Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara de Mauá prevê nova rodada de testes para Covid

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Casa suspendeu sessões e atividades presenciais depois de surto; exames viram embate político


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

12/08/2020 | 00:53


A Câmara de Mauá, presidida por Vanderley Cavalcante da Silva, o Neycar (SD), anunciou que fará na terça-feira nova rodada de testes para Covid-19 entre os parlamentares e servidores da casa. Na semana passada, exames foram realizados e identificaram que 18 funcionários e outros quatro vereadores foram contaminados pelo coronavírus.

A assessoria de imprensa da casa destacou que a nova testagem, que será feita pela equipe da Secretaria de Saúde, já estava programada e que faz parte do plano de avaliação sobre a manutenção das medidas adotadas. O total de pessoas positivadas fez com que a casa suspendesse as sessões presenciais e tomasse o home office entre os servidores, em esquema de rodízio. Na sexta-feira, a sede do Legislativo mauaense passou por desinfecção.

Os resultados dos testes feitos na semana passada, porém, viraram embate político. Na sessão de ontem, parlamentares voltaram a questionar a autenticidade dos exames. O oposicionista Professor Betinho (PSL) disse ter refeito os exames e que o resultou deu negativo para a Covid-19. O parlamentar sugere que o diagnóstico foi proposital e com intuito de tirá-lo da votação do impeachment do prefeito Atila Jacomussi (PSB) – a denúncia foi rejeitada por maioria dos votos. Além dele, testaram positivo os vereadores Adelto Cachorrão (Republicanos), Samuel Enfermeiro (PSB) e Chiquinho do Zaíra (Avante). Samuel e Chiquinho, além de outros servidores, refizeram os testes e o resultado também divergiu do diagnóstico feito na Câmara.

O vereador Cincinato Freire (PSB), que é médico, colocou panos quentes no debate. “Isso (falso positivo) pode acontecer em qualquer situação e em qualquer cidade. Nenhum teste é perfeito”, ponderou o parlamentar. Ontem, a sessão foi realizada de forma virtual. A expectativa é a de que essas medidas sigam até que os resultados dos novos testes sejam avaliados.

Em Diadema, o Legislativo também decidiu suspender as sessões presenciais.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Câmara de Mauá prevê nova rodada de testes para Covid

Casa suspendeu sessões e atividades presenciais depois de surto; exames viram embate político

Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

12/08/2020 | 00:53


A Câmara de Mauá, presidida por Vanderley Cavalcante da Silva, o Neycar (SD), anunciou que fará na terça-feira nova rodada de testes para Covid-19 entre os parlamentares e servidores da casa. Na semana passada, exames foram realizados e identificaram que 18 funcionários e outros quatro vereadores foram contaminados pelo coronavírus.

A assessoria de imprensa da casa destacou que a nova testagem, que será feita pela equipe da Secretaria de Saúde, já estava programada e que faz parte do plano de avaliação sobre a manutenção das medidas adotadas. O total de pessoas positivadas fez com que a casa suspendesse as sessões presenciais e tomasse o home office entre os servidores, em esquema de rodízio. Na sexta-feira, a sede do Legislativo mauaense passou por desinfecção.

Os resultados dos testes feitos na semana passada, porém, viraram embate político. Na sessão de ontem, parlamentares voltaram a questionar a autenticidade dos exames. O oposicionista Professor Betinho (PSL) disse ter refeito os exames e que o resultou deu negativo para a Covid-19. O parlamentar sugere que o diagnóstico foi proposital e com intuito de tirá-lo da votação do impeachment do prefeito Atila Jacomussi (PSB) – a denúncia foi rejeitada por maioria dos votos. Além dele, testaram positivo os vereadores Adelto Cachorrão (Republicanos), Samuel Enfermeiro (PSB) e Chiquinho do Zaíra (Avante). Samuel e Chiquinho, além de outros servidores, refizeram os testes e o resultado também divergiu do diagnóstico feito na Câmara.

O vereador Cincinato Freire (PSB), que é médico, colocou panos quentes no debate. “Isso (falso positivo) pode acontecer em qualquer situação e em qualquer cidade. Nenhum teste é perfeito”, ponderou o parlamentar. Ontem, a sessão foi realizada de forma virtual. A expectativa é a de que essas medidas sigam até que os resultados dos novos testes sejam avaliados.

Em Diadema, o Legislativo também decidiu suspender as sessões presenciais.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;