Fechar
Publicidade

Sábado, 16 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Mudança de batalhão da PM gera revolta em São Bernardo

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Moradores do Jardim do Mar temem aumento da violência; corporação e Prefeitura alegam que área seguirá com policiamento


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

27/08/2020 | 00:01


Moradores do bairro Jardim do Mar, em São Bernardo, estão insatisfeitos com a decisão da Prefeitura de mudar o local do 6º BPM/M (Batalhão da Polícia Militar Metropolitano). O equipamento foi transferido da Rua Lígure para a Rua Max Mangels Sênior, na região do Jardim Calux, e as novas instalações foram entregues em 10 de agosto. O temor dos munícipes é que haja aumento nos crimes contra o patrimônio, como furto e roubo.

O profissional liberal André Gustavo de Almeida, 45 anos, relata que o batalhão está no local há pelo menos 50 anos e que já existe um vínculo entre os policiais e os vizinhos. No ano passado, quando começaram os rumores sobre a troca de endereço, os moradores organizaram um abaixo-assinado para pedir a permanência do equipamento. “O prefeito Orlando Morando (PSDB) garantiu que o batalhão não sairia daqui e o que a gente vê agora são só os caminhões de mudança”, lamentou. “Com a polícia aqui já acontecem crimes, imagina quando forem embora”, questionou.

Para Almeida, a boa localização do endereço na Rua Lígure, com fácil acesso à Rodovia Anchieta, é apenas um dos motivos que deveriam fazer a administração manter o batalhão no Jardim do Mar. “O que a gente sabe é que o terreno é da Prefeitura e dizem que foi vendido para um supermercado”, completou.

Questionada sobre a mudança, a PM (Polícia Militar) afirmou que todas as ações de patrulhamento ostensivo e preventivo em São Bernardo seguem normalmente e que a mudança da sede do 6º BPM/M não interfere na rotina do policiamento local, tendo em vista que os policiais permanecerão na antiga sede, que será transformada em base comunitária de segurança. “O novo imóvel abrigará de forma mais adequada o 6º BPM/M, visando à melhoria da qualidade do atendimento da região”, completou, em nota.

A Prefeitura de São Bernardo, por sua vez, informou que o imóvel da Rua Lígure continua sob uso da Polícia Militar, abrigando efetivos da Companhia da Força Tática. A administração alegou que não houve qualquer prejuízo no policiamento da região do Jardim do Mar, que também recebe patrulhamento contínuo por parte da GCM (Guarda Civil Municipal). “Além disso, o bairro foi contemplado no último dia 30 de junho com a primeira DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) com funcionamento 24 horas na região”, pontuou o comunicado da Prefeitura.

A administração explicou que a mudança teve como objetivo unir as sedes administrativas do 6º e do 40º Batalhão, na Rua Max Mangels Sênior, no Jardim Calux, “garantindo melhores condições de trabalho para o efetivo, por meio de investimento de R$ 330 mil em obras e melhorias”. A Prefeitura afirmou que a mudança atendeu a uma antiga demanda da corporação e vai beneficiar toda a região do Planalto, Jardim Calux e Jardim Beatriz com um novo equipamento de segurança”.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mudança de batalhão da PM gera revolta em São Bernardo

Moradores do Jardim do Mar temem aumento da violência; corporação e Prefeitura alegam que área seguirá com policiamento

Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

27/08/2020 | 00:01


Moradores do bairro Jardim do Mar, em São Bernardo, estão insatisfeitos com a decisão da Prefeitura de mudar o local do 6º BPM/M (Batalhão da Polícia Militar Metropolitano). O equipamento foi transferido da Rua Lígure para a Rua Max Mangels Sênior, na região do Jardim Calux, e as novas instalações foram entregues em 10 de agosto. O temor dos munícipes é que haja aumento nos crimes contra o patrimônio, como furto e roubo.

O profissional liberal André Gustavo de Almeida, 45 anos, relata que o batalhão está no local há pelo menos 50 anos e que já existe um vínculo entre os policiais e os vizinhos. No ano passado, quando começaram os rumores sobre a troca de endereço, os moradores organizaram um abaixo-assinado para pedir a permanência do equipamento. “O prefeito Orlando Morando (PSDB) garantiu que o batalhão não sairia daqui e o que a gente vê agora são só os caminhões de mudança”, lamentou. “Com a polícia aqui já acontecem crimes, imagina quando forem embora”, questionou.

Para Almeida, a boa localização do endereço na Rua Lígure, com fácil acesso à Rodovia Anchieta, é apenas um dos motivos que deveriam fazer a administração manter o batalhão no Jardim do Mar. “O que a gente sabe é que o terreno é da Prefeitura e dizem que foi vendido para um supermercado”, completou.

Questionada sobre a mudança, a PM (Polícia Militar) afirmou que todas as ações de patrulhamento ostensivo e preventivo em São Bernardo seguem normalmente e que a mudança da sede do 6º BPM/M não interfere na rotina do policiamento local, tendo em vista que os policiais permanecerão na antiga sede, que será transformada em base comunitária de segurança. “O novo imóvel abrigará de forma mais adequada o 6º BPM/M, visando à melhoria da qualidade do atendimento da região”, completou, em nota.

A Prefeitura de São Bernardo, por sua vez, informou que o imóvel da Rua Lígure continua sob uso da Polícia Militar, abrigando efetivos da Companhia da Força Tática. A administração alegou que não houve qualquer prejuízo no policiamento da região do Jardim do Mar, que também recebe patrulhamento contínuo por parte da GCM (Guarda Civil Municipal). “Além disso, o bairro foi contemplado no último dia 30 de junho com a primeira DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) com funcionamento 24 horas na região”, pontuou o comunicado da Prefeitura.

A administração explicou que a mudança teve como objetivo unir as sedes administrativas do 6º e do 40º Batalhão, na Rua Max Mangels Sênior, no Jardim Calux, “garantindo melhores condições de trabalho para o efetivo, por meio de investimento de R$ 330 mil em obras e melhorias”. A Prefeitura afirmou que a mudança atendeu a uma antiga demanda da corporação e vai beneficiar toda a região do Planalto, Jardim Calux e Jardim Beatriz com um novo equipamento de segurança”.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;