Fechar
Publicidade

Domingo, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

São Paulo alcança números positivos no setor de energia


Wilson Marini
Da APJ

21/09/2020 | 14:27


O Estado de São Paulo alcançou em 2019 a maior produção e consumo de etanol hidratado em dez anos, com 11,6 bilhões de litros do combustível, em comparação aos 10,8 bilhões registrados em 2009. Além disso, o Balanço Energético 2020 da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, divulgado esta semana, mostra que São Paulo registrou em 2019 a menor emissão de dióxido de carbono desde o ano de 2000, quando começou a ser feito o estudo. A emissão do gás por paulista ficou em 1,614 tonelada de CO2/ano, nível nunca atingido. O estudo elaborado anualmente pela SIMA contabiliza a geração e o consumo de energia, assim como a emissão do poluente também conhecido como gás carbônico.

Relatório sustentável
Em 2019, a oferta total de energia registrou um acréscimo de 2,3%, e o consumo final cresceu 1,5%, ambos em relação ao ano anterior. O documento aponta ainda outros dados importantes, como o consumo médio de eletricidade de 151 GWh no Estado e os maiores consumidores por setor, estando o industrial (42%) no topo da lista, seguido por transportes (34%) e residencial com 8%. Em termos energéticos, a suficiência de energia (oferta menos importação e perdas) foi de 58,2%. Na participação do consumo por combustível, os derivados de petróleo representam 34%; seguido pelo bagaço de cana, com 24%; a hídrica (19%); o etanol etílico (10%); o gás natural (7%) e as demais 6%.

Frase
“Por duas vezes, nos últimos dez anos, o Estado ultrapassou a marca de 60% da matriz energética com energias renováveis, o que reflete diretamente na qualidade de vida da nossa população. Paralelamente, o Produto Interno Bruto Brasil (PIB) paulista cresceu 2,8% em 2019”, afirmou o secretário Marcos Penido.

Indústria reage no Grande ABC
A indústria do Grande ABC está reagindo, segundo destaca o Diário do Grande ABC, da Rede APJ (Associação Paulista de Jornais). O uso da capacidade instalada das fábricas, que era de 39% em abril, chegou a 52% em julho.

Araçatuba exporta mais
A Folha da Região, da Rede APJ, informa que houve uma ampliação das exportações na região Noroeste do Estado para a China. Araçatuba exportou US$ 2,6 milhões de dólares, crescimento de 39,8% em comparação a janeiro a agosto do ano anterior.

São Carlos: investimento
A empresa Rumo, concessionária ferroviária da Malha Paulista, anunciou R$ 50 milhões em projetos de três obras em São Carlos, com início no primeiro semestre de 2021 e prazo de 18 meses para conclusão. A informação é do jornal Primeira Página, da Rede APJ.

Americana: apoio à moda
O Sebrae-SP lançou o programa online e gratuito Sebrae Indústria da Moda, em Americana e região. O objetivo é capacitar empresários do segmento têxtil da região em áreas como finanças, marketing, processos, crédito e planejamento trabalhista com soluções tecnológicas e acesso a novos mercados.

Assaí se expande no Interior
Nesta semana, o Assaí Atacadista inaugurou duas lojas no Interior Paulista, em Araçatuba e em Hortolândia, próximo a Americana, totalizando 75 lojas no Estado. Cada uma demandou investimento de R$ 50 milhões e gerou aproximadamente 500 empregos entre diretos e indiretos. A rede aposta em um segundo ciclo de expansão para São Paulo, focado no Interior: até dezembro, planeja a abertura de pelo menos quatro unidades no Estado, três delas fora da capital paulista.

Frase
“São Paulo é hoje o Estado mais relevante para as operações do Assaí. Quase metade de nossas lojas estão localizadas aqui. Mas ainda há demanda por unidades de Cash&Carry em diferentes regiões, em especial no Interior”, afirma Belmiro Gomes, presidente do Assaí Atacadista.

Cidades para investir
A fDi Intelligence, um serviço sobre investimento estrangeiro direto do grupo Financial Times, está elaborando uma lista sobre as melhores cidades no mundo para se investir. O ranking “Global Cities of the Future 2021/22” será lançando em fevereiro de 2021 e mostrará as cidades do mundo com os melhores indicadores em economia, finanças e ambiente de negócios.

Oportunidade
Os municípios paulistas interessados em participar da análise têm até o dia 5 de novembro para responder ao formulário online que será utilizado na avaliação. Os locais mais promissores para o desenvolvimento econômico, expansão de negócios e recebimento de investimento estrangeiro serão classificados nas seguintes categorias: Potencial Econômico, Eficiência de Custos, Conectividade, Capital Humano e Bem-estar, Receptividade do Ambiente de Negócios e Estratégia de Atração de Investimento Estrangeiro.

