Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Marinho oficializa sua candidatura e ataca governo tucano

Reprodução Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ex-prefeito petista disse que atual gestão 'virou as costas para a população' e promete atender as necessidades da cidade; Lula não participou do evento porque teve crise de labirintite


Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

06/09/2020 | 13:23


Depois de quatro anos longe da cadeira principal do Executivo de São Bernardo, Luiz Marinho (PT) quer voltar. Tanto que acaba de oficializar sua candidatura a prefeito da cidade, junto à vice, Ana Paula Lupino (PTB), em convenção virtual. “Esta será a campanha da esperança da retomada de São Bernardo pelas mãos da nossa gente, pelas mãos da nosso povo”, clamou o petista, que foi prefeito da cidade entre os anos de 2009 e 2016.

Último a discursar em evento que reuniu políticos importantes, não só do PT - ex-prefeito Fernando Haddad, a ex-presidente Dilma Rousseff e a presidente nacional da sigla, Gleisi Hoffmann - como de correligionários, Marinho foi sucinto em suas promessas, mas não poupou críticas a seu sucessor, Orlando Morando (PSDB). “A nossa cidade tem tem sido governada de costas para a maioria desta população. Este prefeito elegeu como prioridade seus amigos e parceiros de negócios, faz apenas propaganda e marketing, que não tem nenhuma aderência com as necessidades de nossa gente. Fez praças parques que de parques não tem nada, têm o tamanho de uma mesa de bilhar”, afirmou.

Segundo ele, na gestão tucana, como já acontecia com seu antecessor, William Dib (PSB), a população foi afastada das decisões da cidade. “Em 2008 recebemos a cidade pelas mãos de um governo desastroso. Famílias viviam em péssimas condições, com unidades de saúde e escolas caindo, literalmente, aos pedaços, com falta de segurança, falta de capacidade de investimento, perdendo recursos federais por não apresentar projeto. Conseguimos, com a ajuda do presidente Lula, voltar fazer a cidade crescer e a entregamos redonda, mas o governo sucessor não atendeu às necessidades do povo”, reclamou. O presidente Lula não participou da convenção, justificou Marinho, por estar com crise de labirintite e sem condições de falar. “Mas ele garantiu que estará ao nosso lado durante a campanha. Vamos retomar o caminho da esperança na cidade”, convocou.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Marinho oficializa sua candidatura e ataca governo tucano

Ex-prefeito petista disse que atual gestão 'virou as costas para a população' e promete atender as necessidades da cidade; Lula não participou do evento porque teve crise de labirintite

Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

06/09/2020 | 13:23


Depois de quatro anos longe da cadeira principal do Executivo de São Bernardo, Luiz Marinho (PT) quer voltar. Tanto que acaba de oficializar sua candidatura a prefeito da cidade, junto à vice, Ana Paula Lupino (PTB), em convenção virtual. “Esta será a campanha da esperança da retomada de São Bernardo pelas mãos da nossa gente, pelas mãos da nosso povo”, clamou o petista, que foi prefeito da cidade entre os anos de 2009 e 2016.

Último a discursar em evento que reuniu políticos importantes, não só do PT - ex-prefeito Fernando Haddad, a ex-presidente Dilma Rousseff e a presidente nacional da sigla, Gleisi Hoffmann - como de correligionários, Marinho foi sucinto em suas promessas, mas não poupou críticas a seu sucessor, Orlando Morando (PSDB). “A nossa cidade tem tem sido governada de costas para a maioria desta população. Este prefeito elegeu como prioridade seus amigos e parceiros de negócios, faz apenas propaganda e marketing, que não tem nenhuma aderência com as necessidades de nossa gente. Fez praças parques que de parques não tem nada, têm o tamanho de uma mesa de bilhar”, afirmou.

Segundo ele, na gestão tucana, como já acontecia com seu antecessor, William Dib (PSB), a população foi afastada das decisões da cidade. “Em 2008 recebemos a cidade pelas mãos de um governo desastroso. Famílias viviam em péssimas condições, com unidades de saúde e escolas caindo, literalmente, aos pedaços, com falta de segurança, falta de capacidade de investimento, perdendo recursos federais por não apresentar projeto. Conseguimos, com a ajuda do presidente Lula, voltar fazer a cidade crescer e a entregamos redonda, mas o governo sucessor não atendeu às necessidades do povo”, reclamou. O presidente Lula não participou da convenção, justificou Marinho, por estar com crise de labirintite e sem condições de falar. “Mas ele garantiu que estará ao nosso lado durante a campanha. Vamos retomar o caminho da esperança na cidade”, convocou.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;