Fechar
Publicidade

Domingo, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Queimada no Pantanal é desastre sem precedentes, diz deputado Rodrigo Agostinho



21/09/2020 | 09:11


O presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara, deputado federal Rodrigo Agostinho (PSB-SP), afirmou que a situação do Pantanal é "dramática". Agostinho sobrevoou a área com outros parlamentares no sábado, dia 19. "Queimou uma área 15 vezes o tamanho da cidade de São Paulo, são 2,3 milhões de hectares. Isso é um desastre sem precedentes", afirmou à rádio Jovem Pan.

Segundo o parlamentar, a área afetada pode chegar à 3 milhões de hectares até o fim da semana. "A chuva foi muito fraca, em pontos isolados do Pantanal", afirmou. O deputado criticou também a estrutura, a organização e atraso no combate aos incêndios. "Esse tipo de incêndio não é o tipo de incêndio que se apaga com a mão, com abafadores", disse.

Agostinho deve falar nesta segunda-feira (21) no Supremo Tribunal Federal (STF) em sessão sobre o combate às queimadas na região, em especial sobre o uso dos R$ 250 milhões em contas do Fundo Clima, de mitigação das mudanças climáticas. "O que chama muito a nossa atenção é a desestruturação muito forte de alguns setores da área ambiental brasileira, tanto no governo federal quanto nos Estados. Ibama e ICMbio estão extremamente sucateados", afirmou Agostinho.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Queimada no Pantanal é desastre sem precedentes, diz deputado Rodrigo Agostinho


21/09/2020 | 09:11


O presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara, deputado federal Rodrigo Agostinho (PSB-SP), afirmou que a situação do Pantanal é "dramática". Agostinho sobrevoou a área com outros parlamentares no sábado, dia 19. "Queimou uma área 15 vezes o tamanho da cidade de São Paulo, são 2,3 milhões de hectares. Isso é um desastre sem precedentes", afirmou à rádio Jovem Pan.

Segundo o parlamentar, a área afetada pode chegar à 3 milhões de hectares até o fim da semana. "A chuva foi muito fraca, em pontos isolados do Pantanal", afirmou. O deputado criticou também a estrutura, a organização e atraso no combate aos incêndios. "Esse tipo de incêndio não é o tipo de incêndio que se apaga com a mão, com abafadores", disse.

Agostinho deve falar nesta segunda-feira (21) no Supremo Tribunal Federal (STF) em sessão sobre o combate às queimadas na região, em especial sobre o uso dos R$ 250 milhões em contas do Fundo Clima, de mitigação das mudanças climáticas. "O que chama muito a nossa atenção é a desestruturação muito forte de alguns setores da área ambiental brasileira, tanto no governo federal quanto nos Estados. Ibama e ICMbio estão extremamente sucateados", afirmou Agostinho.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;