Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 24 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Ataques a Atila marcam convenção de Veríssimo à Prefeitura de Mauá

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ex-juiz homologa candidatura, terá Luizão como vice e diz que cidade está de joelhos e com medo


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

14/09/2020 | 21:20


O ato de homologação da candidatura do ex-juiz João Veríssimo (PSD) à Prefeitura de Mauá foi palco de críticas ao governo do prefeito Atila Jacomussi (PSB), dando o tom de como o pessedista desenhará sua campanha ao Paço. “Não podemos ver a cidade de joelhos, o povo com medo, em um município que se acostumou com o escárnio nas redes sociais e TV. Mauá precisa olhar para o futuro”, disse Veríssimo.

A atividade também serviu para apresentação de Luizão da Comunidade (Cidadania) como vice. Luizão era pré-candidato a prefeito e retirou o projeto para apoiar Veríssimo. Até horas antes da convenção, havia incerteza sobre quem seria o número dois da chapa, uma vez que se especulava que o Republicanos, partido ligado à Igreja Universal, iria exigir o posto em troca da adesão à campanha do pessedista.

Presidente do Republicanos de Mauá e coordenador regional da legenda, Erisson Pessoa quebrou o protocolo ao anunciar Luizão como vice. No fim de seu discurso, de mea culpa em ter apoiado Atila e de olhar para o futuro, Erisson chamou Luizão, tirou a máscara do aliado e disse que Republicanos iria defender seu nome para vice. Na sequência, Veríssimo formalizou o convite.

Ex-secretário de Governo na interinidade da vice-prefeita Alaíde Damo (MDB) – com as prisões e cassação de Atila –, Veríssimo relembrou os episódios polêmicos envolvendo o prefeito mauaense. Atila foi detido duas vezes em operações da PF (Polícia Federal), primeira vez acusado de desviar recursos de contratos da merenda escolar e depois por pagar mensalinho a vereadores. Cassado na sequência. Ele reverteu todas as ações na Justiça.

“O mauaense tem visto mandatários conduzidos à cadeia. Vemos um quadro de funcionários desanimados e com medo. Uma cidade à deriva, cofres públicos esvaziados, políticas públicas descontinuadas. É preciso olhar para o futuro”, afirmou o pessedista, que por vezes chorou e pausou o discurso. “Muita gente que não concorda com essa ruína. Que tem honra, vergonha na cara. Que quer dizer basta a tudo isso de ruim que acontece em Mauá. O sonho é possível de ver a cidade reconstruída. Queremos governo honesto e de mãos limpas. Sem truques. Sem ver gente que aperta a mão buscando subtrair o que nela contém. Mauá precisa de um governo que traga paz.”

A atividade contou com a participação do deputado federal Alex Manente (Cidadania), de São Bernardo. E mensagens gravadas dos parlamentares Alex de Madureira (PSD, estadual), Altair Moraes (Republicanos, estadual), Renata Abreu (Podemos, federal) e Márcio da Farmácia (Podemos, estadual), representando partidos que estarão no arco de aliados – formado por PSD, Cidadania, Podemos, Republicanos e PSC. Diretora da Fama (Faculdade de Mauá), Eliana Vileide (Republicanos) foi anunciada como coordenadora do plano de governo. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ataques a Atila marcam convenção de Veríssimo à Prefeitura de Mauá

Ex-juiz homologa candidatura, terá Luizão como vice e diz que cidade está de joelhos e com medo

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

14/09/2020 | 21:20


O ato de homologação da candidatura do ex-juiz João Veríssimo (PSD) à Prefeitura de Mauá foi palco de críticas ao governo do prefeito Atila Jacomussi (PSB), dando o tom de como o pessedista desenhará sua campanha ao Paço. “Não podemos ver a cidade de joelhos, o povo com medo, em um município que se acostumou com o escárnio nas redes sociais e TV. Mauá precisa olhar para o futuro”, disse Veríssimo.

A atividade também serviu para apresentação de Luizão da Comunidade (Cidadania) como vice. Luizão era pré-candidato a prefeito e retirou o projeto para apoiar Veríssimo. Até horas antes da convenção, havia incerteza sobre quem seria o número dois da chapa, uma vez que se especulava que o Republicanos, partido ligado à Igreja Universal, iria exigir o posto em troca da adesão à campanha do pessedista.

Presidente do Republicanos de Mauá e coordenador regional da legenda, Erisson Pessoa quebrou o protocolo ao anunciar Luizão como vice. No fim de seu discurso, de mea culpa em ter apoiado Atila e de olhar para o futuro, Erisson chamou Luizão, tirou a máscara do aliado e disse que Republicanos iria defender seu nome para vice. Na sequência, Veríssimo formalizou o convite.

Ex-secretário de Governo na interinidade da vice-prefeita Alaíde Damo (MDB) – com as prisões e cassação de Atila –, Veríssimo relembrou os episódios polêmicos envolvendo o prefeito mauaense. Atila foi detido duas vezes em operações da PF (Polícia Federal), primeira vez acusado de desviar recursos de contratos da merenda escolar e depois por pagar mensalinho a vereadores. Cassado na sequência. Ele reverteu todas as ações na Justiça.

“O mauaense tem visto mandatários conduzidos à cadeia. Vemos um quadro de funcionários desanimados e com medo. Uma cidade à deriva, cofres públicos esvaziados, políticas públicas descontinuadas. É preciso olhar para o futuro”, afirmou o pessedista, que por vezes chorou e pausou o discurso. “Muita gente que não concorda com essa ruína. Que tem honra, vergonha na cara. Que quer dizer basta a tudo isso de ruim que acontece em Mauá. O sonho é possível de ver a cidade reconstruída. Queremos governo honesto e de mãos limpas. Sem truques. Sem ver gente que aperta a mão buscando subtrair o que nela contém. Mauá precisa de um governo que traga paz.”

A atividade contou com a participação do deputado federal Alex Manente (Cidadania), de São Bernardo. E mensagens gravadas dos parlamentares Alex de Madureira (PSD, estadual), Altair Moraes (Republicanos, estadual), Renata Abreu (Podemos, federal) e Márcio da Farmácia (Podemos, estadual), representando partidos que estarão no arco de aliados – formado por PSD, Cidadania, Podemos, Republicanos e PSC. Diretora da Fama (Faculdade de Mauá), Eliana Vileide (Republicanos) foi anunciada como coordenadora do plano de governo. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;