Fechar
Publicidade

Domingo, 27 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

BC: posição cambial líquida está em US$ 299,432 bilhões



16/09/2020 | 15:01


A posição cambial líquida do Banco Central atingiu US$ 299,432 bilhões, conforme dados divulgados nesta quarta-feira, 16, pela instituição. O montante tem como referência o dia 11 de setembro. No fim de agosto, essa posição estava em US$ 300,690 bilhões.

A posição cambial líquida traduz o que está disponível para que o BC faça frente a alguma necessidade de moeda estrangeira - como fornecer liquidez ao mercado em momentos de crise, por exemplo.

A posição leva em conta as reservas internacionais, o estoque de operações de linha do BC (venda de dólares com compromisso de recompra), a posição da instituição em swap cambial e os Direitos Especiais de Saque (DES) do Brasil no Fundo Monetário Internacional (FMI).

Swap cambial

Após prejuízo de R$ 14,319 bilhões com sua posição em swap cambial em agosto, o Banco Central registrou resultado positivo de R$ 6,115 bilhões em setembro até o dia 11 com estes contratos pelo critério caixa.

Pelo conceito de competência, houve ganhos de R$ 8,120 bilhões. O resultado pelo critério de competência inclui ganhos e perdas ocorridos no mês, independentemente da data de liquidação financeira. A liquidação financeira desse resultado (caixa) ocorre no dia seguinte, em D+1.

O BC registrou ainda no período perdas de R$ 72,108 bilhões com a rentabilidade na administração das reservas internacionais. Entram no cálculo ganhos e prejuízos com a correção cambial, a marcação a mercado e os juros.

O resultado líquido das reservas, que é a rentabilidade menos o custo de captação, ficou negativo em R$ 70,528 bilhões em setembro até o dia 11. Já o resultado das operações cambiais no período ficou negativo em R$ 62,408 bilhões.

No acumulado de 2020 até 11 de setembro, o Banco Central registra resultado negativo de R$ 48,059 bilhões com os contratos de swap pelo critério caixa. Pelo conceito de competência, houve perdas de R$ 50,304 bilhões. O BC obteve ganhos de R$ 538,703 bilhões com a rentabilidade na administração das reservas internacionais no acumulado do ano. Já o resultado líquido das reservas ficou positivo em R$ 479,847 bilhões e o resultado das operações cambiais no período foi positivo em R$ 429,544 bilhões.

O BC sempre destaca que, tanto em relação às operações de swap cambial quanto à administração das reservas internacionais, não visa ao lucro, mas fornecer hegde ao mercado em tempos de volatilidade e manter um colchão de liquidez para momentos de crise.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

BC: posição cambial líquida está em US$ 299,432 bilhões


16/09/2020 | 15:01


A posição cambial líquida do Banco Central atingiu US$ 299,432 bilhões, conforme dados divulgados nesta quarta-feira, 16, pela instituição. O montante tem como referência o dia 11 de setembro. No fim de agosto, essa posição estava em US$ 300,690 bilhões.

A posição cambial líquida traduz o que está disponível para que o BC faça frente a alguma necessidade de moeda estrangeira - como fornecer liquidez ao mercado em momentos de crise, por exemplo.

A posição leva em conta as reservas internacionais, o estoque de operações de linha do BC (venda de dólares com compromisso de recompra), a posição da instituição em swap cambial e os Direitos Especiais de Saque (DES) do Brasil no Fundo Monetário Internacional (FMI).

Swap cambial

Após prejuízo de R$ 14,319 bilhões com sua posição em swap cambial em agosto, o Banco Central registrou resultado positivo de R$ 6,115 bilhões em setembro até o dia 11 com estes contratos pelo critério caixa.

Pelo conceito de competência, houve ganhos de R$ 8,120 bilhões. O resultado pelo critério de competência inclui ganhos e perdas ocorridos no mês, independentemente da data de liquidação financeira. A liquidação financeira desse resultado (caixa) ocorre no dia seguinte, em D+1.

O BC registrou ainda no período perdas de R$ 72,108 bilhões com a rentabilidade na administração das reservas internacionais. Entram no cálculo ganhos e prejuízos com a correção cambial, a marcação a mercado e os juros.

O resultado líquido das reservas, que é a rentabilidade menos o custo de captação, ficou negativo em R$ 70,528 bilhões em setembro até o dia 11. Já o resultado das operações cambiais no período ficou negativo em R$ 62,408 bilhões.

No acumulado de 2020 até 11 de setembro, o Banco Central registra resultado negativo de R$ 48,059 bilhões com os contratos de swap pelo critério caixa. Pelo conceito de competência, houve perdas de R$ 50,304 bilhões. O BC obteve ganhos de R$ 538,703 bilhões com a rentabilidade na administração das reservas internacionais no acumulado do ano. Já o resultado líquido das reservas ficou positivo em R$ 479,847 bilhões e o resultado das operações cambiais no período foi positivo em R$ 429,544 bilhões.

O BC sempre destaca que, tanto em relação às operações de swap cambial quanto à administração das reservas internacionais, não visa ao lucro, mas fornecer hegde ao mercado em tempos de volatilidade e manter um colchão de liquidez para momentos de crise.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;