Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Funcionários param Sulzer por 2 horas


Eric Fujita
Do Diário do Grande ABC

31/08/2005 | 08:52


Cerca de 250 funcionários da empresa Sulzer – fabricante de aparelhos de bombeamento para o setor petrolífero em São Bernardo – paralisaram terça-feira a produção por duas horas, no segundo dia da série de paralisações promovidas pelos metalúrgicos nas indústrias do Grupo 9 (máquinas, metalurgia tradicional e eletroeletrônicos). O setor se recusa a ampliar sua proposta de um reajuste de 6%, (4,66% de reposição da inflação e 1,28% de aumento real).

A paralisação durou das 6h às 8h, informou o diretor-executivo do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC (ligado à CUT), José Paulo da Silva Nogueira. Segundo a empresa, o movimento prejudicou a produção da unidade.

O analista de Administração Pessoal da Sulzer, Renato Oliveira, afirmou que uma paralisação como essa compromete o prazo de entrega para o cliente. Segundo ele, a empresa produz de acordo com a demanda. "Muitos dos nossos contratos são com estatais. Se não cumprirmos os prazos, somos obrigados a pagar multa, conforme previsto nas licitações", explicou Oliveira.

O sindicato tem nesta quarta-feira rodadas decisivas de negociação com Sindipeças (Sindicato Nacional das Indústrias de Autopeças) e Grupo 9. As reuniões estão programadas para as 9h e 17h, respectivamente.

O presidente do sindicato, José Lopez Feijóo, alertou que a categoria poderá ampliar a onda de paralisações nesta quinta-feira, caso os dois segmentos não melhorem suas propostas. "Não teremos outra alternativa senão o caminho da mobilização." Além da proposta do Grupo 9, o Sindipeças ofereceu a reposição da inflação e aumento real de 2%. Já a categoria quer pelo menos o mesmo patamar de aumento real concedido pelas montadoras.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Funcionários param Sulzer por 2 horas

Eric Fujita
Do Diário do Grande ABC

31/08/2005 | 08:52


Cerca de 250 funcionários da empresa Sulzer – fabricante de aparelhos de bombeamento para o setor petrolífero em São Bernardo – paralisaram terça-feira a produção por duas horas, no segundo dia da série de paralisações promovidas pelos metalúrgicos nas indústrias do Grupo 9 (máquinas, metalurgia tradicional e eletroeletrônicos). O setor se recusa a ampliar sua proposta de um reajuste de 6%, (4,66% de reposição da inflação e 1,28% de aumento real).

A paralisação durou das 6h às 8h, informou o diretor-executivo do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC (ligado à CUT), José Paulo da Silva Nogueira. Segundo a empresa, o movimento prejudicou a produção da unidade.

O analista de Administração Pessoal da Sulzer, Renato Oliveira, afirmou que uma paralisação como essa compromete o prazo de entrega para o cliente. Segundo ele, a empresa produz de acordo com a demanda. "Muitos dos nossos contratos são com estatais. Se não cumprirmos os prazos, somos obrigados a pagar multa, conforme previsto nas licitações", explicou Oliveira.

O sindicato tem nesta quarta-feira rodadas decisivas de negociação com Sindipeças (Sindicato Nacional das Indústrias de Autopeças) e Grupo 9. As reuniões estão programadas para as 9h e 17h, respectivamente.

O presidente do sindicato, José Lopez Feijóo, alertou que a categoria poderá ampliar a onda de paralisações nesta quinta-feira, caso os dois segmentos não melhorem suas propostas. "Não teremos outra alternativa senão o caminho da mobilização." Além da proposta do Grupo 9, o Sindipeças ofereceu a reposição da inflação e aumento real de 2%. Já a categoria quer pelo menos o mesmo patamar de aumento real concedido pelas montadoras.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;