Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Espetáculos: melhor prevenir

O deputado estadual Alexandre da Farmácia (PP) apresentou projeto de lei que impede a apresentação de shows pirotécnicos em locais fechados.


Wilson Marini

07/02/2013 | 00:00


O deputado estadual Alexandre da Farmácia (PP) apresentou projeto de lei que impede a apresentação de shows pirotécnicos em locais fechados. O projeto de lei 3/2013 proíbe o uso de fogos de artifício e de qualquer artefato que gere risco de incêndio em boates, casas de shows e lugares que sejam fechados e não possuam estrutura e suporte para esse tipo de espetáculo. A ideia é motivada pelos efeitos da tragédia ocorrida no dia 27, em Santa Maria, Rio Grande do Sul, e que repercutiram em todo o País e internacionalmente.

Rigor

O parlamentar prevê que as casas de shows terão de providenciar isolamento acústico que não contenha materiais tóxicos e deverão oferecer treinamento aos seus funcionários para combate a incêndios. As casas de shows que tenham capacidade para mais de 500 pessoas serão obrigadas a ter duas portas de saída de emergência, devidamente sinalizadas, além da porta principal.

Dicas para o Carnaval - 1

Amanhã, será publicado neste jornal o caderno Carnalegria - Você de Bem com a Vida, com dicas de prevenção de acidentes e de proteção à saude associadas ao período de feriadão prolongado. A publicação é da APJ (Associação Paulista de JornaisJ), rede formada por 15 veículos líderes regionais, entre os quais este jornal. O caderno circulará simultaneamente nos jornais associados, que cobrem as diferentes regiões do interior paulista.

Dicas para o Carnaval - 2

O Carnalegria, em suas oito páginas no formato tabloide e em cores, incentiva e orienta o leitor a adotar atitudes corretas num período normalmente marcado por muitas alegrias, mas que pode gerar incidentes se não houver cuidados específicos. O Carnaval para a maioria é tempo para descansar e se divertir. Seja qual for a programação, são necessários comportamentos adequados nas estradas, baladas, clubes, ruas e avenidas, seja na praia, no campo ou na cidade, mesmo em casa. "São atitudes simples, que nos fazem pensar antes, mas que podem ser muito úteis para a segurança e bem-estar de todos, não apenas no Carnaval, mas também no seu cotidiano", afirma o presidente da APJ, Renato Zaiden.

Crianças e publicidade

O governador Geraldo Alckmin vetou o projeto de lei aprovado na Assembleia Legislativa em 18 de dezembro que regulava a publicidade de alimentos não saudáveis dirigida às crianças, especialmente entre 6h e 21h em rádio e televisão e em escolas em qualquer horário. O projeto é do deputado petista Rui Falcão (PT). O governador alegou inconstitucionalidade - a Constituição Federal determina ser de competência da União legislar sobre propaganda comercial.

Águas

Em 2013 é o Ano Internacional da Cooperação pela Água, conforme resolução das Nações Unidas. E no dia 2 de fevereiro foi comemorado o Dia Mundial das Áreas Úmidas, data também oficializada pela ONU. O Pantanal é a maior área úmida continental do planeta. A definição do conceito de áreas úmidas surgiu em tratado intergovernamental celebrado no Irã, em 1971, em Ramsar, às margens do Mar Cáspio, com o objetivo de desenvolver ações para a conservação e o uso sustentável das zonas úmidas e de seus recursos naturais. Cerca de 150 países são signatários da Convenção de Ramsar, entre os quais o Brasil.

Prevenção do câncer

Dia 4 de fevereiro é o Dia Mundial do Câncer, data oficializada pela ONU para dissipar mitos e conceitos errados sobre a doença. O câncer mata mais pessoas por ano do que a Aids, a malária e a tuberculose juntas - dois terços em países de baixa e média renda. A OMS avalia que entre 2005 e 2015, 84 milhões de pessoas morrerão de câncer sem intervenção. Pesquisas indicam que dois terços das mortes de câncer poderiam ser evitadas mediante a prevenção precoce e tratamentos.

Sustentabilidade

O Instituto Votorantim, braço social do grupo Votorantim, completa uma década de atuação, com trabalhos em mais de 300 municípios do País. Se consolida como agente propulsor de práticas de responsabilidade social e relacionamento com comunidades. Cerca de 1.200 projetos beneficiaram cerca de 4,6 milhões de pessoas, segundo o órgão.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Espetáculos: melhor prevenir

O deputado estadual Alexandre da Farmácia (PP) apresentou projeto de lei que impede a apresentação de shows pirotécnicos em locais fechados.

