Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PRTB expulsa pré-prefeiturável de Santo André

Reprodução Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Dennis Ferrão teve desligamento sumário do partido na esfera de Santo André, sem desdobramentos de processo administrativo


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

18/09/2020 | 13:24


A executiva do PRTB de Santo André, presidida por Acácio de Moraes, decidiu expulsar o pré-candidato a prefeito Dennis Ferrão das fileiras da sigla diante da troca de farpas que envolveram a efetivação de nome na disputa majoritária. A decisão da comissão provisória sobre o desligamento do policial federal se deu de forma sumária logo depois do encaminhamento de processo à comissão de ética da legenda. Cabe recurso na Justiça comum - Ferrão chegou a realizar convenção partidária para oficializar o projeto próprio, mas o ato foi considerado nulo pela direção da agremiação.

“A comissão (…) vem respeitosamente à presença de vossa senhoria, nos termos do estatuto, comunicá-lo que após análise de graves fatos, visando salvaguardar a integridade do partido e seus integrantes, especialmente no âmbito deste município, a comissão de ética, por unanimidade, decidiu aplicar-lhe a pena de expulsão dos quadros partidários”, diz documento, assinado por Acácio e datado do dia 16. O material foi direcionado à Justiça Eleitoral e às demais instâncias da sigla.

O coordenador regional do PRTB, Marcos Thomazini, classificou a convenção como ilegal. Ele pontuou que Ferrão é insubordinado e realizou o evento à revelia da direção, sem maioria absoluta, apontando que o pré-prefeiturável, então vice-presidente do partido, usurpou a função que compete ao dirigente local, além de ameaçar, difamar e caluniar integrantes do comando da legenda. Entre as acusações do grupo de Ferrão estaria recebimento de valores financeiros para impedir a candidatura ao Paço.

Ferrão, por outro lado, sustentou que irá protocolar ação judicial visando manter-se nos quadros do partido, bem como forma de formalizar o registro de candidatura. “Seguimos todos os trâmite legais, tanto do estatuto quanto da legislação. Não ferimos qualquer regramento. Estamos preparando a ação, está muito claro que houve arbitrariedade no caso. (Para essa expulsão) Não houve sequer processo administrativo ou direito à ampla defesa. Não recebi notificação. Só vejo que o único objetivo, pela pressa e sequência dos fatos, era inviabilizar o registro”, disse, ao acrescentar que “ainda que o partido não queira”, buscará liminar para dar continuidade à candidatura.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PRTB expulsa pré-prefeiturável de Santo André

Dennis Ferrão teve desligamento sumário do partido na esfera de Santo André, sem desdobramentos de processo administrativo

Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

18/09/2020 | 13:24


A executiva do PRTB de Santo André, presidida por Acácio de Moraes, decidiu expulsar o pré-candidato a prefeito Dennis Ferrão das fileiras da sigla diante da troca de farpas que envolveram a efetivação de nome na disputa majoritária. A decisão da comissão provisória sobre o desligamento do policial federal se deu de forma sumária logo depois do encaminhamento de processo à comissão de ética da legenda. Cabe recurso na Justiça comum - Ferrão chegou a realizar convenção partidária para oficializar o projeto próprio, mas o ato foi considerado nulo pela direção da agremiação.

“A comissão (…) vem respeitosamente à presença de vossa senhoria, nos termos do estatuto, comunicá-lo que após análise de graves fatos, visando salvaguardar a integridade do partido e seus integrantes, especialmente no âmbito deste município, a comissão de ética, por unanimidade, decidiu aplicar-lhe a pena de expulsão dos quadros partidários”, diz documento, assinado por Acácio e datado do dia 16. O material foi direcionado à Justiça Eleitoral e às demais instâncias da sigla.

O coordenador regional do PRTB, Marcos Thomazini, classificou a convenção como ilegal. Ele pontuou que Ferrão é insubordinado e realizou o evento à revelia da direção, sem maioria absoluta, apontando que o pré-prefeiturável, então vice-presidente do partido, usurpou a função que compete ao dirigente local, além de ameaçar, difamar e caluniar integrantes do comando da legenda. Entre as acusações do grupo de Ferrão estaria recebimento de valores financeiros para impedir a candidatura ao Paço.

Ferrão, por outro lado, sustentou que irá protocolar ação judicial visando manter-se nos quadros do partido, bem como forma de formalizar o registro de candidatura. “Seguimos todos os trâmite legais, tanto do estatuto quanto da legislação. Não ferimos qualquer regramento. Estamos preparando a ação, está muito claro que houve arbitrariedade no caso. (Para essa expulsão) Não houve sequer processo administrativo ou direito à ampla defesa. Não recebi notificação. Só vejo que o único objetivo, pela pressa e sequência dos fatos, era inviabilizar o registro”, disse, ao acrescentar que “ainda que o partido não queira”, buscará liminar para dar continuidade à candidatura.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;