Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 28 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Universo adolescente de maneira on-line

Reflexões dos jovens servem de material para os episódios de ‘De Cima do Muro – A Série’


Luís Felipe Soares

29/08/2020 | 23:59


Os planos da Cia de teatro adolescente Teencompany, de São Paulo, para o começo deste ano envolvia o desenvolvimento do musical De Cima do Muro. Mas a pandemia da Covid-19 mudou a estratégia ao redor do projeto, cuja estreia nos palcos estava agendada para abril e está adiada sem qualquer previsão. Para que o trabalho não ficasse parado, os envolvidos resolveram por transformar parte dos conflitos juvenis dissolvidos na peça em um seriado on-line que tem ganhado forma na internet e busca divertir e causar reflexão no público teen.

O grupo teatral aproveitou a quarentena contra o novo coronavírus para montar De Cima do Muro – A Série, com episódios colocados semanalmente no YouTube para play gratuito. A gravação ocorreu de maneira isolada, todos em suas casas e com ajuda de câmeras e celulares em seus quartos e outros cômodos de suas casas. Os jovens ‘contracenam’ como se estivessem em vídeochamadas, com os contos se desenvolvendo com a junção dos personagens.

“Conversamos e chegamos à conclusão de que uma websérie seria nossa solução, porque poderíamos continuar com o projeto e já apresentar alguns assuntos para o público”, conta a andreense Luiza de Mendonça Boueri Poroca, 16 anos, uma das integrantes. “Sempre estivemos muito envolvidos, então muitas ideias partiram dos adolescentes. O mais surreal era ver todo mundo em casa gravando, se dedicando, mas, ao mesmo tempo, juntinhos vivendo esse sonho.”

O projeto digital mescla comédia, alegrias, tristezas e muitas incertezas para passear por variados temas dentro do universo juvenil, casos de mudanças – mentais, espirituais e para outras casas e cidades – e questionamentos sobre o que está por vir. A ideia é que o programa revele fatos que antecedem os que deverão fazer parte da peça, com variados núcleos interagindo de maneira separada. Músicas e coreografias sempre encontram espaço.

No meio disso tudo, Luiza interpreta Id, como se fosse a consciência dos adolescentes e que ajuda a revelar como eles observam várias situações – com eles ficando em cima do muro em diversas situações. Ao mesmo, também é responsável pela edição dos episódios, uma vez que chamou a atenção da companhia quando enviou material sobre sua participação já com cortes e edições diferenciadas. “Já tive canal no YouTube, então conhecia um pouco desse tipo de trabalho. Sempre me interessei. Tinha que ter essa cara adolescente, com espaços para memes e efeitos.”

Outro talento local que faz parte da companhia é Matheus Goes Alves Batista, 15. Ele dá vida a JP, o mais inteligente da turma e apresentado como um nerd apaixonado por leitura e videogames. Segundo ele, as perspectivas artísticas aumentaram com a mudança de plataforma. “No teatro, tudo é ao vivo. Ou seja, se 

acontece algum imprevisto, temos que improvisar e continuar a cena. Além disso, conseguimos sentir a energia do público. No programa, podemos gravar até acharmos que foi o melhor take. Nunca tinha gravado uma websérie. Está sendo uma experiência nova e muito divertida.”

O andreense acredita que o tempo em distanciamento físico está sendo positivo para que as pessoas valorizem o universo cultural. “A cultura e o entretenimento são essenciais para todos. Acredito que, na quarentena, as pessoas passaram a perceber o quão importante a indústria do entretenimento é, haja vista que nós estamos passando mais tempo na Netflix, lendo livros, ouvindo música etc.”