Wilson Marini

07/02/2013 | 00:00


O deputado estadual Alexandre da Farmácia (PP) apresentou projeto de lei que impede a apresentação de shows pirotécnicos em locais fechados. O projeto de lei 3/2013 proíbe o uso de fogos de artifício e de qualquer artefato que gere risco de incêndio em boates, casas de shows e lugares que sejam fechados e não possuam estrutura e suporte para esse tipo de espetáculo. A ideia é motivada pelos efeitos da tragédia ocorrida no dia 27, em Santa Maria, Rio Grande do Sul, e que repercutiram em todo o País e internacionalmente.

Rigor

O parlamentar prevê que as casas de shows terão de providenciar isolamento acústico que não contenha materiais tóxicos e deverão oferecer treinamento aos seus funcionários para combate a incêndios. As casas de shows que tenham capacidade para mais de 500 pessoas serão obrigadas a ter duas portas de saída de emergência, devidamente sinalizadas, além da porta principal.

Dicas para o Carnaval - 1

Amanhã, será publicado neste jornal o caderno Carnalegria - Você de Bem com a Vida, com dicas de prevenção de acidentes e de proteção à saude associadas ao período de feriadão prolongado. A publicação é da APJ (Associação Paulista de JornaisJ), rede formada por 15 veículos líderes regionais, entre os quais este jornal. O caderno circulará simultaneamente nos jornais associados, que cobrem as diferentes regiões do interior paulista.

Dicas para o Carnaval - 2

O Carnalegria, em suas oito páginas no formato tabloide e em cores, incentiva e orienta o leitor a adotar atitudes corretas num período normalmente marcado por muitas alegrias, mas que pode gerar incidentes se não houver cuidados específicos. O Carnaval para a maioria é tempo para descansar e se divertir. Seja qual for a programação, são necessários comportamentos adequados nas estradas, baladas, clubes, ruas e avenidas, seja na praia, no campo ou na cidade, mesmo em casa. "São atitudes simples, que nos fazem pensar antes, mas que podem ser muito úteis para a segurança e bem-estar de todos, não apenas no Carnaval, mas também no seu cotidiano", afirma o presidente da APJ, Renato Zaiden.

Crianças e publicidade

O governador Geraldo Alckmin vetou o projeto de lei aprovado na Assembleia Legislativa em 18 de dezembro que regulava a publicidade de alimentos não saudáveis dirigida às crianças, especialmente entre 6h e 21h em rádio e televisão e em escolas em qualquer horário. O projeto é do deputado petista Rui Falcão (PT). O governador alegou inconstitucionalidade - a Constituição Federal determina ser de competência da União legislar sobre propaganda comercial.

Águas

Em 2013 é o Ano Internacional da Cooperação pela Água, conforme resolução das Nações Unidas. E no dia 2 de fevereiro foi comemorado o Dia Mundial das Áreas Úmidas, data também oficializada pela ONU. O Pantanal é a maior área úmida continental do planeta. A definição do conceito de áreas úmidas surgiu em tratado intergovernamental celebrado no Irã, em 1971, em Ramsar, às margens do Mar Cáspio, com o objetivo de desenvolver ações para a conservação e o uso sustentável das zonas úmidas e de seus recursos naturais. Cerca de 150 países são signatários da Convenção de Ramsar, entre os quais o Brasil.

Prevenção do câncer

Dia 4 de fevereiro é o Dia Mundial do Câncer, data oficializada pela ONU para dissipar mitos e conceitos errados sobre a doença. O câncer mata mais pessoas por ano do que a Aids, a malária e a tuberculose juntas - dois terços em países de baixa e média renda. A OMS avalia que entre 2005 e 2015, 84 milhões de pessoas morrerão de câncer sem intervenção. Pesquisas indicam que dois terços das mortes de câncer poderiam ser evitadas mediante a prevenção precoce e tratamentos.

Sustentabilidade

O Instituto Votorantim, braço social do grupo Votorantim, completa uma década de atuação, com trabalhos em mais de 300 municípios do País. Se consolida como agente propulsor de práticas de responsabilidade social e relacionamento com comunidades. Cerca de 1.200 projetos beneficiaram cerca de 4,6 milhões de pessoas, segundo o órgão.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;