Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 23 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Ex-funcionários da Pan reivindicam pagamento de verbas rescisórias

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Segundo manifestantes, problema antecede a pandemia e empresa não cumpre acordos judiciais para pagamento; valor é de cerca de R$ 500 mil, segundo sindicato


Do dgabc.com.br

10/08/2020 | 11:42


Ex-funcionários Pan, localizada no Bairro Santa Paula, em São Caetano, fizeram manifestação na porta da fábrica de chocolates na manhã desta segunda-feira (10), reivindicando o pagamento das verbas rescisórias. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Latícinios e Alimentação da região, a empresa efetuou o parcelamento por causa de dificuldades financeiras. A estimativa da entidade é de que cerca de R$ 500 mil sejam devidos a pelo menos 40 ex-funcionários que pararam de receber o acordo desde novembro do ano passado.

"Estamos em busca de uma solução e já pedimos a execução da dívida no judiciário", informou o advogado da entidade representante dos trabalhadores, Roberval Pedrosa. "A empresa não pode alegar crise da pandemia,  já que começou a atrasar os pagamentos 120 dias antes do coronavirus", afirmou. Segundo ele o TRT (Tribunal Regional do Trabalho) permitiu a penhora de parte do faturamento da empresa para o pagamento.

De acordo com os manifestantes, cerca de 100 pessoas estão nesta situação. O sindicato informou que apesar das demissões feitas desde 2017 chegarem a este número, somente cerca de 40 estão com os pagamentos em atraso.

A empresa possui hoje cerca de 70 funcionários e continua produzindo, apesar de ter aplicado a redução de 25% da jornada e trabalho, de acordo com o sindicato.

Uma equipe do Diário esteve no local, mas nenhum representante da Pan quis falar com a reportagem. O Diário aguarda um retorno da empresa e do TRT sobre o assunto.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ex-funcionários da Pan reivindicam pagamento de verbas rescisórias

Segundo manifestantes, problema antecede a pandemia e empresa não cumpre acordos judiciais para pagamento; valor é de cerca de R$ 500 mil, segundo sindicato

Do dgabc.com.br

10/08/2020 | 11:42


Ex-funcionários Pan, localizada no Bairro Santa Paula, em São Caetano, fizeram manifestação na porta da fábrica de chocolates na manhã desta segunda-feira (10), reivindicando o pagamento das verbas rescisórias. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Latícinios e Alimentação da região, a empresa efetuou o parcelamento por causa de dificuldades financeiras. A estimativa da entidade é de que cerca de R$ 500 mil sejam devidos a pelo menos 40 ex-funcionários que pararam de receber o acordo desde novembro do ano passado.

"Estamos em busca de uma solução e já pedimos a execução da dívida no judiciário", informou o advogado da entidade representante dos trabalhadores, Roberval Pedrosa. "A empresa não pode alegar crise da pandemia,  já que começou a atrasar os pagamentos 120 dias antes do coronavirus", afirmou. Segundo ele o TRT (Tribunal Regional do Trabalho) permitiu a penhora de parte do faturamento da empresa para o pagamento.

De acordo com os manifestantes, cerca de 100 pessoas estão nesta situação. O sindicato informou que apesar das demissões feitas desde 2017 chegarem a este número, somente cerca de 40 estão com os pagamentos em atraso.

A empresa possui hoje cerca de 70 funcionários e continua produzindo, apesar de ter aplicado a redução de 25% da jornada e trabalho, de acordo com o sindicato.

Uma equipe do Diário esteve no local, mas nenhum representante da Pan quis falar com a reportagem. O Diário aguarda um retorno da empresa e do TRT sobre o assunto.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;