúde, 13.439 novos casos de covid-19 e 377 óbitos foram registrados nas últimas 24 horas, o que eleva os números totais para 4.558.068 e 137.272, respectivamente. Os valores diferem daqueles compilados pelo consórcio de veículos de imprensa por causa do horário de coleta dos dados.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;