Fechar
Publicidade

Domingo, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Indústria opera 6% abaixo do nível de fevereiro, pré-pandemia, diz IBGE

Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


03/09/2020 | 11:44


A alta de 8,0% na produção industrial em julho ante junho fez o setor acumular 28,8% de crescimento em três meses, mas o resultado ainda foi insuficiente para recuperar a perda de 27% registrada em março e abril, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A indústria opera 6% abaixo do patamar de fevereiro, pré-pandemia.

"Foi importante essa sequência de resultados positivos para o setor industrial. Mas para explicar a magnitude de avanço e o espalhamento (entre as atividades), é importante observar a base de comparação depreciada", observou André Macedo, gerente da Coordenação de Indústria do IBGE.

A perda industrial ainda é disseminada entre as categorias de uso ante o patamar pré-pandemia. Os bens de capital estão 15,8% abaixo do patamar de fevereiro, enquanto os bens de consumo duráveis operam 15,2% aquém.

Os bens intermediários estão 1,1% abaixo do patamar pré-pandemia, e os bens semiduráveis e não duráveis operam 4,8% abaixo.

"A gente está falando de avanços que romperam uma queda mais intensa do setor industrial, mas que cresceram em cima de algo que tinha perdido muito", ressaltou André Macedo. "O setor industrial vai precisar de crescimentos em sequência nos próximos meses para que possa se recuperar. Todas as categorias econômicas estão abaixo do patamar que elas operavam em fevereiro último", concluiu.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Indústria opera 6% abaixo do nível de fevereiro, pré-pandemia, diz IBGE


03/09/2020 | 11:44


A alta de 8,0% na produção industrial em julho ante junho fez o setor acumular 28,8% de crescimento em três meses, mas o resultado ainda foi insuficiente para recuperar a perda de 27% registrada em março e abril, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A indústria opera 6% abaixo do patamar de fevereiro, pré-pandemia.

"Foi importante essa sequência de resultados positivos para o setor industrial. Mas para explicar a magnitude de avanço e o espalhamento (entre as atividades), é importante observar a base de comparação depreciada", observou André Macedo, gerente da Coordenação de Indústria do IBGE.

A perda industrial ainda é disseminada entre as categorias de uso ante o patamar pré-pandemia. Os bens de capital estão 15,8% abaixo do patamar de fevereiro, enquanto os bens de consumo duráveis operam 15,2% aquém.

Os bens intermediários estão 1,1% abaixo do patamar pré-pandemia, e os bens semiduráveis e não duráveis operam 4,8% abaixo.

"A gente está falando de avanços que romperam uma queda mais intensa do setor industrial, mas que cresceram em cima de algo que tinha perdido muito", ressaltou André Macedo. "O setor industrial vai precisar de crescimentos em sequência nos próximos meses para que possa se recuperar. Todas as categorias econômicas estão abaixo do patamar que elas operavam em fevereiro último", concluiu.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;