O seriado conta com cinco episódios, cada um com cerca de dez minutos de duração. Os capítulos são postados todas as quartas-feiras, às 19h, no canal De Cima do Muro – O Musical, com mais de 400 inscritos e milhares de visualizações dos dois materiais já colocados no ar. Novos personagens e discussões serão apresentados até o fim de setembro, com possíveis risadas, tristezas e pensamentos servindo de aquecimento para a futura peça da companhia.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Universo adolescente de maneira on-line

Reflexões dos jovens servem de material para os episódios de ‘De Cima do Muro – A Série’

Luís Felipe Soares

29/08/2020 | 23:59


Os planos da Cia de teatro adolescente Teencompany, de São Paulo, para o começo deste ano envolvia o desenvolvimento do musical De Cima do Muro. Mas a pandemia da Covid-19 mudou a estratégia ao redor do projeto, cuja estreia nos palcos estava agendada para abril e está adiada sem qualquer previsão. Para que o trabalho não ficasse parado, os envolvidos resolveram por transformar parte dos conflitos juvenis dissolvidos na peça em um seriado on-line que tem ganhado forma na internet e busca divertir e causar reflexão no público teen.

O grupo teatral aproveitou a quarentena contra o novo coronavírus para montar De Cima do Muro – A Série, com episódios colocados semanalmente no YouTube para play gratuito. A gravação ocorreu de maneira isolada, todos em suas casas e com ajuda de câmeras e celulares em seus quartos e outros cômodos de suas casas. Os jovens ‘contracenam’ como se estivessem em vídeochamadas, com os contos se desenvolvendo com a junção dos personagens.

“Conversamos e chegamos à conclusão de que uma websérie seria nossa solução, porque poderíamos continuar com o projeto e já apresentar alguns assuntos para o público”, conta a andreense Luiza de Mendonça Boueri Poroca, 16 anos, uma das integrantes. “Sempre estivemos muito envolvidos, então muitas ideias partiram dos adolescentes. O mais surreal era ver todo mundo em casa gravando, se dedicando, mas, ao mesmo tempo, juntinhos vivendo esse sonho.”

O projeto digital mescla comédia, alegrias, tristezas e muitas incertezas para passear por variados temas dentro do universo juvenil, casos de mudanças – mentais, espirituais e para outras casas e cidades – e questionamentos sobre o que está por vir. A ideia é que o programa revele fatos que antecedem os que deverão fazer parte da peça, com variados núcleos interagindo de maneira separada. Músicas e coreografias sempre encontram espaço.

No meio disso tudo, Luiza interpreta Id, como se fosse a consciência dos adolescentes e que ajuda a revelar como eles observam várias situações – com eles ficando em cima do muro em diversas situações. Ao mesmo, também é responsável pela edição dos episódios, uma vez que chamou a atenção da companhia quando enviou material sobre sua participação já com cortes e edições diferenciadas. “Já tive canal no YouTube, então conhecia um pouco desse tipo de trabalho. Sempre me interessei. Tinha que ter essa cara adolescente, com espaços para memes e efeitos.”

Outro talento local que faz parte da companhia é Matheus Goes Alves Batista, 15. Ele dá vida a JP, o mais inteligente da turma e apresentado como um nerd apaixonado por leitura e videogames. Segundo ele, as perspectivas artísticas aumentaram com a mudança de plataforma. “No teatro, tudo é ao vivo. Ou seja, se 

acontece algum imprevisto, temos que improvisar e continuar a cena. Além disso, conseguimos sentir a energia do público. No programa, podemos gravar até acharmos que foi o melhor take. Nunca tinha gravado uma websérie. Está sendo uma experiência nova e muito divertida.”

O andreense acredita que o tempo em distanciamento físico está sendo positivo para que as pessoas valorizem o universo cultural. “A cultura e o entretenimento são essenciais para todos. Acredito que, na quarentena, as pessoas passaram a perceber o quão importante a indústria do entretenimento é, haja vista que nós estamos passando mais tempo na Netflix, lendo livros, ouvindo música etc.”

O seriado conta com cinco episódios, cada um com cerca de dez minutos de duração. Os capítulos são postados todas as quartas-feiras, às 19h, no canal De Cima do Muro – O Musical, com mais de 400 inscritos e milhares de visualizações dos dois materiais já colocados no ar. Novos personagens e discussões serão apresentados até o fim de setembro, com possíveis risadas, tristezas e pensamentos servindo de aquecimento para a futura peça da companhia.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;