Fechar
Publicidade

Domingo, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

7 dicas indispensáveis para fazer trilhas pelo Peru

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Redação
Do Rota de Férias

21/08/2020 | 10:18


O Peru é um dos destinos mais procurados por turistas em todo mundo. Suas cordilheiras e paisagens naturais são grandes atrativos para os fãs de viagens. As trilhas (trekking) figuram entre as atividades mais populares do país. Confira algumas delas e veja dicas imprescindíveis para ter uma experiência inesquecível.

Melhores destinos

1. Trilha Inca

É a mais conhecida do Peru, e uma das cinco mais famosas do mundo. O extenso percurso foi construído durante o Império Inca e tem cerca de 43 km de extensão. O caminho leva até a cidade lendária de Machu Picchu, uma das 7 Maravilhas do Mundo.

A caminhada pela Trilha Inca tem uma duração de quatro dias e três noites, e os desbravadores podem aproveitar a beleza natural do local, além de observar os sítios arqueológicos dos antigos nativos.

2. Trilha Inca Jungle

A trilha foi feita para os mais aventureiros. Se você é um deles, vai descobrir que essa experiência é inesquecível e repleta de atividades alternativas, desde tirolesa, mountain bike e caminhada por percursos estreitos.

Para ter conforto entre trilhas como a Inca Jungle, o Peru oferece inúmeros resorts, que, além de serem famosos pelas atividades de trekking e caminhadas pelas matas, são luxuosos espaços de lazer e diversão, como seus cassinos temáticos. Fãs de apostas que ainda não tiveram a oportunidade de desfrutar uma viagem pela América Latina e aproveitar um dos pontos principais da jogatina no continente, podem aproveitar diversos sites que oferecem apostas grátis com uma boa dose de desafio e diversão.

3. Salkantay

Se está afim de um caminho desafiador, mas repleto de lugares espetaculares e muitos picos nevados, cachoeiras e lagos de degelo, Salkantay é o lugar certo para você. Apesar de não apresentar parques arqueológicos ao longo do trajeto, o cenário é de tirar o fôlego.

4. Trilha da Montanha 7 cores

O local é um espetáculo colorido, e quem viu nunca vai esquecer esse presente da mãe-natureza. Além da beleza natural, é possível conhecer diversos vilarejos e pessoas hospitaleiras durante a caminhada.

5. Inca Lares

A estrada passa por locais remotos e repletos das mais belas paisagens que se situam entre vales e montanhas. O lugar está imerso em muitos desafios, cultura e história sobre os Incas.

Principais dicas para os viajantes com destino ao Peru

1. Planejamento

Ao realizar qualquer trilha, é preciso fazer um planejamento com bastante antecedência. Além disso é necessário encontrar uma agência de viagens especializada e com credibilidade, que ofereça pacotes para o local desejado – geralmente, os trâmites devem ser realizados com seis meses de antecedência.

2. Higiene pessoal

Nos locais de acampamento ao longo do trajeto, há diversos chuveiros e sanitários que costumam atender a necessidade básica de todos. Porém, prepare-se para um banho com água bem fria.

3. O que levar?

Saco de dormir, protetor solar, mochila de até 10 quilos, lanterna e pilhas, kit de primeiros socorros e de higiene pessoal, calçado para trekking, lanches rápidos (amendoim, chocolates, frutas secas), boné e óculos de sol não podem ficar de fora. Além disso, vale a pena escolher sempre roupas confortáveis.

4. Preparo físico

É recomendável que meses antes de realizar o trekking pelo Peru, os aventureiros façam atividades como corridas, alongamentos e caminhadas.

5. Clima

Recomenda-se observar como estará o clima no país na época da sua viagem, sendo preferível evitar a temporada de chuvas, que ocorre entre janeiro e março. 

6. Refeições

Geralmente as refeições são preparadas pela equipe da agência de viagens contratada. Contudo, é possível levar alguns lanches.

