Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 29 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Aluno de Olavo de Carvalho assume coordenação de apoio a quilombos da Palmares



14/08/2020 | 09:10


Sérgio Camargo, presidente da Fundação Palmares, trocou nesta sexta-feira, 14, o comando da Coordenação de Articulação e Apoio às Comunidades Remanescentes dos Quilombos, do Departamento de Proteção ao Patrimônio Afro-Brasileiro. Sai Tauiny Lasmar Moura dos Santos e entra Victor Hugo Diogo Barboza, aluno de Olavo de Carvalho.

A indicação foi feita por Camargo em 29 de julho e a nomeação foi publicada nesta sexta-feira, 14, no Diário Oficial junto com a exoneração de Santos, que ocupava o cargo desde julho de 2019.

A Fundação Cultural Palmares é vinculada à Secretaria Especial da Cultura.

Barboza é formado em direito e biomedicina, já foi filiado ao Partido Pátria Livre (PPL), passou em concurso para soldado, em Brasília, já atuou como ajudante parlamentar do PMDB e é aluno de um curso online de filosofia, ministrado por Olavo de Carvalho. Esta será sua primeira experiência com movimento negro.

Sérgio Camargo assumiu o cargo durante o governo Bolsonaro, apesar dos protestos do movimento negro.

Ela já disse que o Brasil tinha um racismo Nutella, que a escravidão foi benéfica aos negros, repudiou Zumbi, chamou o movimento negro de "escória maldita" e disse que o Black Lives Matter é racista.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Aluno de Olavo de Carvalho assume coordenação de apoio a quilombos da Palmares


14/08/2020 | 09:10


Sérgio Camargo, presidente da Fundação Palmares, trocou nesta sexta-feira, 14, o comando da Coordenação de Articulação e Apoio às Comunidades Remanescentes dos Quilombos, do Departamento de Proteção ao Patrimônio Afro-Brasileiro. Sai Tauiny Lasmar Moura dos Santos e entra Victor Hugo Diogo Barboza, aluno de Olavo de Carvalho.

A indicação foi feita por Camargo em 29 de julho e a nomeação foi publicada nesta sexta-feira, 14, no Diário Oficial junto com a exoneração de Santos, que ocupava o cargo desde julho de 2019.

A Fundação Cultural Palmares é vinculada à Secretaria Especial da Cultura.

Barboza é formado em direito e biomedicina, já foi filiado ao Partido Pátria Livre (PPL), passou em concurso para soldado, em Brasília, já atuou como ajudante parlamentar do PMDB e é aluno de um curso online de filosofia, ministrado por Olavo de Carvalho. Esta será sua primeira experiência com movimento negro.

Sérgio Camargo assumiu o cargo durante o governo Bolsonaro, apesar dos protestos do movimento negro.

Ela já disse que o Brasil tinha um racismo Nutella, que a escravidão foi benéfica aos negros, repudiou Zumbi, chamou o movimento negro de "escória maldita" e disse que o Black Lives Matter é racista.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;