Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Günther vence 3ª corrida em Berlim e vira vice-líder da Fórmula E



08/08/2020 | 19:22


O alemão Maximilian Günther chegou na frente na terceira corrida da "maratona" da Fórmula E em Berlim. Correndo em casa, o piloto da BMW superou o francês Jean-Eric Vergne, da equipe DS Techeetah, no fim e venceu pela segunda vez na temporada, alcançando a vice-liderança do campeonato. O holandês Robin Frijns chegou em segundo, seguido por Vergne.

Com o resultado, Günther chegou aos 69 pontos, ainda distante do líder, António Félix da Costa, com 137. O português terminou neste sábado na quarta posição, mostrando que segue firme em busca do primeiro título na categoria. Oitavo colocado, o brasileiro Lucas Di Grassi ocupa agora o terceiro posto geral, com 61 pontos.

A corrida deste sábado, a terceira de seis a serem disputadas no Aeroporto de Tempelhof, teve final emocionante. Atual bicampeão da F-E, Vergne liderava a prova quando Günther resolveu arriscar e fez manobra ousada para ultrapassar o rival francês, faltando quatro minutos para o fim da prova - a corrida tem duração de 45 minutos mais uma volta.

A disputa acirrada com Günther acabou deixando Vergne com pouca carga na bateria do seu carro. Frijns, da equipe Virgin, aproveitou a oportunidade e também passou o francês. Nos instantes finais da prova, o alemão também passou a sofrer com pouca energia, diante das investidas do holandês.

Mas Günther acabou cruzando a linha de chegada na frente do adversário por apenas 0s128, protagonizando o final mais aperto da história da categoria de carros elétricos.

Entre os brasileiros, Di Grassi teve atuação mais discreta, enquanto Felipe Massa apresentou performance superior ao que vinha exibindo na temporada. No entanto, ambos se tocaram quando disputaram o 10º lugar.

Massa, que chegou a brigar pelo quinto posto, levou a pior. Ele foi punido pelo toque no compatriota e terminou a prova somente na 19ª e última posição. Sergio Sette Câmara, em sua segunda prova na competição, teve incidente com James Calado e saiu da prova mais cedo.

A quarta corrida da série de seis provas da F-E, nesta reta final da temporada, será disputada neste domingo, às 14 horas, novamente em Berlim.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Günther vence 3ª corrida em Berlim e vira vice-líder da Fórmula E


08/08/2020 | 19:22


O alemão Maximilian Günther chegou na frente na terceira corrida da "maratona" da Fórmula E em Berlim. Correndo em casa, o piloto da BMW superou o francês Jean-Eric Vergne, da equipe DS Techeetah, no fim e venceu pela segunda vez na temporada, alcançando a vice-liderança do campeonato. O holandês Robin Frijns chegou em segundo, seguido por Vergne.

Com o resultado, Günther chegou aos 69 pontos, ainda distante do líder, António Félix da Costa, com 137. O português terminou neste sábado na quarta posição, mostrando que segue firme em busca do primeiro título na categoria. Oitavo colocado, o brasileiro Lucas Di Grassi ocupa agora o terceiro posto geral, com 61 pontos.

A corrida deste sábado, a terceira de seis a serem disputadas no Aeroporto de Tempelhof, teve final emocionante. Atual bicampeão da F-E, Vergne liderava a prova quando Günther resolveu arriscar e fez manobra ousada para ultrapassar o rival francês, faltando quatro minutos para o fim da prova - a corrida tem duração de 45 minutos mais uma volta.

A disputa acirrada com Günther acabou deixando Vergne com pouca carga na bateria do seu carro. Frijns, da equipe Virgin, aproveitou a oportunidade e também passou o francês. Nos instantes finais da prova, o alemão também passou a sofrer com pouca energia, diante das investidas do holandês.

Mas Günther acabou cruzando a linha de chegada na frente do adversário por apenas 0s128, protagonizando o final mais aperto da história da categoria de carros elétricos.

Entre os brasileiros, Di Grassi teve atuação mais discreta, enquanto Felipe Massa apresentou performance superior ao que vinha exibindo na temporada. No entanto, ambos se tocaram quando disputaram o 10º lugar.

Massa, que chegou a brigar pelo quinto posto, levou a pior. Ele foi punido pelo toque no compatriota e terminou a prova somente na 19ª e última posição. Sergio Sette Câmara, em sua segunda prova na competição, teve incidente com James Calado e saiu da prova mais cedo.

A quarta corrida da série de seis provas da F-E, nesta reta final da temporada, será disputada neste domingo, às 14 horas, novamente em Berlim.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;