Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 28 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Adolescentes brasileiros lideram busca mundial por cirurgias plásticas na faixa etária

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Luís Felipe Soares

08/08/2020 | 23:59


A insatisfação com a imagem que observam no espelho e complicações com autoestima fazem com que os jovens se interessem cada vez mais por cirurgias plásticas. As incertezas sobre o corpo e a comparação com outras pessoas são naturais em meio à adolescência, mas as pesquisas sobre procedimentos médicos parecem ser mais do que mera curiosidade.

Estudo realizado da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) no ano passado apontou que o Brasil é o líder mundial entre pacientes com idade de 13 a 18 anos. Ainda segundo o levantamento, houve aumento de cerca de 140% da procura do público dessa faixa etária por procedimentos ao longo dos últimos dez anos.

Especialistas da entidade analisam que a expansão das redes sociais nas últimas temporadas acaba por aumentar a preocupação dos jovens com sua imagem, uma vez que fotos e vídeos são comuns e a busca por likes é intensa. Claro que existem complicações que envolvem problemas de saúde, mas parte dos procedimentos entra em pauta por causa de imediatismo, com dietas e atividades físicas, por exemplo, não apresentando os resultados desejados.

Rinoplastia (mudanças em detalhes no nariz), otoplastia (na orelha), lipoaspiração (retirada de excesso de gordura localizada em certas partes do corpo, como barriga e braços) e cirurgia nas mamas estão entre opções mais procuradas.

Os médicos ressaltam que pacientes menores de 18 anos precisam ter autorização e acompanhamento dos pais e/ou responsáveis para a realização desse tipo de cirurgia, seja ela no local que for. Um acompanhamento psicológico prévio, durante e após o processo, também é fundamental para o jovem que optar por essa ação modificadora. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Adolescentes brasileiros lideram busca mundial por cirurgias plásticas na faixa etária

Luís Felipe Soares

08/08/2020 | 23:59


A insatisfação com a imagem que observam no espelho e complicações com autoestima fazem com que os jovens se interessem cada vez mais por cirurgias plásticas. As incertezas sobre o corpo e a comparação com outras pessoas são naturais em meio à adolescência, mas as pesquisas sobre procedimentos médicos parecem ser mais do que mera curiosidade.

Estudo realizado da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) no ano passado apontou que o Brasil é o líder mundial entre pacientes com idade de 13 a 18 anos. Ainda segundo o levantamento, houve aumento de cerca de 140% da procura do público dessa faixa etária por procedimentos ao longo dos últimos dez anos.

Especialistas da entidade analisam que a expansão das redes sociais nas últimas temporadas acaba por aumentar a preocupação dos jovens com sua imagem, uma vez que fotos e vídeos são comuns e a busca por likes é intensa. Claro que existem complicações que envolvem problemas de saúde, mas parte dos procedimentos entra em pauta por causa de imediatismo, com dietas e atividades físicas, por exemplo, não apresentando os resultados desejados.

Rinoplastia (mudanças em detalhes no nariz), otoplastia (na orelha), lipoaspiração (retirada de excesso de gordura localizada em certas partes do corpo, como barriga e braços) e cirurgia nas mamas estão entre opções mais procuradas.

Os médicos ressaltam que pacientes menores de 18 anos precisam ter autorização e acompanhamento dos pais e/ou responsáveis para a realização desse tipo de cirurgia, seja ela no local que for. Um acompanhamento psicológico prévio, durante e após o processo, também é fundamental para o jovem que optar por essa ação modificadora. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;