Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Economia paulista cresceu 6,8% em junho na comparação com maio



10/08/2020 | 16:57


A economia paulista cresceu em junho 6,8% na comparação com maio, de acordo com o PIB+30, uma nova ferramenta de aferição do PIB estadual que o governo de São Paulo e a Fundação Seade anunciaram nesta segunda-feira, 10. Esse é o segundo resultado mensal positivo na série ajustada sazonalmente.

Na comparação com junho de 2019, o PIB+30 registrou aumento de 1,8% e no acumulado de 12 meses, o indicador de junho avançou 0,7%. No primeiro semestre de 2020, o PIB apresentou retração de 1,3% em relação a igual período de 2019.

Nos resultados trimestrais, a economia paulista apresentou queda de 6,1% na comparação do segundo trimestre de 2020 contra o primeiro trimestre do ano, com ajuste sazonal. Esta é a segunda queda consecutiva nesta base de comparação. O PIB+30 registrou retração de 5,4% no segundo trimestre de 2020, em relação a igual trimestre de 2019.

Sobre o PIB+30

A partir da necessidade de monitorar as tendências da economia paulista no contexto da pandemia provocada pelo Covid-19, a Fundação Seade se mobilizou para desenvolver novos indicadores. Um deles é o PIB+30, que permite observar as estatísticas preliminares do PIB do Estado de São Paulo.

O indicador representa 97% do PIB estadual e será apresentado na forma de índices e taxas ajustadas sazonalmente, sendo publicado em conjunto com a estimativa oficial do PIB do mês anterior. O PIB+30 se insere em uma linha de trabalho da Seade que contempla: o cálculo do PIB do Estado de SP e do PIB dos Municípios, estes em conjunto com o IBGE.

O novo indicador tem como base uma revisão das melhores práticas internacionais e dá início ao uso de uma família de indicadores baseada nas chamadas "estimativas instantâneas" (flash estimates) ou "estatísticas em tempo real". O PIB+30 tem como referência o mês anterior e incorpora em sua metodologia dados de alta e altíssima frequência com a finalidade de rastrear com maior rapidez as mudanças da atividade econômica no Estado de São Paulo.

De acordo com o governo do Estado e a Seade, "é importante dizer que parte expressiva das fontes utilizadas nos painéis do PIB Mensal e do PIB+30 são comuns ou seus dados apresentam relativa convergência em sua tendência de crescimento, fortalecendo assim as possibilidades de seu uso como indicador preditivo do PIB Paulista".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Economia paulista cresceu 6,8% em junho na comparação com maio


10/08/2020 | 16:57


A economia paulista cresceu em junho 6,8% na comparação com maio, de acordo com o PIB+30, uma nova ferramenta de aferição do PIB estadual que o governo de São Paulo e a Fundação Seade anunciaram nesta segunda-feira, 10. Esse é o segundo resultado mensal positivo na série ajustada sazonalmente.

Na comparação com junho de 2019, o PIB+30 registrou aumento de 1,8% e no acumulado de 12 meses, o indicador de junho avançou 0,7%. No primeiro semestre de 2020, o PIB apresentou retração de 1,3% em relação a igual período de 2019.

Nos resultados trimestrais, a economia paulista apresentou queda de 6,1% na comparação do segundo trimestre de 2020 contra o primeiro trimestre do ano, com ajuste sazonal. Esta é a segunda queda consecutiva nesta base de comparação. O PIB+30 registrou retração de 5,4% no segundo trimestre de 2020, em relação a igual trimestre de 2019.

Sobre o PIB+30

A partir da necessidade de monitorar as tendências da economia paulista no contexto da pandemia provocada pelo Covid-19, a Fundação Seade se mobilizou para desenvolver novos indicadores. Um deles é o PIB+30, que permite observar as estatísticas preliminares do PIB do Estado de São Paulo.

O indicador representa 97% do PIB estadual e será apresentado na forma de índices e taxas ajustadas sazonalmente, sendo publicado em conjunto com a estimativa oficial do PIB do mês anterior. O PIB+30 se insere em uma linha de trabalho da Seade que contempla: o cálculo do PIB do Estado de SP e do PIB dos Municípios, estes em conjunto com o IBGE.

O novo indicador tem como base uma revisão das melhores práticas internacionais e dá início ao uso de uma família de indicadores baseada nas chamadas "estimativas instantâneas" (flash estimates) ou "estatísticas em tempo real". O PIB+30 tem como referência o mês anterior e incorpora em sua metodologia dados de alta e altíssima frequência com a finalidade de rastrear com maior rapidez as mudanças da atividade econômica no Estado de São Paulo.

De acordo com o governo do Estado e a Seade, "é importante dizer que parte expressiva das fontes utilizadas nos painéis do PIB Mensal e do PIB+30 são comuns ou seus dados apresentam relativa convergência em sua tendência de crescimento, fortalecendo assim as possibilidades de seu uso como indicador preditivo do PIB Paulista".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;