Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 29 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Datena anuncia que está fora das eleições e fala em candidatura só em 2022

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


11/08/2020 | 17:28


O jornalista José Luiz Datena está oficialmente fora das eleições municipais de 2020. O apresentador iniciou, às 16 horas desta terça-feira, 11, o programa "Brasil Urgente", na Band TV, o que o impede legalmente de estar nas urnas em novembro. Ele era cotado como possível candidato a vice na chapa à reeleição do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), e, pela manhã, não havia apresentado o programa "Manhã Bandeirantes", da Rádio Bandeirantes, sendo substituído pelo colega Agostinho Teixeira.

O novo calendário eleitoral aprovado pelo Congresso veta que pré-candidatos ancorem programas de rádio e televisão a partir desta terça-feira. Datena, no entanto, disse que será candidato em 2022. "Resolvi fazer o que a Band pediu para eu fazer. Eu ia sair, mas neste momento de pandemia a Band precisa de seus apresentadores mais experientes", afirmou o jornalista no início do programa. Ele disse que gostaria de ter ajudado Bruno Covas, mas confirmou que o MDB, partido o qual é filiado, chegou a oferecer a cabeça de chapa para a disputa à Prefeitura de São Paulo. "Na próxima eleição, eu vou deixar a televisão e vou me candidatar", revelou o comunicador. "Eu vou estar frente a frente com esses caras. Só no campo deles você pode fazer alguma coisa".

De acordo com Datena, o MDB deseja que ele seja candidato ao governo do Estado em 2022. O jornalista, no entanto, prefere disputar o Senado e acredita na reeleição Covas neste ano. Datena tem um histórico de desistir de eleições depois de fortes acenos com o mundo político. Em 2016, o apresentador, então filiado ao Progressistas, abriu mão da candidatura à Prefeitura de São Paulo. Em 2018, no DEM, declinou de concorrer ao Senado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Datena anuncia que está fora das eleições e fala em candidatura só em 2022


11/08/2020 | 17:28


O jornalista José Luiz Datena está oficialmente fora das eleições municipais de 2020. O apresentador iniciou, às 16 horas desta terça-feira, 11, o programa "Brasil Urgente", na Band TV, o que o impede legalmente de estar nas urnas em novembro. Ele era cotado como possível candidato a vice na chapa à reeleição do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), e, pela manhã, não havia apresentado o programa "Manhã Bandeirantes", da Rádio Bandeirantes, sendo substituído pelo colega Agostinho Teixeira.

O novo calendário eleitoral aprovado pelo Congresso veta que pré-candidatos ancorem programas de rádio e televisão a partir desta terça-feira. Datena, no entanto, disse que será candidato em 2022. "Resolvi fazer o que a Band pediu para eu fazer. Eu ia sair, mas neste momento de pandemia a Band precisa de seus apresentadores mais experientes", afirmou o jornalista no início do programa. Ele disse que gostaria de ter ajudado Bruno Covas, mas confirmou que o MDB, partido o qual é filiado, chegou a oferecer a cabeça de chapa para a disputa à Prefeitura de São Paulo. "Na próxima eleição, eu vou deixar a televisão e vou me candidatar", revelou o comunicador. "Eu vou estar frente a frente com esses caras. Só no campo deles você pode fazer alguma coisa".

De acordo com Datena, o MDB deseja que ele seja candidato ao governo do Estado em 2022. O jornalista, no entanto, prefere disputar o Senado e acredita na reeleição Covas neste ano. Datena tem um histórico de desistir de eleições depois de fortes acenos com o mundo político. Em 2016, o apresentador, então filiado ao Progressistas, abriu mão da candidatura à Prefeitura de São Paulo. Em 2018, no DEM, declinou de concorrer ao Senado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;