Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Greve da PF continua causando filas nos aeroportos do país


Do Diário OnLine

13/03/2004 | 15:16


A greve da Polícia Federal, que entrou em seu quinto dia neste sábado, continua a causar transtornos nos aeroportos do país. Os passageiros que desembarcam de vôos internacionais no Aeroporto de Cumbica em Guarulhos, na Grande São Paulo, enfrentam uma fila de até quatro horas.

A situação também é complicada para quem deixa o país. Segundo a Infraero, o tempo de espera para embarque varia entre uma hora e uma hora e meia. Alguns vôos estão partindo com grande atraso. Um vôo para Chicago que deveria ter saído às 21h30 de sexta-feira foi remarcado para 14 horas deste sábado. Um vôo para Nova York, marcado para zero hora só partiu às 10h30.

Os policiais realizam a chamada Operação Padrão, em protesto pela equiparação salarial dos cargos de nível superior. Desta forma, todos os passageiros que chegam ao país têm os documentos checados e as malas revistadas. O procedimento também é realizado no embarque, já que os policiais federais pesquisam se o passageiro tem problemas com a Justiça ou está proibido de deixar o país.

Foz do Iguaçu — Os brasileiros que cruzam a fronteira com o Paraguai para fazer compras em Ciudad del Este também enfrentam uma longa fila. Os policiais fazem uma blitz em todos os automóveis para verificar documentos.

Os agentes procuravam veículos roubados, mas também checaram a documentação de estrangeiros que passaram pela fronteira. Quatro deles foram multados em R$ 827 cada, por estarem em situação irregular no Brasil.

Reivindicações — Os grevistas pedem a equiparação salarial das categorias de nível superior, como escrivães, papiloscopistas e agentes federais, o que elevaria os salários de R$ 4,1 mil para R$ 7,2 mil — reajuste equivalente a 85,4%.

O Ministério da Justiça já deixou claro que as reivindicações não poderão ser atendidas, pois nenhum setor do serviço público federal recebeu nos últimos anos um reajuste salarial dessa proporção.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;