Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Morando traz fantasma ao PSDB


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

15/08/2020 | 00:10


Em dezembro de 2013, o Diário mostrou que Orlando Peixoto, figura tradicional do bairro Taboão e algumas vezes candidato a vereador de São Bernardo, simplesmente ignorava o cargo comissionado para o qual foi nomeado – no governo de Luiz Marinho (PT) – para trabalhar em seu escritório de contabilidade. À época, ele recebia R$ 8.079,17 e a situação causou embaraço ao governo petista, explorado pela oposição. Como na política o mundo costuma dar voltas – muitas vezes mais do que uma –, quem antes condenava a postura de Peixoto agora o acolhe. A Prefeitura de São Bernardo é administrada por Orlando Morando (PSDB). Peixoto voltou a ser funcionário comissionado do Paço, desta vez como assessor de região (com salário de R$ 12.292,87). Não bastasse ser nomeado para trabalhar na administração tucana, Peixoto foi filiado ao PSDB no dia 1º de abril deste ano. Está, a princípio, na lista de candidatos a vereador do PSDB, partido do prefeito.

Legenda
Ex-prefeito de Ribeirão Pires e pré-candidato do PL à Prefeitura na eleição de novembro, Clóvis Volpi gravou vídeo bancando que se os vereadores de seu partido votarem para aumentar os subsídios da classe política do município – de prefeito, vice, secretários e parlamentares – não terão legenda para a tentativa de reeleição. “Sou contra esse tipo de aumento. Se eu fosse presidente da Câmara e tivesse consciência, iria propor que iria retroceder as despesas da Câmara ao nível de 2012, 2013. Não aumentar.”

Vice – 1
Diante da dificuldade de avanços em diálogo com outros pré-candidatos a prefeito de Santo André na busca de composição, o PT de Santo André instituiu oficialmente uma comissão para negociar a vice da chapa capitaneada pela vereadora Bete Siraque (PT) com o PCdoB, até agora o único partido a aderir ao projeto petista. Três nomes do PCdoB estão no raio de observação da cúpula do PT para dobrar com Bete: Renan Arraes, Morgana Ribeiro e Renato Lemos. Esses dois, entretanto, são pré-candidatos a vereador e tirá-los da lista pode atrapalhar os planos do PCdoB em eleger um vereador (a aposta do partido é o ex-deputado Vanderlei Siraque, marido de Bete).

Vice – 2
O PT de Santo André tentou conversas com dois pré-candidatos a prefeito e viu que o diálogo, até agora, não andou: Bruno Daniel (Psol) e João Avamileno (SD). Ambos tiveram relação próxima com o petismo – o primeiro é irmão de Celso Daniel, três vezes prefeito de Santo André, e o segundo era vice de Celso, sucedendo-o após sua morte, em 2002. No caso de Bruno, a cúpula petista ouviu de dirigentes do Psol que Bruno aparece bem colocado em pesquisas extraoficiais e que, se quisessem, um petista poderia ser vice do nome do Psol. No segundo caso, Avamileno mostrou-se irredutível em seu planejamento eleitoral.

Alternativa – 1
Ex-vereadora de Diadema e candidata à Prefeitura da cidade na eleição de 1982, Marion Magali de Oliveira (Podemos) começou a ganhar força nos bastidores do governo do prefeito Lauro Michels (PV) para substituir a ex-deputada Regina Gonçalves (PV) na chapa liderada pelo presidente da Câmara, Pretinho do Água Santa (DEM). Tudo porque ela está no partido do deputado estadual Márcio da Farmácia (Podemos), que, até agora, reluta em demonstrar apoio público a Pretinho, nome escolhido por Lauro para tentar sucedê-lo.

Alternativa – 2
A discussão ganhou corpo nesta semana, em especial depois que o vereador Marcos Michels (PSB), em entrevista ao Diário, assegurou que será candidato a prefeito de Diadema e que tem conversado com pessoas que ainda torcem o nariz pelo fato de Pretinho do Água Santa (DEM) ser o pré-prefeiturável governista. A alta cúpula do governo de Lauro Michels (PV) terá de calibrar o discurso a ser empregado para que Marion seja alçada à condição de vice sem gerar ruptura do PV, de Regina Gonçalves. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;