Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Famílias dos EUA se saem melhor financeiramente em julho que em abril, diz Fed



18/09/2020 | 14:12


O Federal Reserve (Fed, o banco central americano) afirma que dados coletados em pesquisa com famílias dos Estados Unidos mostram que elas se saíam melhor financeiramente em julho do que em abril. "Mas muitas ainda enfrentavam incerteza em relação a demissões e a perspectivas de retorno ao trabalho", aponta o BC em comunicado nesta sexta-feira.

Diante dos problemas financeiros "sem precedentes" causados pela covid-19, o Fed realizou algumas pesquisas para monitorar o quadro. A primeira delas ocorreu em abril e a segunda, em julho, explica a instituição.

Em julho, 77% dos adultos consultados disseram que estavam se saindo ao menos razoavelmente financeiramente, acima dos 72% do início de abril e dos 75% de outubro de 2019.

O Fed atribui isso provavelmente ao fato de que alguns retornavam ao trabalho, bem como à disponibilidade de programas de auxílio, seja do governo ou de instituições de caridade.

A pesquisa mais recente mostrou, contudo, que uma parcela maior dos que perderam o emprego esperavam que isso fosse algo permanente, em relação a abril. Em julho, 22% dos adultos que haviam perdido o trabalho não esperavam retornar a seus antigos empregos (de 7% em abril).

A sondagem de julho aponta também que os trabalhadores com salários mais baixos têm um pouco menos de expectativa de voltar às mesmas funções, diz o Fed.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Famílias dos EUA se saem melhor financeiramente em julho que em abril, diz Fed


18/09/2020 | 14:12


O Federal Reserve (Fed, o banco central americano) afirma que dados coletados em pesquisa com famílias dos Estados Unidos mostram que elas se saíam melhor financeiramente em julho do que em abril. "Mas muitas ainda enfrentavam incerteza em relação a demissões e a perspectivas de retorno ao trabalho", aponta o BC em comunicado nesta sexta-feira.

Diante dos problemas financeiros "sem precedentes" causados pela covid-19, o Fed realizou algumas pesquisas para monitorar o quadro. A primeira delas ocorreu em abril e a segunda, em julho, explica a instituição.

Em julho, 77% dos adultos consultados disseram que estavam se saindo ao menos razoavelmente financeiramente, acima dos 72% do início de abril e dos 75% de outubro de 2019.

O Fed atribui isso provavelmente ao fato de que alguns retornavam ao trabalho, bem como à disponibilidade de programas de auxílio, seja do governo ou de instituições de caridade.

A pesquisa mais recente mostrou, contudo, que uma parcela maior dos que perderam o emprego esperavam que isso fosse algo permanente, em relação a abril. Em julho, 22% dos adultos que haviam perdido o trabalho não esperavam retornar a seus antigos empregos (de 7% em abril).

A sondagem de julho aponta também que os trabalhadores com salários mais baixos têm um pouco menos de expectativa de voltar às mesmas funções, diz o Fed.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;