Fechar
Publicidade

Domingo, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

Dicas para começar a investir em criptomoedas

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Da Redação, com assessoria
Do 33Giga

31/08/2020 | 12:48


O Brasil é um dos países que mais pesquisa por Bitcoin no mundo. No entanto, apesar da alta procura apontada pelo levantamento da BlockchainCenter com dados do Google Trends, algumas pessoas ainda têm dúvida de como investir neste mercado. Para te ajudar a entender melhor este ativo, confira quatro dicas para apostar em criptomoedas agora. As sugestões são do Daniel Coquieri, COO da BitcoinTrade.

Leia mais:
5 canais do YouTube para aprender sobre Bitcoin e criptomoedas
Como encontrar a corretora ideal para investir em criptomoedas
Desafio Cripto: conheça o reality show que ensina a investir em criptomoedas

1. Estude o mercado

Para quem quer começar a investir, o primeiro passo é estudar o mercado. Vale a pena ler sobre o assunto, tirar dúvidas com especialistas e com quem já investe há algum tempo, além de procurar pelo máximo de informações possíveis sobre o assunto.

O conceito é relativamente novo e deixa algumas pessoas apreensivas em se aventurar nesse tipo de investimento. Mas, apesar de serem desestatizadas e provenientes apenas da tecnologia, as criptomoedas já são aceitas em alguns países como moeda de troca – o que demonstra a força de mercado deste tipo de ativo.

2. Escolha a moeda ideal para investir – e diversifique

Além do Bitcoin, que é a criptomoeda mais conhecida, existem outros modelos. Hoje, as mais usadas são: Ethereum, Ripple e Litecoin. Escolha aquela que mais combina com seu perfil de investidor, mas não aposte apenas em uma delas. Diversifique suas apostas e conheça todas as possibilidades oferecidas por cada uma delas.

O funcionamento das moedas digitais é semelhante à compra e venda de ações. As variações de preço podem proporcionar rendimentos interessantes para investidores dispostos a entrar nesse mercado.

3. Calcule riscos e impactos

Ter cautela é uma regra para todo e qualquer investimento, até mesmo porque as criptomoedas são voláteis e não têm rendimento garantido. Conhecer os termos contratados, realizar um estudo anterior, ler depoimentos de quem já opera no mercado, além de calcular os riscos e impactos nas próprias finanças são algumas das tarefas essenciais para ter sucesso.

Inclusive, para investidores experientes, é importante ter a consciência de que cada mercado se comporta de uma maneira própria. Dessa forma, é necessário certa cautela para que decisões erradas não comprometam suas contas.

4. Procure por uma exchange de confiança

As exchanges são plataformas nas quais ocorre a troca de moedas virtuais. Elas funcionam como corretoras no mercado de ações, conectando quem quer comprar com quem quer vender suas criptomoedas. É possível encontrar empresas como essas em todo o mundo. Entretanto, as definições acerca das taxas, comissões e métodos de pagamento variam entre elas. Dê preferência por uma que tenha certificações reconhecidas de segurança, além de oferecer instruções básicas e tirar dúvidas de seus investidores.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dicas para começar a investir em criptomoedas

Da Redação, com assessoria
Do 33Giga

31/08/2020 | 12:48


O Brasil é um dos países que mais pesquisa por Bitcoin no mundo. No entanto, apesar da alta procura apontada pelo levantamento da BlockchainCenter com dados do Google Trends, algumas pessoas ainda têm dúvida de como investir neste mercado. Para te ajudar a entender melhor este ativo, confira quatro dicas para apostar em criptomoedas agora. As sugestões são do Daniel Coquieri, COO da BitcoinTrade.

Leia mais:
5 canais do YouTube para aprender sobre Bitcoin e criptomoedas
Como encontrar a corretora ideal para investir em criptomoedas
Desafio Cripto: conheça o reality show que ensina a investir em criptomoedas

1. Estude o mercado

Para quem quer começar a investir, o primeiro passo é estudar o mercado. Vale a pena ler sobre o assunto, tirar dúvidas com especialistas e com quem já investe há algum tempo, além de procurar pelo máximo de informações possíveis sobre o assunto.

O conceito é relativamente novo e deixa algumas pessoas apreensivas em se aventurar nesse tipo de investimento. Mas, apesar de serem desestatizadas e provenientes apenas da tecnologia, as criptomoedas já são aceitas em alguns países como moeda de troca – o que demonstra a força de mercado deste tipo de ativo.

2. Escolha a moeda ideal para investir – e diversifique

Além do Bitcoin, que é a criptomoeda mais conhecida, existem outros modelos. Hoje, as mais usadas são: Ethereum, Ripple e Litecoin. Escolha aquela que mais combina com seu perfil de investidor, mas não aposte apenas em uma delas. Diversifique suas apostas e conheça todas as possibilidades oferecidas por cada uma delas.

O funcionamento das moedas digitais é semelhante à compra e venda de ações. As variações de preço podem proporcionar rendimentos interessantes para investidores dispostos a entrar nesse mercado.

3. Calcule riscos e impactos

Ter cautela é uma regra para todo e qualquer investimento, até mesmo porque as criptomoedas são voláteis e não têm rendimento garantido. Conhecer os termos contratados, realizar um estudo anterior, ler depoimentos de quem já opera no mercado, além de calcular os riscos e impactos nas próprias finanças são algumas das tarefas essenciais para ter sucesso.

Inclusive, para investidores experientes, é importante ter a consciência de que cada mercado se comporta de uma maneira própria. Dessa forma, é necessário certa cautela para que decisões erradas não comprometam suas contas.

4. Procure por uma exchange de confiança

As exchanges são plataformas nas quais ocorre a troca de moedas virtuais. Elas funcionam como corretoras no mercado de ações, conectando quem quer comprar com quem quer vender suas criptomoedas. É possível encontrar empresas como essas em todo o mundo. Entretanto, as definições acerca das taxas, comissões e métodos de pagamento variam entre elas. Dê preferência por uma que tenha certificações reconhecidas de segurança, além de oferecer instruções básicas e tirar dúvidas de seus investidores.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;