7.  Fazer trilha sozinho

Por motivos de segurança, é proibido realizar o trekking pelo Peru sozinho. Portanto, deve-se formar grupos de pelo menos duas pessoas ou participar de um grupo de no máximo 10 companheiros, sempre acompanhados de um guia certificado. Os guias geralmente falam português. Além disso, eles têm bastante conhecimento geográfico e histórico sobre o caminho percorrido.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

7 dicas indispensáveis para fazer trilhas pelo Peru

Redação
Do Rota de Férias

21/08/2020 | 10:18


O Peru é um dos destinos mais procurados por turistas em todo mundo. Suas cordilheiras e paisagens naturais são grandes atrativos para os fãs de viagens. As trilhas (trekking) figuram entre as atividades mais populares do país. Confira algumas delas e veja dicas imprescindíveis para ter uma experiência inesquecível.

Melhores destinos

1. Trilha Inca

É a mais conhecida do Peru, e uma das cinco mais famosas do mundo. O extenso percurso foi construído durante o Império Inca e tem cerca de 43 km de extensão. O caminho leva até a cidade lendária de Machu Picchu, uma das 7 Maravilhas do Mundo.

A caminhada pela Trilha Inca tem uma duração de quatro dias e três noites, e os desbravadores podem aproveitar a beleza natural do local, além de observar os sítios arqueológicos dos antigos nativos.

2. Trilha Inca Jungle

A trilha foi feita para os mais aventureiros. Se você é um deles, vai descobrir que essa experiência é inesquecível e repleta de atividades alternativas, desde tirolesa, mountain bike e caminhada por percursos estreitos.

Para ter conforto entre trilhas como a Inca Jungle, o Peru oferece inúmeros resorts, que, além de serem famosos pelas atividades de trekking e caminhadas pelas matas, são luxuosos espaços de lazer e diversão, como seus cassinos temáticos. Fãs de apostas que ainda não tiveram a oportunidade de desfrutar uma viagem pela América Latina e aproveitar um dos pontos principais da jogatina no continente, podem aproveitar diversos sites que oferecem apostas grátis com uma boa dose de desafio e diversão.

3. Salkantay

Se está afim de um caminho desafiador, mas repleto de lugares espetaculares e muitos picos nevados, cachoeiras e lagos de degelo, Salkantay é o lugar certo para você. Apesar de não apresentar parques arqueológicos ao longo do trajeto, o cenário é de tirar o fôlego.

4. Trilha da Montanha 7 cores

O local é um espetáculo colorido, e quem viu nunca vai esquecer esse presente da mãe-natureza. Além da beleza natural, é possível conhecer diversos vilarejos e pessoas hospitaleiras durante a caminhada.

5. Inca Lares

A estrada passa por locais remotos e repletos das mais belas paisagens que se situam entre vales e montanhas. O lugar está imerso em muitos desafios, cultura e história sobre os Incas.

Principais dicas para os viajantes com destino ao Peru

1. Planejamento

Ao realizar qualquer trilha, é preciso fazer um planejamento com bastante antecedência. Além disso é necessário encontrar uma agência de viagens especializada e com credibilidade, que ofereça pacotes para o local desejado – geralmente, os trâmites devem ser realizados com seis meses de antecedência.

2. Higiene pessoal

Nos locais de acampamento ao longo do trajeto, há diversos chuveiros e sanitários que costumam atender a necessidade básica de todos. Porém, prepare-se para um banho com água bem fria.

3. O que levar?

Saco de dormir, protetor solar, mochila de até 10 quilos, lanterna e pilhas, kit de primeiros socorros e de higiene pessoal, calçado para trekking, lanches rápidos (amendoim, chocolates, frutas secas), boné e óculos de sol não podem ficar de fora. Além disso, vale a pena escolher sempre roupas confortáveis.

4. Preparo físico

É recomendável que meses antes de realizar o trekking pelo Peru, os aventureiros façam atividades como corridas, alongamentos e caminhadas.

5. Clima

Recomenda-se observar como estará o clima no país na época da sua viagem, sendo preferível evitar a temporada de chuvas, que ocorre entre janeiro e março. 

6. Refeições

Geralmente as refeições são preparadas pela equipe da agência de viagens contratada. Contudo, é possível levar alguns lanches.

7.  Fazer trilha sozinho

Por motivos de segurança, é proibido realizar o trekking pelo Peru sozinho. Portanto, deve-se formar grupos de pelo menos duas pessoas ou participar de um grupo de no máximo 10 companheiros, sempre acompanhados de um guia certificado. Os guias geralmente falam português. Além disso, eles têm bastante conhecimento geográfico e histórico sobre o caminho percorrido.

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;