Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Candidatura a vereador será recomeço na vida política, diz Aidan

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ex-prefeito de Sto.André discorda que tentar voltar à Câmara seja passo atrás: ‘Quero ajudar’


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

18/09/2020 | 00:01


Ex-prefeito de Santo André, Aidan Ravin (Republicanos) declarou que a candidatura a vereador na eleição deste ano é um recomeço em sua vida pública, em sintonia com o momento de superação da Covid-19 pelo qual ele passa.

Chefe do Executivo entre 2009 e 2012, Aidan estava indicado como vice na chapa encabeçada pelo ex-vereador Ailton Lima (PSB). O anúncio da parceria havia sido feito em fevereiro. Em maio, porém, Aidan precisou ser internado após agravamento do quadro de Covid-19. Foi transferido à UTI (Unidade de Terapia Intensiva), em situação clínica considerada delicada por médicos que acompanhavam o caso. Depois de três meses, recebeu alta, mas precisa tratar de sequelas, que impedem que ele vá para as ruas, por exemplo.

“Estou em uma etapa da vida que ela me deu a chance de recomeçar. Começo a enxergar tudo diferente. É um recomeço. Deus me abriu a luz do recomeço. E não vejo, em nenhum momento, inferioridade (em se candidatar a vereador). É um momento de luz. Acredito que posso acrescentar e ajudar muito”, comentou o ex-prefeito.

Aidan foi vereador de Santo André entre 2005 e 2008, eleito em 2004 com a expressiva votação de 10.019 votos, recorde no município até os dias de hoje. “Desde que anunciei que seria candidato a vereador, alguns amigos meus falam sobre isso, dizem que vou estourar de novo. Eu vejo que é outra eleição. Aconteceu muita coisa no País. Meu foco é poder entrar (na Câmara). Bater o recorde? Não é necessário. O importante é estar lá. Se estiver, vou ser um defensor da saúde.”

O ex-prefeito voltou a dizer que a mudança de rota neste pleito foi, diante das dificuldades físicas e em meio ao processo de recuperação, não atrapalhar a campanha de Ailton, em especial na rua, em busca do voto. Por isso, conversou na semana passada com o coordenador regional do Republicanos, Erisson Pessoa, e com o presidente estadual do partido, Sérgio Fontellas, em encontro que definiu a troca – o vice na chapa de Ailton permanece com o Republicanos, que indicou o médico Léo Kahn.

Sobre o fato de enfrentar outros medalhões por vagas na Câmara, como o ex-prefeito Carlos Grana (PT) e os ex-prefeituráveis Vanderlei Siraque (PCdoB) e Ricardo Alvarez (Psol), Aidan afirmou ver o embate com a perspectiva de qualificação do debate a favor da cidade. “Vejo que se todos nós entrarmos a discussão será muito boa. São todos nomes qualificados, com trabalho prestado. E não só esses, mas outros que vão entrar também.”

Aidan avaliou ainda que a perspectiva é a de que possa ir para as ruas na segunda quinzena de outubro. Ele assegurou ainda que batalhará pela eleição de Ailton. “Vou estar na campanha dele, pedindo voto para ele.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Candidatura a vereador será recomeço na vida política, diz Aidan

Ex-prefeito de Sto.André discorda que tentar voltar à Câmara seja passo atrás: ‘Quero ajudar’

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

18/09/2020 | 00:01


Ex-prefeito de Santo André, Aidan Ravin (Republicanos) declarou que a candidatura a vereador na eleição deste ano é um recomeço em sua vida pública, em sintonia com o momento de superação da Covid-19 pelo qual ele passa.

Chefe do Executivo entre 2009 e 2012, Aidan estava indicado como vice na chapa encabeçada pelo ex-vereador Ailton Lima (PSB). O anúncio da parceria havia sido feito em fevereiro. Em maio, porém, Aidan precisou ser internado após agravamento do quadro de Covid-19. Foi transferido à UTI (Unidade de Terapia Intensiva), em situação clínica considerada delicada por médicos que acompanhavam o caso. Depois de três meses, recebeu alta, mas precisa tratar de sequelas, que impedem que ele vá para as ruas, por exemplo.

“Estou em uma etapa da vida que ela me deu a chance de recomeçar. Começo a enxergar tudo diferente. É um recomeço. Deus me abriu a luz do recomeço. E não vejo, em nenhum momento, inferioridade (em se candidatar a vereador). É um momento de luz. Acredito que posso acrescentar e ajudar muito”, comentou o ex-prefeito.

Aidan foi vereador de Santo André entre 2005 e 2008, eleito em 2004 com a expressiva votação de 10.019 votos, recorde no município até os dias de hoje. “Desde que anunciei que seria candidato a vereador, alguns amigos meus falam sobre isso, dizem que vou estourar de novo. Eu vejo que é outra eleição. Aconteceu muita coisa no País. Meu foco é poder entrar (na Câmara). Bater o recorde? Não é necessário. O importante é estar lá. Se estiver, vou ser um defensor da saúde.”

O ex-prefeito voltou a dizer que a mudança de rota neste pleito foi, diante das dificuldades físicas e em meio ao processo de recuperação, não atrapalhar a campanha de Ailton, em especial na rua, em busca do voto. Por isso, conversou na semana passada com o coordenador regional do Republicanos, Erisson Pessoa, e com o presidente estadual do partido, Sérgio Fontellas, em encontro que definiu a troca – o vice na chapa de Ailton permanece com o Republicanos, que indicou o médico Léo Kahn.

Sobre o fato de enfrentar outros medalhões por vagas na Câmara, como o ex-prefeito Carlos Grana (PT) e os ex-prefeituráveis Vanderlei Siraque (PCdoB) e Ricardo Alvarez (Psol), Aidan afirmou ver o embate com a perspectiva de qualificação do debate a favor da cidade. “Vejo que se todos nós entrarmos a discussão será muito boa. São todos nomes qualificados, com trabalho prestado. E não só esses, mas outros que vão entrar também.”

Aidan avaliou ainda que a perspectiva é a de que possa ir para as ruas na segunda quinzena de outubro. Ele assegurou ainda que batalhará pela eleição de Ailton. “Vou estar na campanha dele, pedindo voto para ele.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;