Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Guararapes reverte lucro e tem prejuízo de R$ 296,2 milhões no 2º trimestre



10/08/2020 | 21:24


A Guararapes, dona da rede Riachuelo, registrou um prejuízo líquido de R$ 296,2 milhões no segundo trimestre de 2020. No mesmo período de 2019, o grupo havia reportado lucro de R$ 54,9 milhões. Já o Ebitdafoi negativo em R$ 289,2 milhões, ante R$ 234,7 positivos no mesmo trimestre do ano anterior.

A Receita Líquida da companhia caiu 52,4%, chegando R$ 225,9 milhões, enquanto as vendas mesmas lojas decresceram 69,7%. A empresa ressalta que as lojas reabertas no trimestre apresentaram 74,8% do total registrado no mesmo período de 2019. Segundo a Guararapes, elas foram "impactadas pela redução do horário de funcionamento e pela implementação de limites máximos de pessoas nas lojas aderentes aos protocolos de segurança estabelecidos".

No trimestre, os canais digitais representaram 46,1% das vendas, em decorrência do isolamento social. Mas a margem bruta da companhia foi de 38,2%, ante 50,3% no segundo trimestre de 2019.

Segundo a companhia, no primeiro semestre, esse indicador foi afetado pelo fechamento de fábricas, que reduziu incentivos de ICMS, e pelo custo de produção de equipamentos de segurança (EPIs) para doação. Além disso, os estoques acumulados pelo período de lojas fechadas levou a maior apetite promocional. E a própria venda online, segundo o grupo, tem um mix de produtos com margem menor.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Guararapes reverte lucro e tem prejuízo de R$ 296,2 milhões no 2º trimestre


10/08/2020 | 21:24


A Guararapes, dona da rede Riachuelo, registrou um prejuízo líquido de R$ 296,2 milhões no segundo trimestre de 2020. No mesmo período de 2019, o grupo havia reportado lucro de R$ 54,9 milhões. Já o Ebitdafoi negativo em R$ 289,2 milhões, ante R$ 234,7 positivos no mesmo trimestre do ano anterior.

A Receita Líquida da companhia caiu 52,4%, chegando R$ 225,9 milhões, enquanto as vendas mesmas lojas decresceram 69,7%. A empresa ressalta que as lojas reabertas no trimestre apresentaram 74,8% do total registrado no mesmo período de 2019. Segundo a Guararapes, elas foram "impactadas pela redução do horário de funcionamento e pela implementação de limites máximos de pessoas nas lojas aderentes aos protocolos de segurança estabelecidos".

No trimestre, os canais digitais representaram 46,1% das vendas, em decorrência do isolamento social. Mas a margem bruta da companhia foi de 38,2%, ante 50,3% no segundo trimestre de 2019.

Segundo a companhia, no primeiro semestre, esse indicador foi afetado pelo fechamento de fábricas, que reduziu incentivos de ICMS, e pelo custo de produção de equipamentos de segurança (EPIs) para doação. Além disso, os estoques acumulados pelo período de lojas fechadas levou a maior apetite promocional. E a própria venda online, segundo o grupo, tem um mix de produtos com margem menor.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;