Fechar
Publicidade

Domingo, 27 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

De volta após 7 meses, Rafael Nadal estreia com vitória no Masters 1000 de Roma

Reprodução/Instragram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


16/09/2020 | 16:30


Sete meses depois de conquistar o título do ATP 500 de Acapulco, no México, em fevereiro, o espanhol Rafael Nadal voltou às quadras nesta quarta-feira para uma partida oficial. Com tranquilidade, o número 2 do mundo estreou no saibro do Masters 1000 de Roma, na Itália, com uma vitória sobre o compatriota Pablo Carreño Busta, 18.º do ranking da ATP, por 2 sets a 0, com um duplo 6/1 em apenas 1 hora e 13 minutos.

Desde a retomada do circuito profissional, em agosto, Nadal preferiu intensificar a sua preparação para a temporada de saibro e preferiu não disputar o US Open, Grand Slam encerrado no último domingo, também em razão da pandemia do novo coronavírus. Por sua vez, Carreño Busta vinha jogando em quadras duras nas últimas semanas e fez ótima campanha em Nova York, sendo semifinalista. Mas não foi páreo para o compatriota, agora com seis triunfos em seis jogos no confronto direto.

Na temporada de 2020, Nadal acumula 14 vitórias e apenas três derrotas. Ele participou da edição inaugural da ATP Cup em janeiro, na Austrália, e chegou às quartas de final do Aberto da Austrália, em Melbourne, antes do título no México. Ele não disputava um jogo no saibro desde junho do ano passado, quando venceu Roland Garros pela 12.ª vez. E a próxima edição do Grand Slam francês começa em menos de duas semanas, no próximo dia 27.

Em Roma, onde venceu as duas últimas edições do Masters 1000 e já tem nove conquistas na carreira, e em Paris, Nadal não vai precisar defender os pontos. Isso porque a ATP modificou temporariamente o sistema de cálculo do ranking e passa a considerar os 18 melhores resultados em 22 meses, entre março de 2019 e dezembro de 2020. Como esse período compreende duas edições desses torneios, apenas as melhores campanhas são levadas em consideração e as piores são descartadas.

A estreia nesta quarta-feira em Roma já foi pela segunda rodada. Classificado às oitavas de final, Nadal conhecerá nesta quinta o seu próximo rival. Ele sairá do duelo entre o canadense Milos Raonic e o sérvio Dusan Lajovic. A final do torneio italiano acontecerá somente na segunda-feira.

OUTROS JOGOS - Um duelo sérvio está marcado para as oitavas de final. Após a classificação de Novak Djokovic, número 1 do mundo, com um triunfo em sets diretos contra o italiano Salvatore Caruso, foi a vez do compatriota Filip Krajinovic fazer 2 a 0 em outro tenista da casa, Marco Cecchinato, com as parciais de 6/4 e 6/1.

Cabeça de chave 15, o búlgaro Grigor Dmitrov não teve dificuldades para derrotar o japonês Yoshihito Nishioka por 6/1 e 6/0, em apenas 55 minutos. Na próxima fase, medirá forças contra o italiano Jannik Sinner, de 19 anos, que surpreendeu ao bater o grego Stefanos Tsitsipas, cabeça de chave número 3, por 2 sets a 1 - parciais de 6/1, 6/7 (9/11) e 6/2.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

De volta após 7 meses, Rafael Nadal estreia com vitória no Masters 1000 de Roma


16/09/2020 | 16:30


Sete meses depois de conquistar o título do ATP 500 de Acapulco, no México, em fevereiro, o espanhol Rafael Nadal voltou às quadras nesta quarta-feira para uma partida oficial. Com tranquilidade, o número 2 do mundo estreou no saibro do Masters 1000 de Roma, na Itália, com uma vitória sobre o compatriota Pablo Carreño Busta, 18.º do ranking da ATP, por 2 sets a 0, com um duplo 6/1 em apenas 1 hora e 13 minutos.

Desde a retomada do circuito profissional, em agosto, Nadal preferiu intensificar a sua preparação para a temporada de saibro e preferiu não disputar o US Open, Grand Slam encerrado no último domingo, também em razão da pandemia do novo coronavírus. Por sua vez, Carreño Busta vinha jogando em quadras duras nas últimas semanas e fez ótima campanha em Nova York, sendo semifinalista. Mas não foi páreo para o compatriota, agora com seis triunfos em seis jogos no confronto direto.

Na temporada de 2020, Nadal acumula 14 vitórias e apenas três derrotas. Ele participou da edição inaugural da ATP Cup em janeiro, na Austrália, e chegou às quartas de final do Aberto da Austrália, em Melbourne, antes do título no México. Ele não disputava um jogo no saibro desde junho do ano passado, quando venceu Roland Garros pela 12.ª vez. E a próxima edição do Grand Slam francês começa em menos de duas semanas, no próximo dia 27.

Em Roma, onde venceu as duas últimas edições do Masters 1000 e já tem nove conquistas na carreira, e em Paris, Nadal não vai precisar defender os pontos. Isso porque a ATP modificou temporariamente o sistema de cálculo do ranking e passa a considerar os 18 melhores resultados em 22 meses, entre março de 2019 e dezembro de 2020. Como esse período compreende duas edições desses torneios, apenas as melhores campanhas são levadas em consideração e as piores são descartadas.

A estreia nesta quarta-feira em Roma já foi pela segunda rodada. Classificado às oitavas de final, Nadal conhecerá nesta quinta o seu próximo rival. Ele sairá do duelo entre o canadense Milos Raonic e o sérvio Dusan Lajovic. A final do torneio italiano acontecerá somente na segunda-feira.

OUTROS JOGOS - Um duelo sérvio está marcado para as oitavas de final. Após a classificação de Novak Djokovic, número 1 do mundo, com um triunfo em sets diretos contra o italiano Salvatore Caruso, foi a vez do compatriota Filip Krajinovic fazer 2 a 0 em outro tenista da casa, Marco Cecchinato, com as parciais de 6/4 e 6/1.

Cabeça de chave 15, o búlgaro Grigor Dmitrov não teve dificuldades para derrotar o japonês Yoshihito Nishioka por 6/1 e 6/0, em apenas 55 minutos. Na próxima fase, medirá forças contra o italiano Jannik Sinner, de 19 anos, que surpreendeu ao bater o grego Stefanos Tsitsipas, cabeça de chave número 3, por 2 sets a 1 - parciais de 6/1, 6/7 (9/11) e 6/2.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;