Frase
Para o analista de investimentos da InvestSP, Rafael Murgi, esta é uma grande oportunidade para os municípios promoverem sua imagem no Exterior. “Concorrer no ranking elaborado pela fDi Intelligence é o tipo de ação que os municípios paulistas podem realizar para atrair investimentos sem incorrer em gastos. Se o município for listado entre as cidades globais do futuro, isso torna-se um ótimo argumento de convencimento dos empresários”, diz ele. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Paulo alcança números positivos no setor de energia

Wilson Marini
Da APJ

21/09/2020 | 14:27


O Estado de São Paulo alcançou em 2019 a maior produção e consumo de etanol hidratado em dez anos, com 11,6 bilhões de litros do combustível, em comparação aos 10,8 bilhões registrados em 2009. Além disso, o Balanço Energético 2020 da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, divulgado esta semana, mostra que São Paulo registrou em 2019 a menor emissão de dióxido de carbono desde o ano de 2000, quando começou a ser feito o estudo. A emissão do gás por paulista ficou em 1,614 tonelada de CO2/ano, nível nunca atingido. O estudo elaborado anualmente pela SIMA contabiliza a geração e o consumo de energia, assim como a emissão do poluente também conhecido como gás carbônico.

Relatório sustentável
Em 2019, a oferta total de energia registrou um acréscimo de 2,3%, e o consumo final cresceu 1,5%, ambos em relação ao ano anterior. O documento aponta ainda outros dados importantes, como o consumo médio de eletricidade de 151 GWh no Estado e os maiores consumidores por setor, estando o industrial (42%) no topo da lista, seguido por transportes (34%) e residencial com 8%. Em termos energéticos, a suficiência de energia (oferta menos importação e perdas) foi de 58,2%. Na participação do consumo por combustível, os derivados de petróleo representam 34%; seguido pelo bagaço de cana, com 24%; a hídrica (19%); o etanol etílico (10%); o gás natural (7%) e as demais 6%.

Frase
“Por duas vezes, nos últimos dez anos, o Estado ultrapassou a marca de 60% da matriz energética com energias renováveis, o que reflete diretamente na qualidade de vida da nossa população. Paralelamente, o Produto Interno Bruto Brasil (PIB) paulista cresceu 2,8% em 2019”, afirmou o secretário Marcos Penido.

Indústria reage no Grande ABC
A indústria do Grande ABC está reagindo, segundo destaca o Diário do Grande ABC, da Rede APJ (Associação Paulista de Jornais). O uso da capacidade instalada das fábricas, que era de 39% em abril, chegou a 52% em julho.

Araçatuba exporta mais
A Folha da Região, da Rede APJ, informa que houve uma ampliação das exportações na região Noroeste do Estado para a China. Araçatuba exportou US$ 2,6 milhões de dólares, crescimento de 39,8% em comparação a janeiro a agosto do ano anterior.

São Carlos: investimento
A empresa Rumo, concessionária ferroviária da Malha Paulista, anunciou R$ 50 milhões em projetos de três obras em São Carlos, com início no primeiro semestre de 2021 e prazo de 18 meses para conclusão. A informação é do jornal Primeira Página, da Rede APJ.

Americana: apoio à moda
O Sebrae-SP lançou o programa online e gratuito Sebrae Indústria da Moda, em Americana e região. O objetivo é capacitar empresários do segmento têxtil da região em áreas como finanças, marketing, processos, crédito e planejamento trabalhista com soluções tecnológicas e acesso a novos mercados.

Assaí se expande no Interior
Nesta semana, o Assaí Atacadista inaugurou duas lojas no Interior Paulista, em Araçatuba e em Hortolândia, próximo a Americana, totalizando 75 lojas no Estado. Cada uma demandou investimento de R$ 50 milhões e gerou aproximadamente 500 empregos entre diretos e indiretos. A rede aposta em um segundo ciclo de expansão para São Paulo, focado no Interior: até dezembro, planeja a abertura de pelo menos quatro unidades no Estado, três delas fora da capital paulista.

Frase
“São Paulo é hoje o Estado mais relevante para as operações do Assaí. Quase metade de nossas lojas estão localizadas aqui. Mas ainda há demanda por unidades de Cash&Carry em diferentes regiões, em especial no Interior”, afirma Belmiro Gomes, presidente do Assaí Atacadista.

Cidades para investir
A fDi Intelligence, um serviço sobre investimento estrangeiro direto do grupo Financial Times, está elaborando uma lista sobre as melhores cidades no mundo para se investir. O ranking “Global Cities of the Future 2021/22” será lançando em fevereiro de 2021 e mostrará as cidades do mundo com os melhores indicadores em economia, finanças e ambiente de negócios.

Oportunidade
Os municípios paulistas interessados em participar da análise têm até o dia 5 de novembro para responder ao formulário online que será utilizado na avaliação. Os locais mais promissores para o desenvolvimento econômico, expansão de negócios e recebimento de investimento estrangeiro serão classificados nas seguintes categorias: Potencial Econômico, Eficiência de Custos, Conectividade, Capital Humano e Bem-estar, Receptividade do Ambiente de Negócios e Estratégia de Atração de Investimento Estrangeiro.

Frase
Para o analista de investimentos da InvestSP, Rafael Murgi, esta é uma grande oportunidade para os municípios promoverem sua imagem no Exterior. “Concorrer no ranking elaborado pela fDi Intelligence é o tipo de ação que os municípios paulistas podem realizar para atrair investimentos sem incorrer em gastos. Se o município for listado entre as cidades globais do futuro, isso torna-se um ótimo argumento de convencimento dos empresários”, diz ele. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;